22/07/2014

Um aeroporto para chamar de seu

Shot 002

Surpreendeu-me a “Folha de S. Paulo”, sempre abanada pelas plumas do tucanato nacional, vestir bermuda em Aécio Neves no caso do aeroporto que ele mandou construir em terreno de parentes seus, a soldo do erário, quando governador das Minas Gerais.

A notícia de que Aécio pagou R$ 14 milhões para fazer um aeroporto e pendurou a chave do cadeado que dá acesso à pista no passador da calça do tio, revela o mau hálito tucano de arrotar ética quando rega o bofe no mais atrasado patrimonialismo colonial.

Isso não deixa Aécio menor que seus adversários: apenas constata que ele não é maior que nenhum deles.

> Improbidade administrativa

O comitê presidencial de Dilma Rousseff entra hoje (22) com uma representação por improbidade administrativa no Ministério Público de Minas Gerais contra Aécio.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) publicou nota informando que “o processo de homologação do aeródromo, iniciado em julho de 2011, não está concluído por causa de pendências de documentos do governo de Minas”. Como Aécio já usou a pista várias vezes, e ela não está homologada, tanto ele quanto os pilotos da aeronave cometeram repetidas irregularidades, e cesteiro que faz um cesto faz um cento...

Como o cidadão brasileiro, cada vez mais cioso e vigilante, espera que os seus representantes sejam o arquétipo do bom comportamento, os tucanos deveriam trocar de candidato, pois esse já não mais reúne condições de arrotar o que não come.

> Diversionismo

Aécio trata a querela na base do tu-também-és: por conta da nota da Anac, acusou o comitê de Dilma de usar a estrutura da República para fazer política, dizendo, através do seu coordenador jurídico, que “a conduta da Anac é vedada pela lei eleitoral, que não permite o uso da estrutura do Estado contra quem quer que seja ou para beneficiar quem quer que seja". Ele deveria ter lembrado disso quando “usou a estrutura do estado” para beneficiar parentes.

Ainda, a fala é puro diversionismo: a Anac é o órgão competente para averiguar as irregularidades em tela e emitir a nota editada, já que o fato é de interesse público.

E não adianta tugir e nem mugir, pois como disse Aristóteles, “o nosso caráter é o resultado da nossa conduta”.

E por fim, só para eu tirar o derradeiro sarrafo, atentai ao que disse Confúcio: “Foge por um instante do homem irado, mas foge sempre do hipócrita

12 comentários:

  1. Deputado pior foi a sua candidata Dilma que em vez de 14 milhões gastou bilhão para fazer porto em CUBA e bilhão para comprar refinaria falida nos Estados Unidos.Isso o senhor não comenta.Tambem junto com o Barbalho?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você me deve duas desculpas, pois os dois assuntos que você cita foram tratados aqui, por mais de uma vez.
      Estou aguardando.

      Excluir
  2. sao todos *** iguais, até porque, se nao fossem nao seriam candidatos a presidencia do Brasil. Entretanto, o povo quer mudança, nao da mais pra aguentar o pt...ja destruiram e *** tudo que podiam, agora ta na hora de descansar e gozar dos lucros.

    ResponderExcluir
  3. Deputado,
    Os tucanos arrotam que são técnicos, porém, só se for para locupletar.

    ResponderExcluir
  4. Deputado,
    Os tucanos arrotam que são técnicos, porém, só se for para locupletar.

    ResponderExcluir
  5. Deputado, por que o sr. não publica o documento divulgado pelo candidato Aécio que comprova que o terreno não era da família dele? Pra facilitar, segue o link: http://cbn.globoradio.globo.com/grandescoberturas/eleicoes-2014/2014/07/20/AECIO-MOSTRA-DOCUMENTO-QUE-DIZ-COMPROVAR-QUE-AEROPORTO-NAO-ESTA-EM-TERRENO-DE-PARENTES.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao contrário, o documento comprova que o terreno pertence a Múcio Guimarães Tolentino e Francisca Rocha Tolentino.
      O documento é o mandado de citação para que os dois contestem desapropriação que o estado de Minas Gerais lhes move, mas, como explicou a Folha, tal processo, por questões de discussão de valor, não foi concluído até hoje, por isso os imóveis permanecem registrados nos nomes dos seus parentes, que ainda lhe tem a propriedade.

      Excluir
  6. Deputado, por que o sr. não publica o documento divulgado pelo candidato Aécio que comprova que o terreno não era da família dele? Pra facilitar, segue o link: http://cbn.globoradio.globo.com/grandescoberturas/eleicoes-2014/2014/07/20/AECIO-MOSTRA-DOCUMENTO-QUE-DIZ-COMPROVAR-QUE-AEROPORTO-NAO-ESTA-EM-TERRENO-DE-PARENTES.htm

    ResponderExcluir
  7. Essa turma do PSDB é tudo farinha do SACO, lá como cá tudo a mesma coisa, aqui o Gov. desse partido gasto milhões com o Grupo o liberal com propaganda enganosa, iludindo o Povo dizendo que o Pará é igual Paris, bando de mentirosos. ipocritas o Povo vai dar a resposta nas Urnas Aguardem... CHEGA.....

    ResponderExcluir
  8. É a política, oh estúpido !!!!....

    ResponderExcluir
  9. Essa é a famosa ética TUCANA. Como la aqui tem temos Pro Pai Pro filho e Pro filha além do Pro Primo.

    ResponderExcluir
  10. Inflação 7%, PIB 1%, Bancada da Papuda, Roubalheira na Petrobrás, Ódio do Lula, Incompetência da Dilma. Apesar da história do terreno, Voto em Aécio.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.