13/01/2015

Youssef desmente Careca: Anastasia (PSDB) e Eduardo Cunha (PMDB) não receberam dinheiro

Shot001

Alberto Youssef, através do seu advogado Antônio Figueiredo Basto, declarou ontem (12) que o senador eleito Antonio Anastasia (PSDB-MG) e o líder do PMDB, deputado Eduardo Cunha (RJ), candidato à presidência da Câmara Federal, nunca tiveram negócios com ele.

A declaração vem após o vazamento à imprensa do depoimento à PF do policial federal Jayme Alves de Oliveira Filho, o Careca, no qual ele afirmou ter entregado dinheiro a Anastasia a mando do doleiro.

Declarou Basto que Youssef mandou o Careca entregar dinheiro em Belo Horizonte, mas “não mandou entregar para Anastasia”.

Basto declarou que os vazamentos são "frutos de interesses políticos para tumultuar investigações", e para sanear o tumulto o doleiro protocolará uma “petição” repondo a verdade.

Uma clave que causa espécie nessa partitura: quando a imprensa publicou que Eduardo Cunha (PMDB) teria recebido dinheiro de Youssef, este ficou mudo e só se apressou para isentar os dois depois que Anastasia entrou na ciranda.

Outra: o Ministério Público Federal tem acesso a todo o depoimento do Careca, no qual ele acusa Anastasia (PSDB) e Eduardo Cunha (PMDB) de terem sido receptores de remessas, mas só se tem notícia de que o MPF pediria a abertura de um inquérito para apurar se Cunha teve alguma participação no esquema.

Por que somente Cunha? É verdade: como Anastasia é do PSDB, tudo não passa de “falsa e covarde acusação” contra ele. Mas agora, com a verdade reposta, descobriu-se que, idem, as aleivosias levantadas contra Eduardo Cunha (PMDB-RJ) também não passam de “falsa e covarde acusação” e o mesmo tratamento dispensado ao tucano tem que ser estendido ao peemedebista.

Aliás, eu creio que devamos todos concluir, a partir desse exemplo de como se pode retalhar a honra alheia com calúnias, que tudo o que já foi dito nessa Operação Lava-jato, não passa de “falsa e covarde acusação”. Pois não?

17 comentários:

  1. Pois é... Dia desses falamos aqui que o doleiro iria desmentir o Careca. Nem precisa ser inteligente, e eu não sou, para entender que diante do mar de lama da Petrobras, é claro que o PT não vai querer ficar sozinho no cadafalso. Daí, que quem é habituado a fazer dossiês - como contra o Alckmin e D. Rute Cardoso, por exemplo - não vai querer entregar a Presidência da Câmara dos Deputados ao anjo de pudores Eduardo Cunha, do PMDB. Os outros citados por Careca, já estão detonados mesmo. Não interessaria ao PT ficar sozinho nesse banzé. É a presunção e o gosto pelo poder, Parsifal. Simples, assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... Pra azar do PT e sorte do Anastasia e do Cunha que o Youssef é um homem de bem, jamais deixaria de apontar os desonestos e preservar os honestos.

      Excluir
    2. Parsifal, você que conhece tão bem os corredores, os meandros e os segredos da política, poderia comentar o porquê do controle (ou a influência) tão grande e e ostensiva do PSDB sobre o poder judiciário? Seria por acaso simples corporativismo da elite ou existem outras explicações?

      Excluir
    3. Questão de tradição e aptidão. O PT considerava o Poder Judiciário e a imprensa como membros da elite burguesa e não procurou estabelecer ligações extra institucionais com essas classes, coisa que o PSDB sempre estabeleceu. Quando o PT chegou ao poder e se moldou ao estilo de um partido burguês, perdendo a sua ligação primordial com o proletariado, pensou que poderia substituir a elite burguesa com seus quadros, o que foi um erro crasso de avaliação, pois não é possível aparelhar por dentro o Poder Judiciário e os membros do PT não tinham estoque para habitar aquela poder a partir de fora.
      O PSDB, exatamente por ser um partido de elite, tinha esse estoque e o resultado é que o Poder Judiciário, e a imprensa, são majoritariamente anti petistas. O pior: têm preconceito com o PT e julgam o estoque histórico do partido pelo rés do chão, pelos seus defeitos.

      Excluir
  2. Contra membros do PMDB paira a presunção da ladroagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Negativo: tudo é “falsa e covarde acusação”. Quando o nobre doleiro Alberto Youssef colocou no mesmo nível o Anastasia e o Eduardo Cunha, estendeu ao PMDB a presunção da inocência. Somos todos uns santos.
      Youssef para presidente!!

      Excluir
  3. Quanta ironia hem Parsifal kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Quem pretendeu atingir a candidatura de Eduardo Cunha se deu mal, e com esse episódio cunha deve ter ganho mais votos

    ResponderExcluir
  5. Essa aliança do PMDB com o Pt é boa para o partido? Eu duvido, pois, a cada eleição estamos diminuindo

    ResponderExcluir
  6. Hahahaha deputado. Amo as suas respostas. Fico como sempre com o senhor. Kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. De qualquer jeito, porque o PT financiaria a campanha de um governador de oposição?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é o PT. O tentáculos do propinalato não servem a partidos e sim ao poder e seus interesses são difusos. Os mesmos banqueiros e empresários que financiam o PT também financiam o PSDB, quem estiver no poder ou que tiver perspectivas de chegar lá. O capital não respeita credo.

      Excluir
  8. Eu diria que se o doleiro Youssef não é filiado ao PSDB, bem que ele poderia ser. Ô doleirozinho tucano esse rapaz..

    ResponderExcluir
  9. Sabe, eu acredito no Papai Noel, eu até posso jurar que vi ele passar voando majestosamente em seu trenó puxado pelas lindas renas voadora no natal. E claro, acredito também que o Youssef não conhece o Cunha e o Anastasia e nem mandou dinheiro para eles. kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  10. Je Suis Dilma!

    ResponderExcluir
  11. Francisco Márcio14/01/2015 21:54

    O que importa para o quase ex-deputado, não é se PT, PMDB, ou outros P's estão envolvidos. O que anima Sua Excelência é enlamear-se junto com o PSDB. Vossa Excelência está sofrendo de PSDBlatria. Vai fazer uso da máxima Excelência? Já que não posso com eles vou aliar-me a eles?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Idolatria é coisa de extremos: eu sou de centro.
      Eu tenho a minha própria lama, portanto não preciso chafurdar na lama de ninguém. O que me anima é bater fotos do PSDB chafurdando na dele, que, é verdade, tem correspondências com a do PT, afinal a República não é tão grande que os sulfatos de ambos não se cruzem em algum momento.
      Não tenho problema algum em aliar-me com o PSDB, como eu disse lá em cima, sou de centro e a distancia do centro para qualquer ponto da borda do circulo é a mesma.
      O problema é que na linha das bordas é onde mora a hipocrisia.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.