16/07/2014

PRE pede a impugnação de 42 candidaturas

Shot 001

A Procuradoria Regional Eleitoral publicou ontem (15) em seu portal, que pediu a impugnação de 42 pedidos de registro de candidatura no Pará.

Informa a PRE que “das candidaturas contestadas, uma é para governador, duas para o Senado da República e duas para a Câmara Federal. As outras 37 candidaturas consideradas irregulares pelo Ministério Público Eleitoral são para o cargo de deputado estadual.”

Para ver a relação completa dos pedidos de impugnação feitos PRE, clique aqui.

> Coligações e partidos também pedem impugnações

Também foram pedidas as impugnações, pela coligação “Todos Pelo Pará”, do candidato a governador Simão Jatene, dos candidatos a deputado estadual Luiz Rebelo (PP), Francisco Eudes (PSDB) e Italo Mácola (PSDB), e do candidato a deputado federal Faisal Salmen (PPS).

O PV pediu a impugnação do candidato a deputado federal Zeca Pirão (SD) e do candidato a senador Helenilson Pontes (PSD).

O candidato a senador Helenilson Pontes (PSD) pediu a impugnação do candidato a senador Paulo Rocha (PT).

> Processos serão julgados

Os candidatos que sofreram pedido de impugnação terão 7 dias, a partir da publicação dos pedidos, para fazerem as respectivas defesas. Após esse prazo o TRE-PA iniciará os julgamentos.

Os candidatos que forem impugnados ainda poderão recorrer ao TSE e prosseguir, por sua conta e risco, com a campanha, pois a impugnação só terá repercussão no registro após o trânsito em julgado do acórdão.

> Ainda tem mais

As referências ao norte foram as que eu consegui colher até o momento em que faço essa postagem (01h14m), portanto a lista pode ser maior, pois embora o prazo final para as petições se tenha finado à meia noite (caso das petições eletrônicas) o sistema do TSE não sofre atualização automática.

Ainda, é possível que quando da ocasião dos procuradores eleitorais receberem os processos para oferecerem parecer ao pedido de registro, novas condições de inelegibilidade sejam detectadas e elencadas por eles como impeditivas do deferimento do pedido.

7 comentários:

  1. Que os jogos começem

    ResponderExcluir
  2. Estás inteirado disto?
    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/146896/'Banco-e-fundo-dos-Brics-n%C3%A3o-s%C3%A3o-contra-ningu%C3%A9m'.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Mas é verdade: o banco é uma franca, e forte, oposição ao FMI. Estou me apropriando melhor para fazer uma postagem.

      Excluir
  3. Deputado, seja breve e direto. Pela Lei da Ficha Limpa, o Paulo Rocha está ou não está impedido de concorrer a algum cargo político?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há como ser breve e direto em assunto deste quilate. O caso Paulo Rocha é do tipo que só terminará no STF, pois como é controverso e qualquer decisão não será unânime, a parte que perder recorrerá até lá.

      Excluir
  4. E o caso do Sidney Rosa, que teve sua prestação de contas referente aos recursos do lixão de Paragominas (350 milhões de reais) reprovada por unanimidade pelo TCU?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele entrou com recurso de reconsideração no TCU, que tem efeito suspensivo.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.