10/03/2015

Os brados das panelas

Shot007

Na noite de domingo (08), enquanto a presidente Dilma se dirigia à nação, várias capitais do Brasil protagonizaram um panelaço, cujos atores, além de bater panelas, esgoelaram-se em pornofonias.

O PT opinou que o movimento foi pífio, resumiu-se aos ricos e foi articulado pela oposição; o PSDB contestou, afirmando que o movimento foi espontâneo e generalizado.

O panelaço não foi pífio: fez barulho suficiente para ser amplamente notado. Também não foi espontâneo, mas articulado através, principalmente, do Whatsapp, onde se disseminou a mensagem de ordem, “Vamos todos para as janelas e vaiar muito. Também vale disparar alarmes de casas e carros! Passe adiante”.

Tentar lateralizar a estridência porque as batidas foram de grife é um diversionismo que não destitui o evento como termômetro da insatisfação popular.

Não se deve intuir que protesto só vale se for de pobre, até porque, como está ineficiente a comunicação do governo e há um caldo de ansiedade fomentado com a intenção de sangrá-lo, erigir um cordão de isolamento em torno do Planalto, à soldo de ricos ou de pobres, é tarefa que não demanda maiores percussões.

Ademais, o discurso de impeachment é uma estratégia gestada pela “gente diferenciada” como instrumento de manobra da massa que anseia. O PSDB e os demais pelotões a seu comando, não intentam patrocinar a aventura, pois, além de enxergaram ausência de elementos fáticos para bancá-lo, não desejam consumar um ato que entregaria o comando total da República ao PMDB, que, além do presidente do Senado e da Câmara Federal, teria a presidência da República.

O arco e a flecha do movimento são dos ricos mesmo, que, sistematicamente, usam a câimbra que acomete o governo para sitiar a presidente da República na mal elaborada articulação política com o Congresso Nacional, mas isso não significa que a plebe não esteja motivada a ser a arqueira.  

Como o PSDB sabe que câimbra não é doença e que o governo tem tempo para reequilibrar o organismo, o plano é manter a presidente sangrando no cargo, para que o PT chegue a 2018 com leucemia e a medula óssea de Aécio Neves, ou quem o valha, seja a solução natural para o transplante da espinha dorsal do poder na República.

7 comentários:

  1. "enxergaram ausência de elementos fáticos para bancá-lo". Como o senhor disse em post passado só precisa de um fator: o político. Como alguém pode dizer que o panelaço foi realizado pelos ricos? Outra coisa, como não foi espontâneo? Whatsapp é um instrumento extremamente pessoal e espontâneo. Todas as pessoas que me relacionam por meio do aplicativo são do meu círculo de amizade ou de trabalho. Não tenho o telefone de nenhuma entidade política, nem mesmo de um político, sendo assim como podem me "convocar"? Acerca do panelaço recebi várias mensagens, principalmente de um grupo do tempo - e bote tempo - do 2º grau e da mesma forma que uns convocavam para vaiar, outros tripudiavam, normal. E eu vaiei, chiguei, muito baixinho pq minha filhota estava dormindo.

    ResponderExcluir
  2. "Também não foi espontâneo, mas articulado através, principalmente, do Whatsapp"
    (e Facebook tambem).
    -------------------------------------
    Circularam clipes eletrônicos sofisticados nas redes e isso indica a presença e o financiamento a essa mobilização.
    Exemplo: O empresário Jorge Paulo Lemann, dono da Ambev, ainda mantém, sob a Fundação Estudar, o domínio vemprarua.org.br; o responsável pelo movimento, Fábio Tran, continua como diretor-executivo da mesma Fundação(sinal de que rola o Real nestas manifestações bem...organizadas) e ele garantiu ser 'apolítico' e disse que tomaria providências em relação ao caso; texto que viraliza na internet associa Lemann não só ao 'vemprarua', como também ao recente locaute dos caminhoneiros; coincidência ou não, o vemprarua, que pretende reunir 100 mil pessoas no próximo domingo pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, divulgou posts patrocinados no Facebook – por quem???
    Sistema é capitalista...não existe almoço de graça...tudo alguem paga para estimular seus interesses e neste jogo ai de impedimento da Dilma tem interesses destes que financiaram(sim!) estes movimentos.

    ResponderExcluir
  3. Tai o que disse anteriormente:
    "“(O panelaço) Teve comunicação prévia, sim”, confirmou à BBC Brasil Kim Kataguri, porta-voz do Brasil Livre. “Depois se espalhou de maneira espontânea.”

    Os mesmos grupos estão entre os principais articuladores dos protestos marcados para o próximo 15 de março a favor do impeachment de Dilma.

    “A gente queria preparar um esquenta para as manifestações da semana”, explica Reis.
    O “esquenta” continua: desde o episódio, as páginas conclamam seus seguidores a enviarem fotos interagindo com a imagem da presidente em seu pronunciamento. A maior parte das imagens compartilhadas pela página mostra gestos obcenos.

    “Não orientamos ninguém a fazer essa coisa do dedo”, diz Reis, do Revoltados Online. “Compartilhei a imagem de um médico amigo meu fazendo o gesto e as pessoas começaram a repetir.”

    --------------

    ResponderExcluir
  4. gestão...é o que falta e sempre faltou ao pt. e, em relação ao cancer ele poderia levar uns chefes do partido...

    ResponderExcluir
  5. A presidente Dilma Rousseff foi vaiada nesta terça-feira (10) ao visitar os estandes da 21ª Edição do Salão Internacional da Construção, em São Paulo. A vaia ocorreu minutos antes de ela seguir para anfiteatro do centro de eventos onde ocorre a feira, onde houve a cerimônia de abertura. As vaias duraram cerca de cinco minutos e a presidente não reagiu. Não havia público, pois a feira ainda não estava aberta e as vaias partiram de pessoas que trabalham no evento. (Fonte G1)

    Parece que não são apenas as "varandas gourmet".

    ResponderExcluir
  6. Ir a SP....quanta ingenuidade....
    Ir junto a turma que aguardavam (após serem barradas) na parte de fora do evento...em um dos bairros mais conservadores de ...SP.

    So tem burro nesta assessoria da Dilma.

    Fora isso...informaram 1 mes antes que ela faria o pronunciamento no dia internacional da ....

    tem que emitir este Mercadante e esse Pepe vargas...eles são pessimos.

    ResponderExcluir
  7. O pior é se correr o bicho pega e se ficar o bicho como, pois com a saide de Dilma, cairemos nas mãos das ratazanas do PMDB.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.