28/12/2013

SEDUC: quando o menos vale mais

Shot008

A Secretaria de Estado de Educação publicou dispensa de licitação, no valor de R$ 15 milhões, que serão pagos à Fundação Roberto Marinho para ministrar o "Telecurso" - que é veiculado gratuitamente pela TV Globo - na modalidade onerosa "Telessala".

Na modalidade "Telessala", o currículo do "Telecurso" é ministrado por professores treinados pela Fundação Roberto Marinho e as aulas são presenciais.

> Objetivo poderia ser menos oneroso e mais resolutivo

O Governo Federal provê recursos para o Programa de Educação de Jovens e Adultos (PEJA) aos que não tiveram oportunidade de ingressar no sistema educacional regular. Com absoluta certeza, com menos de R$ 15 milhões de reais, a própria SEDUC poderia implementar o serviço com maior alcance e resolutividade.

Ainda, não é a Fundação Roberto Marinho a única instituição com expertise no assunto. Se a SEDUC não se sente capaz de cuidar da sua finalidade educacional por moto próprio, deveria licitar o objeto, o que derrubaria o custo da empreitada.

Mas ao que se vê a SEDUC está com tanta pólvora que não faz a menor questão de tomar chegada para dar o tiro.

Abaixo, o símile da dispensa:

"DOE de 26/12/2013

NÚMERO DE PUBLICAÇÃO: 632031
Dispensa: 54/2013
Data: 16/12/2013
Valor: 15.000.000,00
Objeto: Contratação com a Fundação Roberto Marinho para
prestação de serviços com vistas a implementação do Projeto
Pará – Projeto de Redução da Defasagem Idade–Ano nos
Níveis de Ensino Fundamental – Séries Finais e Médio por meio
do Telecurso e Metodologia Telessala, visando atendimento dos
alunos da Rede Pública nos anos de Ensino Médio e Fundamental.
Valor Global: R$ 15.000.000,00 (Quinze Milhões de Reais).
Processo nº 677.136/2013
Fundamento Legal: Art. 24, inciso XIII e Art. 26 II e III da Lei nº. 8.666/93.
Data de Ratificação: 16/12/2013
Orçamento: Programa de Trabalho Natureza da Despesa Fonte do Recurso
Origem do Recurso
12362134949640000 339039 0131000000 Estadual
Contratado(s):
Nome: Fundação Roberto Marinho
Endereço: R Sta Alexandrina, Bairro: Rio Comprido, 336
CEP. 20261-232 - Rio de Janeiro/RJ
Complemento: 021 3232 80 00
Email: anna.zidanes@frm.org.br
Telefone: 2132328000
Ordenador: CLAUDIO CAVALCANTI RIBEIRO
COMUNICADO-NLIC/SEDUC"

4 comentários:

  1. Enquanto isso os pacientes em tratamento de leucemia no H.O.L estão sem o quimioterápico que deveriam tomar, mas que esse governador não compra. Quanto a esse contrato, duvido que o Liberal não leve um bom naco dessa grana altíssima.

    Quanta decepção com essas cobras criadas que arrumam fácil os milhões que vão ser drenados para os poderosos! Quanta decepção!

    ResponderExcluir
  2. Parsifal, este é o preço do silêncio cobrado pela mantenedora do tabloide do Palácio dos Despachos...

    ResponderExcluir
  3. Enquanto isso, coitadas das Prefeituras do interior que não conseguem receber minguados reais de convênios para o transporte escolar da rede estadual. Cada vez mais sinto que os Prefeitos ainda alinhados com os tucanos estão numa verdadeira "barca furada".

    ResponderExcluir
  4. Enquanto o senhor Governador pinta com cores amarelas um Pará que só existe na sua cabeça, o Ensino Médio, obrigação do Estado, é uma lástima. Em Goianésia do Pará, o Colégio Anunciada Chaves só foi ter aulas de Física e Matemática no QUARTO BIMESTRE. Aí foi uma professora que deu aulas uma semana, deu um " trabalho " e aprovou todo mundo. Isso é vergonhoso!

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.