02/10/2013

Saneamento Básico no Brasil: Uberlândia é a melhor; Ananindeua é a pior

Shot019

O “Instituto Trata Brasil” publicou ontem (02) a situação do saneamento básico nas 100 maiores cidades brasileiras.

O levantamento foi feito com dados de 2011 do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento do Ministério das cidades. O quadro, todavia, continua atual, pois a realidade nacional em nada mudou desde então.

Abaixo as 10 primeiras cidades no ranking, em ordem decrescente, ou seja, em primeiro lugar está a cidade que oferece o melhor saneamento básico do Brasil:

1. Uberlândia (MG)
2. Jundiaí (SP)
3. Maringá (PR)
4. Limeira (SP)
5. Sorocaba (SP)
6. Franca (SP)
7. São José dos Campos (SP)
8. Santos (SP)
9. Ribeirão Preto (SP)
10. Curitiba (PR)

Abaixo as dez últimas, em ordem decrescente, ou seja, em primeiro lugar está a cidade que tem o pior serviço de saneamento básico do Brasil:

1. Ananindeua (PA)
2. Santarém (PA)
3. Macapá (AP)
4. Jaboatão dos Guararapes (PE)
5. Belém (PA)
6. Porto Velho (RO)
7. Duque de Caxias (RJ)
8. São Luís (MA)
9. Teresina (PI)
10. Aparecida de Goiânia (GO)

> COSANPA é a responsável pelos serviços de água e esgoto

As 3 maiores cidades do Pará, Belém, Santarém e Ananindeua, estão entre as 10 piores em saneamento básico no Brasil, o que requer atenção especial do governo do Estado, pois a responsável pelos serviços de água e esgoto nas 3 é a Companhia de Saneamento do Pará - COSANPA, (vide tabela do Instituto Trata Brasil) uma empresa do governo do Estado, sendo que em Belém, uma parcela minoritária está à cargo de uma empresa municipal.

> Coleta de lixo é responsabilidade dos municípios

A coleta de lixo domiciliar, que é um dos componentes de saneamento básico, está à cargo das respectivas prefeituras municipais, portanto, cabe a elas providenciarem o alinhamento requerido por lei para a extinção dos lixões.

Todavia, de modo geral, a responsabilidade pelos péssimos índices é da Federação, ou seja, União, Estados e Municípios precisam ordenar e gerenciar de forma mais eficaz os recursos dispostos para prover saneamento básico no Brasil.

49 comentários:

  1. Deputado devemos ressaltar que Ananindeua nestes ultimos 8 anos foi governada por Helder Barbalho. Quanto a COSANPA foi administrada por gente do PMDB.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você quer tratar a questão dessa forma, observe que a COSANPA é a empresa exclusiva de água esgoto de toda a região metropolitana de Belém desde a sua criação há mais de 50 anos, portanto a única legalmente responsável pelos dois serviços. Nem Hélder, nem Pioneiro, que administraram Ananindeua pelos últimos 16 anos têm responsabilidade direta nisso.
      Nos últimos 20 anos, a COSANPA foi administrada 2 anos pelo PMDB, no governo Ana Júlia, e 15 anos pelo PSDB, 8 Almir, 4 Jatene e mais 3 Jatene.
      95% do débito, portanto, é tucano.
      Mas isso apenas na sua lógica ingênua. Eu penso de outra forma, é está escrito o que penso.

      Excluir
    2. Deputado infelizmente os assessores do governador não dominam bem a matemática a não na questão da taxa mineral. Só erram contra o povo. A conta deles sempre é correta.

      Excluir
    3. Deputado, saneamento não é só água e esgoto: o senhor sabe muito bem disso. Por isso o "competente" Hélder Barbalho tem sim muita culpa nesse cartório de deixar Ananindeua nessa posição depoisdesconto passar oito anos na prefeitura. Faltou capacidade, para que, quer se apresentar hoje como profundo conhecedor de tudo e criticar a todos. Quando teve a oportunidade, foi mal. E a população é prova disso, tanto que nao elegeu nenhum dos candidatos que ele apoiou na ultima eleição.

      Excluir
    4. Creio que você veio direto aos comentários e não leu a postagem. Já na imagem que ilustra a matéria, estão os serviços que compõem a definição de saneamento, que não é somente água e esgoto.
      No último parágrafo do texto, está escrito que a responsabilidade indireta do saneamento básico é de toda a Federação.
      Você também não seguiu o link para o portal do Instituto Trata Brasil onde veria que os índices analisados foram somente água e esgoto e lá está escrito que a responsabilidade direta por esses dois itens é da COSANPA, no caso do Pará.
      Por fim, quem é essa população que você alega conhecer cada pensamento dela para afirmar algo em nome dela? Os candidatos da situação em Ananindeua somaram 42,16% dos votos válidos. Não eleger não significa não ter apoio popular, significa apenas que quem se elegeu teve mais votos.

      Excluir
    5. Com certeza em razão de promessas não cumpridas o número percentual que elegeu o prefeito de plantão, já não é mesmo. A decepção faz cada vez mais, minguar esse número. No passado ele tinha duas "muletas" o grupo Liberal qua vivia elogiando a" administração" dele e a outra muleta era o Almir Gabriel que não queria repassar recursos para Belém, em virtude do prefeito ser do PT, o Edmilson, disfarçava passando para Ananindeua. Hoje, o Almir, já faleceu e o Liberal não está mais sozinho fazendo a cabeça de todos.

      Excluir
  2. Parsifal, gostaria de fazer um elogio a sua pessoa. Lendo os blogs da terrinha, descobri que anos atrás você se recusou a ser indicado para o TCE, pois na época a vaga era da ALEPA e o senhor era apenas suplente e entendia que não fazia jus a vaga pois o cargo deveria ser ocupado por parlamentar que nao fosse suplente. Será que a ALEPA vai deixar o Jatene colocar o Sergio Leao no TCE na vaga que é de direito dela?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma correção: não é TCE e sim TCM. Mas a vaga é da Alepa. Infelizmente, creio que a Casa não tem envergadura suficiente para recusar uma indicação do governador. Eu votarei contra não por ter algo contra o Sérgio Leão, mas porque entendo que a vaga de indicação da Alepa tem que ser de um deputado.

      Excluir
    2. Deputado, quer dizer, então, que o senhor votou contra indicação do seu amigo e do Jader Barbalho , Antônio José, para o TCM, já que a vaga também era da Assembleia????

      Excluir
    3. O Antônio José foi aclamado, pois foi o único candidato quando "concorreu". A Alepa não indicou ninguém. Eu me reportei a ele dizendo da dificuldade em ele não ser um deputado na vaga da Casa.
      Creio que no caso do Sérgio Leão, vai acabar ocorrendo a mesma coisa: ele vai "concorrer" sozinho.

      Excluir
    4. Meu caro, sem aprofundar muito na questão, tenho a impressão que é uma enorme "bogagem" para não usar outra expressão esses Tribunais de Contas, tanto da União, Estadual como dos Municípios. No "plenário" de "togas" como se fossem juízes. Todos sabemos que esses "tribunais" ou "conselhos" não são órgãos judicantes. Deveriam se manter apenas como órgãos técnicos emitindo pareceres para o Legislativo ( esse sim tem a prerrogativa de fiscalizar). Acabariam com autonomia financeira orçamentária, o que seria lucro para o Executivo, utilizar em outros propósitos para a população.Iam embora as sinecuras, as mordomias, o luxo, o desperdício... apenas para alguns afilhados do governador de plantão e que ficam vitalícios. Em rápida e rasa "pincelada" é o que eu penso.

      Excluir
  3. E o Priante que gritava aos quatro ventos que sabia como conseguir financiamento junto ao BID para o saneamento de Belém e sonegou informaçao ao parente Helder Baile das Debutantes Barbalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, bem próximo deverá acontecer um grande baile de um debutante. Desta vez um baile que está sendo preparado pelo povo paraense, que está em grande ansiedade para festejar.

      Excluir
    2. Sonegação é uma palavra mais apropriada ao governo do Lorota, A Cerpasa sabe muito bem como aconteceu e o Superior Tribunal de Justiça também.

      Excluir
  4. Chato é ter que ligar o radio e escutar o Helder criticando algums prefeitos que não se aliam ao seu soberano pai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que tem que ligar? a não ser que seu rádio seja cativo às ondas de grande audiência da emissora, principalmente quando ele fala para o grande povão deste Estado. Não fique chateado. Infelizmente não conheço remédio para dor de cotovelo.Se eu soubesse lhe ajudaria com toda certeza. Ou então fique ouvindo lorotas e conversa de pescador..

      Excluir
    2. Gostaria de saber porque o Helder não fez por Ananindeua nos oito anos que mandou o que preconiza em seu programa eleitoral. Nem ao menos pintar escolas este cidadão fez.

      Excluir
    3. Ele não só pintou escolas como fez muitas. Acesse
      http://www.helderbarbalho.com.br/ e você verá as inúmeras outras feitas.

      Excluir
    4. É Deputado, tanto o papel quanto o computador aceitam tudo o que lá escrevem. O Helder fez tanta coisa em Ananindeua que o seu candidato a Prefeito o Deputado Chicão perdeu feio. Situação que trabalha e se presa não perde eleição! Como um mau Prefeito pode ser um bom Governador?

      Excluir
    5. Já que você levanta a suspeita, vamos tirar a dúvida: imprima o que está no site como obra e saia para conferir se existe o que está postado. Caso você não encontre o que está dito como feito, participe-me e mando alguém com você conferir. Constatado isso, comprometo-me a retirar do site com um pedido de desculpas e se você estiver errado você deve o pedido de desculpas. Caso você tenha dificuldades em fazer a conferência, entre em contato comigo e eu providencio os meios.
      Por fim, não desmereça assim o governador Jatene. Ele, na situação, como governador do estado, perdeu a eleição para a Ana Júlia e não elegeu Almir Gabriel.

      Excluir
    6. E mau governador querer ser governador de novo? como fica cara pálida?
      Feia sim a eleição do Pioneiro. Esperava-se uma vitória retumbante sobre os fracos Chicão e Eliel. Apenas pouco mais de 50%. Se os dois trabalhassem um pouco mais e já era no segundo turno, e olha que a campanha dele foi ajudada pelo governador e sua turma. A montanha simplesmente pariu um rato.

      Excluir
  5. As obras de saneamento estao condicionadas a aprovacao do Barbalhinho, que controla a FUNASA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O seu comentário é a piado do dia. Você quer dizer o seguinte: o prefeito de uma cidade, que controla um órgão de saneamento, diz para esse órgão não fazer saneamento na sua cidade, porque ele quer que todos digam que ele é um mal prefeito.
      Mas, mesmo assim, você nem para contar piada serve. Se você se informasse melhor para contar piadas, veria que a Funasa é responsável pelo saneamento básico de municípios de até 50 mil habitantes, o que não é o caso de Ananindeua.

      Excluir
    2. Parsifal;

      Que se diga do estado da tubulação subterrânea de distribuição de água em Belém.

      Excluir
    3. Meu caro diga aos assessores do lorota, que como nada podem dizer, porque nada sabem, eles passam o tempo todo ouvindo estória de pescador, só podem argumentar com piadas, uma vez que não aprendem nada com o Rolando Lero. Quem nada sabe é melhor ficar calado do que dá pitaco naquilo que não conhece. A vantagem é que vc vai ensinando: só não sei se eles vão aprendendo. Jumento velho não aprende.

      Excluir
  6. De disse me disse tanto Helder Barbalho quanto a tucanalha pra mim não valem o que o gato enterra. Tanto Helder com seu programa que denomino "Papo Furado", quanto picolé mole do Jatene com discursos de vaselina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o único isento e correto aqui foi voce! meus parabens!! são dois 0 a esquerda brigando... e os interesseiros brigando aqui pra ver qual o menos pior! resposta: nao existe! existe o safado do poder e o safado que quer entrar no poder!

      Excluir
    2. E há, além das duas categorias de safados já citadas, uma terceira categoria de safados: a de anônimos que chamam os outros de safados. Dizem que essa terceira categoria é a pior de todas.

      Excluir
  7. ligo porque quero ouvir noticiais locais, não ouvir o Helder entrando na cara de pau e fazendo reclamações politicas, sem ter nada aver com nós.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fique ligado, não se irrite fique acompanhando o caminho da vitória.Não adianta ficar aborrecido. Com certeza deve ser um daqueles que ganha do governo sem trabalhar. O verdadeiro "aspone".

      Excluir
  8. Anônimo;

    A situação está ficando crítica. Não percebeu ainda como são frequentes as interrupções da COSANPA para 'reparos (remendos) ba rede'? Se isso nada tem a vêr com a presença do PSDB no governo desde 1995 até hoje (exceto os 4 anos de Ana júlia), então com quem é que tem? Já é hora de admitir que o Pará foi dominado por um time de políticos que não deu certo na proposta original, mas que se viciou nas benesses do poder e não quer largar as boas e viciadas licitações, as sinecuras empregat~icias para os filhos, genros, noras, sobrinhos, etc.

    A parte da sociedade que precisa trabalhar e sustentar família não consegue vêr no horizontes oportunidades de melhor emprego, de melhor remuneração . Não saiu até agora os PCCRs do serviço público; com pouquíssimos cponcursos públicos, não há chance para se demonstrar mérito por haver estudado; já se passaram décadas e o projeto político do PSDB não saiu do papel - em alguns casos pela incompetência e/ou falta de força política - como é o caso da "verticalização da produção mineral"; em outra até pelo interesse antagônico próprio, como é o caso da venda do "boi vivo", que não representa nenhuma 'verticalização da pecuária'. Ou seja: o PSDB deixou o estado do Pará permanecer na condição de fornecedor de matérias primas. Verticalização... ficou para o 'Pará do Futuro', o Pará do presente está mais 'horizontal' do que nunca, e os empregos decorrentes da anunciada verticalização, (lá em 1994) ficam para os filhos dos outros que tiverem a paciência de esperar.

    ResponderExcluir
  9. concordo tambem, pois ja deixei de escutar o meu amigo Zeca Moreno aque em Maraba, pois muitas das coisas que o Helder critica, o seu pai quando governador deste estado não o FEZ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro "concordo também", que deve ser escutador de lorotas do pescador. O Zeca Moreno é a maior audiência de Marabá e na última pesquisa com a participação do Helder, ainda aumentou mais. Chupa esta manga, pra não chupar o picolé do Jatene.

      Excluir
  10. moro no interior do pará e tive a sorte de ir visitar a cidade de vila velha no espirito santo ,fiquei impressionado como as coisas la funcionam,tive a curiosidade de andar no transporte publico ,constatei que eles tem um sistema integrado,com terminais interligando toda regiao metropolitana,com uma passagem voce usa todo o sistema,de volta ao nosso parazaõ fiquei pensando porque os politicos do nosso estado naõ copia aquela ideia,fiquei triste ao constatar que estamos em um total abandono.

    ResponderExcluir
  11. Se a culpa é da Cosanpa por que existe a Secretaria de Saneamento - SESAN?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prefiro não trabalhar com "culpas", pois se assim for, a culpa é difusa, inclusive do usuário que joga lixo nos canais, nas ruas, e até em cima de veículos (o meu carro já foi atingido por um coco jogado de dentro de um ônibus).
      Na postagem não está escrito que a "culpa" é da COSANPA, apenas que a empresa é responsável direta pelos serviços de água e esgoto em toda a área metropolitana e em muitos municípios do Pará. Opino, no entanto, que a responsabilidade indireta deve ser distribuída por todas as esferas da Federação (União, Estado e Município).
      A SESAN existe porque a prefeitura de Belém resolveu cria-la para gerir uma pequena parcela da distribuição de água que é municipal, a coleta de lixo domiciliar e a drenagem urbana (canalização de águas pluviais).

      Excluir
    2. A teoria clássica da responsabilidade civil aponta a culpa como o fundamento da obrigação de reparar o dano. Conforme àquela teoria, não havendo culpa, não há obrigação de reparar o dano, o que faz nascer a necessidade de provar-se o nexo entre o dano e a culpa do agente.

      Excluir
  12. A agua é por conta da cosanpa, mas o esgoto é a prefeitura que faz. senhor afasta de nós os barbalhos, em apenas oito anos conseguiram deixar ananindeua com o pior saneamento do brasil. Imaginem se pegarem o parazão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você tivesse lido a postagem com atenção, aprenderia que a COSANPA é responsável pelos serviços de água e esgoto. Portanto, Ananindeua, Belém e Santarém estarem entre os piores serviços de água e esgoto das 100 maiores cidades do Brasil, é responsabilidade direta do governo do Estado.
      Estude, conheça o seu Estado e você será capaz de defender melhor os seus pontos de vista, sem incorrer em erros.

      Excluir
    2. Melhor do que culpar A ou B, seria bom qua a Cosanpa viesse a público, mostrar o que já fez pelo Pará nesses últimos anos entre água e esgoto.

      Excluir
  13. na verdade eu não quero discutir com o sr. que tem um vasto conhecimento em relação a administração publica, mas eu acho que se o prefeito quiser fazer pra melhorar, ele faz, pq eu vejo vários municípios que fazem emendas para resolver problemas de agua, esgoto. Talvez o Helder não quis fazer ou não quiseram ajudar ele, mas acho que ele tem culpa sim. exemplo; O edmilson fez a macrodrenagem, que não deixa de ser problema de esgoto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Investimentos em esgoto para grandes cidades são de altíssimo custo. Apenas municípios como São Paulo, Rio de Janeiro ou Belo Horizonte, com rendas e capacidade de endividamento diferenciado conseguem prover, a cargo municipal, serviços de esgoto. Para que você tenha uma ideia, é uma engenharia caríssima e difícil fazer esgoto em Belém, devido ao lençol freático quase à superfície: fica na casa do bilhão prover toda a cidade de uma rede de esgoto sanitário, o que a cidade não tem como fazer, requerendo intervenção do Estado e da União, principalmente.
      Você está redondamente enganado. A Macrodrenagem se define no próprio nome "drenagem" de cursos de água e de águas pluviais (chuvas), o que é totalmente diferente de esgoto sanitário que precisa ser todo hermético, por transportar dejetos sanitários (fezes e urina) de milhões de pessoas, e necessita de estações elevatórias, devido às diferenças de níveis, e estações de tratamento para devolver aos cursos de água ou ao solo apenas a água que transportou os dejetos, já tratada.
      O governo federal pretende investir, nos próximos 20 anos, R$ 600 bilhões, mais R$ 200 bilhões dos Estados, e mais R$ 100 bilhões dos municípios para prover 90% de esgoto em todo o Brasil, ou seja, quase R$ 1 trilhão são necessários para isso.

      Excluir
    2. Para um país que grita aos quatro ventos que será a 5ª ou até mesmo a 4ª economia do mundo logo logo, ter de esperar 20 anos (!!!) para universalizar o saneamento BÁSICO me cheira a p.r.e.g.u.i.ç.a de políticos

      Quanto ao volume de dinheiro necessário, deputado, não é bem assim: A
      Cosanpa cobra um taxa barata para prestar o seu "não-serviço", mas cidades que cobram muito mais caro também foram mal nesse ranking:

      http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/10/01/sp-mg-e-pr-dominam-ranking-de-saneamento-no-brasil-n-e-ne-tem-piores-indices.htm

      A Cosanpa é um caso clássico de ineficiência do setor público, veja só aqui mesmo em seu blog, volta e meia tanto comentaristas como a sua pessoa fazem referência a um órgão público X que "ficou" com o partido Y ou o "padrinho' fulano de tal.

      Como o senhor espera que a Cosanpa seja uma empresa eficiente dessa forma?

      Talvez fosse a hora de discutir a possibilidade de privatização dessa empresa.

      Quanto a Helder Barbalho e Manoel Pioneiro, o fato de o não-serviço ser de responsabilidade (risos!!!) da Cosanpa não serve de desculpa: Porque então eles não chamaram a responsabilidade para si?

      É óbvio que o desempenho indecente de Ananindeua será explorado ano que vem contra o filho de Jader, afinal 8 anos é muito tempo...
      No caso de Pioneiro, bom ele é o atual prefeito o que significa que Ananindeua provavelmente ficará onde está, literalmente na ****

      Excluir
    3. Se você exercer um pouco a sua capacidade de entendimento e articulação concluirá que a maioria dos municípios têm problemas com fornecimento de agua e esgoto por uma razão primordial: deficiência de recursos para expandir a rede. A ineficiência se dá na prestação do serviço, o que é um fator diverso do que se debate aqui, que é a captação, tratamento, e distribuição de água e captação, transporte, tratamento e devolução no que se estende ao esgoto.
      Captar, tratar e distribuir água é caríssimo e se for cobrado o preço da real composição dos custos apenas uma pequena parcela da população poderia pagar e isso, respondendo a sua sugestão de privatização, é um dos maiores entraves para a privatização dos serviços, pois as empresas privadas não são beneméritas e querem ter lucro, por isso, 90% do fornecimento de água é diretamente público. Quanto há esgoto, não existe no mundo o serviço privatizado, pelas mesmas razões: o altíssimo custo, que se cobrado com a respectiva composição de custos e lucro, apenas os 3% de ricos no mundo pagariam, por isso esgoto tem que ser tratado pelo Estado como serviço público de saúde direta e por ele custeada.
      É uma colossal ingenuidade sua, e completa falta de conhecimento na área, sugerir que prefeitos chamem para si serviços de esgoto – água, em alguns municípios, é possível faze-lo – pois, fora as três maiores cidades do Brasil, o restante não tem sequer capacidade de endividamento para construir o sistema, e exatamente por isso, constatando essa realidades, que a União, Estados e Municípios, se juntam para, até 2020, tentar universalizar o serviço, com investimentos que beiram R$ 1 trilhão.
      Creio que o que estamos debatendo aqui é serviço de saneamento básico, a realidade nacional no assunto em tela, a responsabilidade direta da unidade federativa para a ação, e a capacidade econômica de cada uma dessas unidades para compor a solução.
      Mas se você quiser discutir política eleitoral e a bipolaridade partidária, podemos abrir outro tópico, aí saio eu esculhambando, sem responsabilidade alguma quem é meu adversário, e você pode fazer a mesma coisa quanto aos seus. Isso é ótimo em mesa de bar. Mas o problema é que eu não bebo.

      Excluir
    4. Em 2020? Isso já seria um sonho!

      Então, dep. os políticos do Brasil deveria parar de fantasiar o país do que ele não é: Esgoto a céu aberto é coisa de nações miseráveis, não cabem eufemismos aqui. Do que o Brasil se esconde, deputado?

      http://blogs.estadao.com.br/jamil-chade/2013/07/05/governo-veta-missao-da-onu-que-investigaria-acesso-a-saneamento-no-brasil/

      A julgar pela sua irritação vejo que o Sr se incomodou muito com o termo “preguiça”, mas não consigo pensar em outra palavra. Quem sabe “inépcia” não ficasse melhor, né?

      Nunca houve uma cultura de investimentos em saneamento no Brasil, agora que ela começa (veja bem, começa!) a surgir e para nossa infelicidade, começa pelo sudeste e pelo sul

      Falei de privatização, pois os progressos de Blumenau me deixaram bastante curiosa, e se ela não puder ser praticada aqui, que possa então ao menos ser discutida, não acha?

      A ingenuidade (como o nobre deputado assim prefere olhar) não é só minha:

      http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-05-01/situacao-do-saneamento-no-brasil-e-dramatica-e-nao-condiz-com-crescimento-economico-do-pais-diz-espec

      Não falo de bipolaridade partidária, tanto é que me reportei a Helder, mas também a Pioneiro, pois quis falar de uma cultura política generalizada de descaso com o saneamento básico

      Era inevitável para falar da maneira promíscua como muitos órgãos da gestão pública foram e continuam sendo tratados por políticos de TODOS os partidos, e é lógico que isso só poderia resultar em incompetência, e – insisto – a Cosanpa é um exemplo perfeito e acabado disso, da mesma forma que me reporto a Pioneiro e Helder por eles serem co-responsáveis por este feito maravilhoso que foi posicionar Ananindeua como a cidade que tem o pior saneamento básico do Brasil. A culpa é de todos.

      Excluir
    5. Não entenda conversa franca com irritação. Entendo que as pessoas que acessam o blog são maduras o suficiente para não serem tratadas com leviandade, portanto digo o que penso sobre os assuntos que debato.
      Não discordo de você no que tange à inépcia, ou preguiça, se você preferir, dos que têm responsabilidade direta na questão, mas novamente você está equivocada e desinformada: o Brasil não está apenas começando a prover esgoto. Temos 57% dos domicílios do país já providos e mais da metade disso coleta e trata e a outra metade apenas coleta e transporta, o que resolve a metade do problema. Mas não estamos apenas começando.
      O planejamento é compor investimentos de cerca de R$ 1 trilhão para prover o serviço, nos próximos 20 anos, para os 43% que não têm o serviço e terminar onde está iniciado.
      A maior concentração do serviço está no Sul e Sudeste porque são as regiões mais ricas. Os estados do Centro-Oeste, Nordeste e Norte, por baixa renda federativa e baixa capacidade de endividamento estão atrasadíssimos.
      A privatização em esgoto é algo quase impraticável, pelos motivos que já comentei. As empresas privadas preferem prover água, cuja precificação pode ser subsidiada. O caso de Blumenau é igual à entrega dos hospitais regionais às OSS: o governo constrói os hospitais, equipa-os e depois de pronto para funcionar entrega-os às OSS, que recebe um patrimônio público de cerca de R$ 200 milhões apenas para ganhar dinheiro gerenciando.
      Em Blumenau, a União, o Estado e o Município construíram estações, transporte e elevatórias e depois disso privatizam o serviço para, com uma taxa irrisória, que será reajustada todos os anos, expandir a rede em 35 anos. Não acredite nisso. A empresa não conseguirá prover o que se compromete, receberá o dinheiro da taxa, e sequer dobrará a rede de esgoto que hoje não provê 5% dos domicílios. Ou a Federação investe na universalização ou não cumpriremos a meta.
      Ou você acredita que alguma empresa privada quer vir construir esgoto em Belém com recursos próprios ou captados no mercado a preço usual de dinheiro?
      Para prover esgoto em Belém seriam necessários mais de R$ 2 bilhões e o retorno disso, em preços sociais, jamais pagaria o custo do investimento. Esgoto só começa a dar lucro a partir da emancipação do custo investido, o que é cerca de 30 anos na média nacional, por isso ninguém se interessou e a União tem que bancar.
      O que a Agência Brasil reporta é a realidade que estamos discutindo aqui e não discordamos do mérito, apenas das informações equivocadas que você usa para sustentar a sua argumentação.

      Excluir
    6. Saída do forno, deputado:

      http://g1.globo.com/jornal-nacional/videos/t/edicoes/v/falha-de-planejamento-prejudica-obras-de-saneamento-basico/2870594/

      Não acho que as informações que busquei sejam equivocadas, a incompetência do serviço público nessas áreas é muito mais frequente do que o contrário, e neste caso uma PPP pode sim ser uma opção.
      Se a empresa privada for eficiente, por que não?

      É realmente uma coisa desesperadora ver que mesmo quando há recurso, o poder público simplesmente NÃO CONSEGUE fazer !!!!!!!

      Assim, deputado, nem os seus tetranetos vão ver isso!


      Excluir
    7. Já lhe passei os números, portanto o seu raciocínio deve partir deles. Quanto à ineficiência do poder público, é um fato e não discordamos sobre isso. Continuo discordando da sugestão da PPP quando se trata de esgoto, pois nesse caso a iniciativa privada quer que o governo despenda R$ 1 trilhão e depois de tudo pronto entregue à iniciativa privada só para cobrar a taxa é dar ignição ao sistema. Aí não é PPP e sim presente de avô para neto, pois o avô é mais carinhoso que o pai. Garanto-lhe que se o governo do Pará abrir uma licitação para uma PPP para prover esgoto em Belém, no qual o último P tiver que fazer tudo e o primeiro P limitar o valor da taxa a preço que a população possa pagar, não aparecerá viva alma para participar.
      Atente para uma coisa óbvia: se prover esgoto desse lucro, a Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez, Oderbrecth e os demais tubarões nacionais já estariam provendo o serviço em todo o Brasil, como já estão fazendo em todas as rodovias nacionais, que o governo apronta e entrega para eles cobrarem pedágio.
      As coisas que não dão lucro o Governo tem que fazer e tomar tento para ser eficiente na prestação.
      Quando eu me refiro a ingenuidade quero dizer que você argumenta usando como estribo a grande imprensa e nem desconfia o que há por trás disso. Não, não é política eleitoral, e sim pressão econômica para que o governo, em ano pré eleitoral, feche contratos bilionários por soluções caríssimas e de curto prazo que escorcham o caixa governamental, mas mantém o fluxo financeiro dos cartéis que está se formando em função disso. Não se iluda, as empresas privadas não estão interessadas em prover esgoto, e sim ávidas para fazer a obra e farão tudo para conseguir isso.
      A coisa boa desse pesado lobby é que o assunto veio à baila, com a gravidade que de fato tem.

      Excluir
    8. O dirigente da Cosanpa mal conseguia articular as palavras, deputado...

      Se o lobby é pesado como o senhor diz, expor o alarmante grau de ineficiência das empresas de saneamento torna o caminho fácil pra eles.

      Só que não foram eles quem geraram essa ineficiência, foi o poder público, com promessas que ele próprio dá provas de que não vai cumprir

      Há quanto tempo nós aqui no Pará esperamos pelas rodovias, por exemplo? Não é a primeira vez que eu vejo isso: Mesmo com o dinheiro, as obras não saem, é como se naufragassem num mar de lentidão, incompetência e claro, corrupção.

      E o tempo vai passando


      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.