06/08/2014

Comandante que correu de medo dá aula de gestão de crise

Todos lembram do ex-comandante do Costa Concordia, Francesco Schettino, que abandonou o navio no início da operação de resgate, largando à própria sorte os passageiros, o que resultou na morte de 32 pessoas no naufrágio.

Shot 008

Ficou famosa a ordem de Gregorio De Falco, comandante da Capitania dos Portos de Livorno, que chamou Schettino ao telefone e bradou ao covarde: “Vada a bordo! Cazzo!!”, no vernáculo “Volte a bordo! Car****!!”.

Pois bem, a imprensa italiana noticiou ontem (5) que Schettino, que responde a processo criminal pela morte das 32 pessoas, foi convidado, em julho, pela Faculdade de Medicina da Universidade La Sapienza, para dar uma aula sobre “gestão de pânico e crise”, aos alunos do curso Master em Ciências Criminológicas. E pior: ele deu a aula!

A ministra da Educação da Itália considerou o fato “desconcertante”. O reitor da La Sapienza condenou a escolha de Schettino para a palestra e anunciou o afastamento dos professores que fizeram o convite.

Acho que tanto a imprensa quanto a ministra e o reitor entenderam mal a intenção do convite: na verdade a aula de Schettino era para ensinar como entrar em pânico e sair correndo do local da crise.

Qualquer outro entendimento é duvidar da inteligência dos magnos professores que fizeram o convite e da sanidade dos alunos que assistiram a aula.

2 comentários:

  1. Parsifal;

    Todo lugar tem o seu "Roque Santeiro".

    ResponderExcluir
  2. Esse cara não é o Eduardo Campos?

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.