26/02/2014

Contrassenso

A propaganda do carnaval no Brasil é toda ilustrada com forte conotação sexual, como se pode ver abaixo:

globe

linha

Shot004

linha

mang

linha

madrin

linha

close

Mas os brasileiros, nas redes sociais, patrocinaram uma campanha contra a Adidas por retratar o Brasil com conotação sexual, e o presidente da Embratur, Flávio Dino, aproveitou a deixa para desancar a Adidas que confecciona camisetas “vinculando a Copa do Mundo no Brasil a apelos sexuais”.

Na mesma esteira reagiu a secretária de Enfrentamento à Violência da Secretaria de Políticas Para Mulheres, Aparecida Gonçalves, afirmando que as imagens “não retratam o Brasil de hoje”.

O motivo da revolta fez com que a Adidas retirasse os produtos das prateleiras. Eis os dois modelos abaixo:

Shot002

Na camiseta esquerda a ambiguidade do coração/nádegas na frase “I love Brazil” ofendeu a nossa moral e bons costumes. Na da direita, uma mulher de biquíni e a frase “Lookin’ to score Brazil”, expressão idiomática de duplo sentido, que pode significar “Fazer gols” ou “Pegar garotas”, igualmente pode “incentivar” o turismo sexual no Brasil.

Creio que a Adidas não teve a intenção de “incentivar” o turismo sexual no Brasil: isso nós mesmo fazemos e não precisamos de mais ninguém para ajudar. A empresa, com tantas imagens de conotação sexual que produzimos, quis apenas entrar no clima, pensando em faturar, o que estava dando certo: as duas camisetas eram as que mais vendiam da coleção lançada.

Então tá. Doravante, estamos assim acertados: o Brasil só permite imagens com conotações sexuais no Carnaval. Na Copa nem pensar.

10 comentários:

  1. Gastaram tinta, palavras, indignações demais para coisas de menos...concordo com 100% deste post.

    ResponderExcluir
  2. Reflexão desconcertante,
    Parabéns, Parsifal!
    Charles Alcantara

    ResponderExcluir
  3. "Hipocrisia a gente vê por aqui!!" podia ser o slogan do brasil pelo mundo!! um bando de hipócritas isso que nós brasileiros somos...uma das coisas que mais me incomodam é isso: a hipocrisia!

    ResponderExcluir
  4. Deputado, quem ganhou a eleição pra conselheiro do TCM?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sérgio Leão. Está programada uma postagem para às 14 horas.

      Excluir
  5. Como samba e futebol estão entre as diversões mais prazeirosas aos brasileiros e voce quase foi um empresário de futebol...rsrsrsrs...aqui vai essa...é inacreditável e está dentro do contexto daquela conversa.... quando emiti minha opinião sobre o que se passa no futebol de hoje. http://blogdojuca.uol.com.br/2014/02/quantos-peles-vale-um-rooney/

    ResponderExcluir
  6. É o que eu sempre digo, meu caro: somos o país do Carnaval, do futebol e das bundas. Mas a indignação mesmo é porque a Adidas queria faturar em cima de nós usando os três em uma só camisa, sem nos pagar os royalties. Se nós tivéssemos uma participação nos lucros...

    ResponderExcluir
  7. Não concordo com a camiseta da Adidas, mas também não concordo com propaganda de cerveja nacional com mulher seminua e o mesmo povo que chiou, gosta de cantar forro e breganejo "dizque" universitários, cujo refrão trata a mulher como mero objeto sexual. No dia que tiver manifestação da marcha das vadias nestes show , passo a crer que o ser humano mudou para melhor.

    ResponderExcluir

  8. Três pilares da propaganda mantem-se nas peças veiculadas na mídia: o luxo, o humor e a sensualidade feminina (ou apelo sexual dissimulado). Só que no Brasil os marqueteiros extrapolam os limites da arte e descambam no vulgarismo dos estúpidos e ignorantes que tratam a mulher como objeto. A globeleza é o clichê perfeito dessa prática emoldurado na tela da televisão. Não gosto e me sinto ofendido em meu lar.

    ResponderExcluir
  9. Negativo caro blogueiro, a promiscuidade só é permitida quando é "meidim Brazil", se vier lá de fora não vale.
    Santa Hipocrisia!!!!

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.