22/03/2014

Como nos velhos tempos…

Shot019

11 comentários:

  1. Francisco Marcio22/03/2014 22:50

    Deputado, eu sei que Vossa Excelência ja me confessou: não fala mal de amigos. Mas será que não cabe uma matéria sobre a "nossa" refinaria de Pasadena?!?
    Ademais, Vossa Excelência mesmo sendo o CGC ( Coordenador Geral da Campanha) do HB, não foi convidado para o café com a PresidentE ( sò pra contrariar )- se é que existiu, o Jornal o Liberal, diz que nao- e muito menos, viajar no avião presidencial.
    Isso é uma descortesia como Vossa Excelência!
    Consigne meus protestos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não tenho nenhum amigo envolvido no episódio Pasadena: não sou tão importante assim.
      E exatamente por não ser tão importante assim, não sou convidado para seletíssimos cafés da manhã e nem para voar em avião presidencial.
      Não é descortesia e sim protocolo. Não posso consignar os seus protestos, pois não há motivo algum para tal.

      Excluir
  2. Francisco Márcio23/03/2014 07:38

    Pensei que Vossa Excelência era amigo da PresidentE! É o café, houve ou não?!?
    Renovo meus protestos, para mim é sim, descortesia deixar o CGC ab-rogado desse "passeio".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De novo dois erros:
      1. Não sou amigo da presidente, apenas a apoio.
      2. Não sou CGC, pois ainda não há C para ter CGC.
      Quanto ao café, diante da sua incredulidade, o jeito é você fazer chegar a pergunta à presidente, que não é minha amiga e nem eu amigo dela.
      Protestos recusados novamente, pelos mesmo motivo já anteriormente assuntado.

      Excluir
  3. Francisco Màrcio23/03/2014 20:13

    Eu disse: pensei que era. Não afirmei que é, portanto não hà erro. Quanto ao outro "C", se Vossa Excelência, admitir, perde o posto no nascedouro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensar que é e não ser é um erro. Não se esqueça que pecamos por "pensamentos, palavras e atos".
      Quantos aos "Cs", não estou atrás de postos. Jogo em qualquer posição e o time fazendo o gol ele é meu também.

      Excluir
  4. Pensava eu que esse tipo de preconceito contra o programa Bolsa-Família tivesse acabado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A figura não relata um preconceito, mas uma crítica exatamente aos que têm preconceitos com o programa que, pela mais recente pesquisa sobre o assunto, são 42,8% da população brasileira.

      Excluir
    2. Então 42,8% da população brasileira acredita mesmo que uma mãe de quatro filhos, filha de analfabetos, que não concluiu sequer o Fundamental - isso se ela própria não for também analfabeta - vai num passe de mágica virar um Steve Jobs? Que gente louca!
      E pensar que na França as bolsas-família deles incluem até TV a Cabo, pros imigrantes muçulmanos ficarem presos em casa assistindo à Al-Jazeera, e outros canais ainda piores, e chamarem as mulheres francesas de prostitutas pelo simples fato de andarem sem véu

      Excluir
  5. Independente de preconceitos, a charge demonstra que antes o "bolsa família" ou o sustento de algumas famílias era obtido, principalmente, através do trabalho. No interior do Nordeste existiam os mutirões para construção de diques e outras obras. Trabalho duro e remunerado.

    ResponderExcluir
  6. Vozes da seca.

    Seu doutô os nordestino têm muita gratidão
    Pelo auxílio dos sulista nessa seca do sertão
    Mas doutô uma esmola a um homem qui é são
    Ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão
    É por isso que pidimo proteção a vosmicê
    Home pur nóis escuído para as rédias do pudê
    Pois doutô dos vinte estado temos oito sem chovê
    Veja bem, quase a metade do Brasil tá sem cumê
    Dê serviço a nosso povo, encha os rio de barrage
    Dê cumida a preço bom, não esqueça a açudage
    Livre assim nóis da ismola, que no fim dessa estiage
    Lhe pagamo inté os juru sem gastar nossa corage
    Se o doutô fizer assim salva o povo do sertão
    Quando um dia a chuva vim, que riqueza pra nação!
    Nunca mais nóis pensa em seca, vai dá tudo nesse chão
    Como vê nosso distino mercê tem nas vossa mãos.

    Luiz Gonzaga/Zé Dantas

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.