22/12/2013

Florbela Espanca: a poetisa do Alentejo

Portugal legou ao mundo uma das suas mais sensíveis poetisas: Florbela Espanca, cujo nome de pia era Flor Bela de Alma da Conceição Espanca.

Shot003

Filha de uma relação extraconjugal, portanto batizada como de pai desconhecido, Florbela partiu cedo: aos 36 anos já era finada, mas viveu plenamente a sua tumultuada, inquieta e sofrida existência.

Na alvorada do século XX, com apenas 9 anos, ela assinou seus primeiros poemas, que já traziam a marca que a faria um ícone de angustia. Seus sonetos eram odes à tristeza, à solidão e à saudade, mas também eram carregados de sedução e, como Augusto dos Anjos, ela embebia a sua pena em um proeminente fascínio pela morte.

Shot006

O cantor Fagner musicou alguns sonetos de Florbela, como o belíssimo “Fanatismo”:

"Minh'alma, de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver!
Não és sequer a razão de meu viver,
Pois que tu és já toda a minha vida!"

Aos 23 anos, em 1916, Florbela, já com uma tímida neurose que a levou mais tarde ao suicídio, lançou a sua primeira coletânea, “Trocando Olhares”, com nada menos que 85 poemas. Abaixo, um dos mais belos:

Os versos que te fiz

Deixa dizer-te os lindos versos raros
Que a minha boca tem pra te dizer!
São talhados em mármore de Paros
Cinzelados por mim pra te oferecer

Têm dolência de veludos caros,
São como sedas pálidas a arder...
Deixa dizer-te os lindos versos raros
Que foram feitos pra te endoidecer!

Mas, meu amor, eu não tos digo ainda.
Que a boca da mulher é sempre linda
Se dentro guarda um verso que não diz

Amo-te tanto! E nunca te beijei...
E nesse beijo, amor, que eu não dei
Guardo os versos mais lindos que te fiz!

Shot005

Em 1919, cursando direito em Lisboa, mas em adiantado estado depressivo, laçou o “Livro de Mágoas”, cuja primeira edição rapidamente se esgotou. Em 1923 veio a que, para mim, foi a melhor coletânea de Florbela: “Livro de Sóror Saudade”, em cujos sonetos ela já flertava abertamente com a morte.

Eu ...

Eu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho,e desta sorte
Sou a crucificada ... a dolorida ...

Sombra de névoa tênue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida!...

Sou aquela que passa e ninguém vê...
Sou a que chamam triste sem o ser...
Sou a que chora sem saber porquê...

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver,
E que nunca na vida me encontrou!”

Em 1930, após 3 casamentos desfeitos, a perda do mais querido irmão, a teimosia da vida que a fez escapar de duas tentativas de suicídio, e a neurose avançada que a tangia para a loucura, Florbela Espanca desistiu de viver e finou a própria vida, que não quis resistir à terceira tentativa de suicídio, aceitando o fado que a dona lhe impunha.

Shot007

7 comentários:

  1. Francisco Marcio22/12/2013 21:56

    Erudito Deputado, considerando que Vossa Excelência está de férias ate 15/2/14 (vida difícil, heim! ), sua produção no blog esta acanhada, rarefeita. Estás cansado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é extremamente bondoso com os deputados: eles não merecem tanto. Primeiro aumenta-lhes a verba indenizatória, agora estica-lhes as férias em 15 dias. Na verdade o recesso é até 01.02.
      De fato cansado estou. É que as bases sabem os dias de recesso e exigem presença, pois não há a desculpa de dizer que não pode porque há sessões e votações "importantíssimas" que exigem a presença no Plenário.
      Eu tenho um acordo com as minhas bases: dedico 15 dias do recesso a eles e depois disso o recesso é todo meu. Dou duas opções a eles: pegar ou largar. Até hoje eles optaram pelo pegar. Quando eles optarem pelo largar, terei 365 dias de recesso por ano, ou seja, não me elegerei mais.

      Excluir
    2. por mim te agora mesmo férias eternas!

      Excluir
  2. os versos de Florbela são lindos, verdadeiro luxo da língua portuguesa e que poucos sabem admira-los.

    ResponderExcluir
  3. Um político sensível que ama os versos de Florbela Espanca, o senhor me seduziu. Com todo respeito, é claro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não fui eu que seduzi você: foi ela.

      Excluir
  4. Ronaldo Gomes24/12/2013 00:03

    Querido amigo, obrigado!!!! Que as festas de fim de ano te abracem com muita força e carinho!!! nas minhas orações estás, te quero muito bem!! fique em paz com todos os seus. Saúde, paz e muito sucesso!

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.