22/01/2014

Busca e apreensão na prefeitura de São João de Pirabas

Shot010

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e o Ministério Público Estadual, cumprindo mandado de busca e apreensão deferido pelo desembargador Milton Nobre, despejou-se hoje sobre a prefeitura de São João de Pirabas, no nordeste do Pará, administrada pelo prefeito Luís Cláudio Barroso (PMDB).

Demandaram a medida o procurador de Justiça Nelson Medrado, e os promotores Arnaldo Azevedo e Sabrina Amorim, essa titular da promotoria de São João de Pirabas.

A operação teve a finalidade de colher documentos comprobatórios de supostas fraudes em processos licitatórios, na prefeitura e limitou-se à apreensão de documentos, não havendo mandados de prisões.

> E os outros?

Todas as vezes que são postadas aqui notícias referentes, chovem comentários perguntado por que o MPE não faz a mesma coisa nos respectivos municípios dos comentaristas, já que condutas, por suposto semelhantes, são objetos de denúncias similares.

É que, como dizia o bardo, “entre o céu e a terra há muitos mais coisas do que sonha a nossa vã filosofia”.

14 comentários:

  1. Dr Nelson Medrado, Ministério Publico Federal, Estadual, Municipal, Zonal, Perimetral, Rural e, quiçá, Universal, pelo amor de Deus, dêem uma passadinha na Prefeitura de Tucuruí, para verificarem uma das administrações mais corruptas do Pará. Ou será que só agem em prefeituras pobres ou que não estejam blindadas pelo Jatene?

    ResponderExcluir
  2. Por que será que a justiça (?) do Pará não determina uma ação equivalente, para que os Promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do MPE-PA façam busca e apreensão de documentos com indícios de fraudes em processos licitatórios na prefeitura de Tucuruí. Mas, atenção: se este milagre acontecer, é bom contratarem umas dez carretas para transportar todos os documentos fraudulentos que certamente serão encontrados nas licitações, folha de pagamento, secretaria de obras, também conhecida como lavanderia de obras, secretaria de saúde, secretaria de finanças, enfim, em todos as secretarias e setores desta rica prefeitura, cujo prefeito, vice prefeita, secretariado e empreiteiros do peito não demonstram a mínima preocupação em esconder seus mais que gritantes e indecentes sinais de riquezas recentes. Mas, com certeza, o titio Jatene vai continuar blindando e brindado este prefeito e não vai deixar mexer com sua galinha dos ovos de ouro, né mesmo Ministério Público e Tribunal de Justiça Paraense?

    ResponderExcluir
  3. O DUDU passou oito anos esses camadas nunca moveram um palito; talvez por milhares de motivos, muitos trabalhos, processos etc.

    ResponderExcluir
  4. O Ministerio Publico sai daqui de Belem para desmontar quadrilhas licitatorias em Pirabas, que acho certo, mas o mais certo seria também por exemplo averiguar tudo que foi dito e postado sobre os absurdos que vem ocorrendo nas secretarias do Estado, um exemplo? A SEPAq que contratou uma empresa de nome AGATA na bagatela de R$ 2.8000.000,00 com o objetivo de contratar técnicos, sendo que a SEPAq esta cheia de técnicos concursados e competentes e desde que o PP assumiu ficaram no escanteio e agora estao enchendo a secretaria de "pessoas" pela AGATA que nem técnicos são e ainda tem mais estao exonerando a ara Fernando Lobo, para ficar la dentro pela tal empresa e ai eu pergunto onde fica o Ministerio Publico, pois acho que não e funcao do ministério publico ser PARTIDARIO.

    ResponderExcluir
  5. Isso é peixe pequeno, Parcifal. Municipio de Pirabas deve ter uma receita merreca. Aplaudiria, mesmo, os Membros do MP, se a ação fosse em Parauapebas, que tem Orçamento anual de $$$ BILHÃO. Fui ver agora no site da SEFA, Pirabas recebe por mês de ICMS apenas 100 mil. Parauapebas, R$ 25 milhões. De royaltes, nem se fala. Anualmente, Pirabas recebe ZERO. Parauapebas recebe R$ 700 milhões. Que tal se preocupar com os tubarões, heim Parcifal ?

    ResponderExcluir
  6. TAILÂNDIA também pede socorro! Tem vereadores usando laranja pra alugarem frotas de onibus escolar; tem vereadora que aluga um prédio para funcionamento de escola municipal, também usa laranja; a empresa do secretário de finanças ganha licitações para vender peças superfaturadas para manutenção do transporte escolar; tem 6 familiares (irmãos e cunhados) da secretária de educação lotados na educação, como temporários. Os empresário que financiaram a campanha do NEY DA SAÚDE estão fazendo a maior farra nas licitações ( Obras, Alugueis de veículos leves e pesados, combustível, material de construção). Tem muito mais!!!

    ResponderExcluir
  7. Parsifal, concordo que operações semelhantes devem ser feitas em outras prefeituras, inclusive a de Belém, mas é preciso que não se esqueça, sob pena de aí sim estar sendo partidário, que não dá para realizar operações em todas as prefeituras com indícios de fraudes ao mesmo tempo, porque não haveria contingente suficiente no MPE, por isso é preciso ir realizando as operações com a cautela necessária para o sucesso da operação. Não podes esquecer, Parsifal, que as irregularidades, os desmando em São João de Pirabas, já vinham sendo denunciados há muito tempo, mas, infelizmente, parece que o Prefeito Cláudio Barroso, achava que era inalcançável pelo justiça. Portanto, Parsifal, dispa-se do partidarismo e admita que foi uma operação que merece ser elogiada e estendida para as outras prefeituras que também estão sob suspeita de fraudes, mas admita que é impossível o MPE atuar em todas as prefeitura com problemas éticos, ao mesmo tempo. Aliás, atuação semelhante deve ser estendida ao Estado, também. Vamos ter paciência, Parsifal, que o MPE chegará às outras prefeituras, aliás, vamos ter a mesma paciência que os munícipes de Pirabas tiveram e que só agora viram suas denuncias serem levadas à serio. Foi preciso o Dr. Medrado e o Dr. Arnaldo assumirem, respectivamente, o Núcleo de Combate à Corrupção e o GAECO, para que o clamor do povo de Pirabas fosse ouvido, levado à sério. Sou sua fã, Parsifal, por sua inteligência, só espero que não deixes que o partidarismo ofusque teu brilho, teu equilíbrio, teu senso de justiça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não uso subterfúgios nos meus textos e nem nas minhas ações: quando eu desejar defender alguém do PMDB o farei de forma clara e com todas as letras. Na postagem não há nenhum viés partidário. Apenas uma espécie? Qual o critério do MPE para a fila andar?
      Há mais de 10 denúncias documentais no MPE, com consistentes indícios de malversação do erário em grandes prefeituras do Pará.
      Eu mesmo depositei no MPE, pedido de providências em malversação do erário no Estado. E em nenhuma das grandes prefeituras, ou em órgãos do Estado é possível ver ações tão, ou mais, necessárias que nas pequenas prefeituras.
      Louvo o trabalho do Dr. Medrado e do Dr. Azevedo e já postei isso aqui. Mas se faz necessário lançar as redes sobre peixes grandes, da mesma forma que se lança sobre os pequenos, seja de que partido forem.

      Excluir
    2. Sem subterfúgio algum...

      Esperamos que o MPPA, por seu GAECO, diante de 2 homicídio e uma tentativa de assassinato, selecione Parauapebas para suas incursões.

      A OAB-PA, após 2 assassinado consumados (um advogado e um líder comunitário) e um tentado (um jornalista), por pistoleiros, por infeliz coincidência, vitimando opositores ao atual prefeito de Parauapebas, Valmir da Integral, a OAB-PA, por seu presidente estadual, foi ao Procurador Geral pedir o que já foi por diversas vezes suplicado ao órgão local do MP e à Ouvidoria do MPPA: ação contra o crime organizado que domina a política parauapebense.

      Saudamos a ação do GAECO em qualquer lugar. Contudo, porém e todavia, há uma coincidências no tamanho dos municípios e na filiação partidária dos seus prefeitos, mas com certeza trata-se daquelas infelizes coincidências, nada mais.

      Abs!

      Excluir
  8. Que fim teve aquele bafafá todo da Assembleia Legislativa. Ao que parece a cola de tapioca grudou a boca todo mundo. MP: Muito salário Pouco resultado.

    ResponderExcluir
  9. Pelo comentário do 22:37 o saque ao erário é proporcional ao que o município arrecada. Acho que ele tem razão. Se não fosse assim a saúde e a educação nesses locais estaria uma belezura.

    ResponderExcluir
  10. Vejam este Comentário retirado do Blog da Franssinete.

    " Blogger Barroso disse...
    É de dar ânimo a pessoas honestas o trabalho do Dr. Medrado. Agora que a casa começa cair, deve-se ir mais longe, investigando-se a participação de servidores do TCM "lavando" a contabilidade em alguns municípios. Já há denúncias da presença deles em mocajuba e bujaru. Colegas contadores honestos e competentes alijados do mercado por esses conluios para fraudar os cofres públicos: parece que vamos voltar a trabalhar!

    22 de janeiro de 2014 21:38

    Eu concordo com o Senhor Barroso, que não é Parente do Prefeito Claudio Barroso, de São João de Pirabas, Ele já deixou claro, Ele acompanha este Imbróglio, desde 2010 do Blog do Barata. Tem que ser Investigado estes Funcionários do TCM e todos de Órgãos que se beneficiem de Dinheiro Público.. Vale ressaltar que aqui em Pirabas tem o ANAZILDO DE MORAIS, hoje aposentado do TCM, mas atua desde 2009 na prefeitura, inclusive no Setor de Licitações, veio a mando do Conselheiro Lavareda, que tem o seu Filho, Advogado com Escritório Prestando Serviço a Prefeitura. Se querem mais Informações acessem o Blog do Barata e Cliquem em cima do Município.

    ResponderExcluir
  11. Para complementar o texto do anônimo das 21:56.
    Estive ontem em vigia onde está tendo um dos cursos do instituto Ágata. E para minha surpresa tinham apenas 9 alunos divididos em 2 turnos.sendo que desses , 3 eram funcionários DAS da sepaq que ocupam cargos técnicos mesmo sem ter tal conhecimento. Isso porque é na cidade com maior produção pesqueira do estado,imagine nas demais.
    2.8 milhões pra cursos com 9 pessoas. Eita superfaturamento.

    Henrique

    ResponderExcluir
  12. Eita caramba. 2.8 milhões pra cursos de 9 pessoas. Isso quer dizer que se fizerem um curso por município e tiver esse público custará 2160 reais e atenderá apenas 1296 pessoas no estado. Carinho hein

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.