25/11/2013

Os intrépidos tucanos e seus maravilhosos ninhos

Recortado do “Painel do Leitor”, da “Folha de S.Paulo”, edição de domingo (24):

Shot001

Mas a pérola dos tucanos, mesmo, na semana que passou, foi o senador Aécio Neves (PSDB-MG) ter interpelado o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para que explique o porquê de ter mandado para a Polícia Federal uma denúncia que recebeu sobre o “Propinoduto Tucano”, que cita nomes de secretários do governador Geraldo Alckmin (PSDB), como receptores de propina.

O senador Neves queria o que? Que Cardozo engavetasse a denúncia ou a mandasse para o Fernando Henrique Cardoso apurar?

7 comentários:

  1. O que impressiona, além do non sense deste caso, é que isso parte de alguém que quer ser candidato à presidência da República.Que atitude se poderia esperar de um presidente que pensa como Aécio Neves ? Esse rapaz é um completo despreparado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O avô dele deve estar revoltado lá em cima, ou onde estiver com esta absurda declaração do neto. Em Minas como cá, apenas muita propaganda e nada mais.

      Excluir
  2. DEPUTADO, falando em partido nos do PMDB devemos começar a puxar a orelha de alguns militantes que tem uma grande queda para o lado tucano. Exemplo disso são alguns companheiros que ficam assumindo compromissos com políticos aliados do governo. O deputado Marcio Miranda esta fechando acordos politicos com varias liderenças dos PMDB, pois ele talvez seja candidato a deputado federal. O prefeito de Santana do Araguaia é um exemplo só falta limpar o chão para o deputado passar. O senhor deveria ser o candidato do prefeito Eduardo ou então outro do PMDB, mas parece que ele vai se bandiar para o lado do Jatreme e companhia.

    Marcelo Pinheiro (PMDB - Belém/Xinguara)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcelo, obrigado pelo aviso. Infelizmente essas coisas ocorrem.

      Excluir
  3. Em relação ao escândalo dos trens de São Paulo tem que denunciar mesmo, se o ladrão é Petista, Tucano ou Peemedebista, não importa tem que ser preso, mas o estranho do acordo de leniência da Siemens é que as investigações só estão restritas ao PSDB de São Paulo e ao DF na gestão do DEM. Parece que estão querendo enfraquecer o Gov. Alkimin para dar uma forcinha ao Padilha, afinal o Petista do CADE e o Petista do Ministério da Justiça estão com vazamentos seletivos para a imprensa sobre as gestões tucanas em São Paulo, apesar do processo correr em segredo de justiça. Se começarem a aparecer a corrupção dos contratos da Siemens com o Governo Federal, aí a República da Papuda pode aumentar em integrantes.

    ResponderExcluir
  4. Em relação ao escândalo dos trens de São Paulo tem que denunciar mesmo, se o ladrão é Petista, Tucano ou Peemedebista, não importa tem que ser preso, mas o estranho do acordo de leniência da Siemens é que as investigações só estão restritas ao PSDB de São Paulo e ao DF na gestão do DEM. Parece que estão querendo enfraquecer o Gov. Alkimin para dar uma forcinha ao Padilha, afinal o Petista do CADE e o Petista do Ministério da Justiça estão com vazamentos seletivos para a imprensa sobre as gestões tucanas em São Paulo, apesar do processo correr em segredo de justiça. Se começarem a aparecer a corrupção dos contratos da Siemens com o Governo Federal, aí a República da Papuda pode aumentar em integrantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As investigações não estão restritas ao PSDB e DEM porque é o PSDB e o DEM, mas porque as irregularidades, no caso de S. Paulo, foram todas cometidas nos governos do PSDB, e porque nos governos do PSDB? Porque desde Fleury, em 1995, S. Paulo só foi governado pelo PSDB que tem o inegável mérito de estar no governo paulista há 18 anos, período no qual foram feitas 80% das obras do metrô paulista, outro mérito do PSDB.
      No caso do DEM, as irregularidades foram cometidas no governo de Arruda, e aí, o PMDB também entra na festa, pois quem começou as obras do metrô do DF foi o Roriz, que também está sendo investigado.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.