09/03/2015

O Congresso em chamas

chamas

A fotógrafa Dida Sampaio, do Estadão, tomou a foto do fogo da pira do Panteão da Pátria, com o Congresso Nacional em segundo plano.

a foto fala por si mesma.

3 comentários:

  1. Independente de qualquer foro partidário, até porque não votei em Dilma, é fundamental blindarmos Ela como presidente deste país chamado Brasil. Caso contrário, estaremos sujeitos ao fechamento do Congresso e o regresso militar. Pelo menos é isso que está se desenhando dentro de alguns quartéis Brasil à dentro. Pseudos líderes militares não querem acatar ordens de um congresso com liderança envolvida em escândalos. Jornalistas que detonavam Dilma já começam a apontar recuo. Infelizmente isso é sintomático.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Informação totalmente desconectada com a realidade. Percebemos que os militares não estão nem aí. Querem ver o mar pegar fogo para comer peixe frito. O impeachment é um instrumento da democracia, aliás de democracias consolidadas. Existem todos os requisitos, mas isso não irá acontecer por um simples motivo. O PMDB não quer. Se ele pode - e faz - mandar no país sem colocar sua cara a tapa, pq fazer diferente? Alguém acredita que quem manda nesse país é o PT? Não sabe de nada inocente.

      Excluir
  2. Parsifal;

    De tempos em tempos as imoralidades da política são desvendadas e as gentes se incomodam; mas isso passa. Desta vez porém, o escândalo da Petrobrás veio num momento crítico para o PMDB, pois o partido começa a tentar se livrar do desgaste da imagem do PT no poder, mas pelo que se vê, não dá para separar PT e PMDB, que estão ligadíssimos no enredo dessa grande farra com o dinheiro público.

    A imprensa finalmente acertou com um caso que desperta a revolta das pessoas (embora concorde com o que disse o senador Mercadante em que os revoltados são os mesmos que votaram contra). Mas não deveria ser só isso. Tem outras coisas, como por exemplo a política internacional alinhada com ditaduras de esquerda, extremistas islâmicos e países que protegem terroristas; muito dinheiro público sendo gasto com programas eleitoreiros; uso de dinheiro de contribuintes brasileiros para custear obras em Cuba; etc.

    É uma pena! Vejo muitos pontos positivos no governo Lula, que continuaram no governo Dilma, mas que diante de tantos escândalos correm o risco de sofrerem um retrocesso que será sentido pelas classes mais pobres. Contudo não é fácil manter o voto no PT quando eles querem meter a mão no meu bolso para cobrir o rombo da corrupção generalizada no país. Chega. A pergunta que faço é a seguinte: qual a será a cara do PMDB depois deste escândalo?

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.