22/10/2013

Obama, sexto sentido, Almir Gabriel

Ontem (21), em uma cerimônia na Casa Branca, na qual o presidente Obama anunciava o “sucesso” da reforma da saúde, Carmel Allison, no oitavo mês de gravidez, e portadora de diabetes tipo 1, desmaiou no decorrer do discurso.

Shot020

O que chamou a atenção no episódio, todavia, não foi o desfalecimento de Allison, mas a atitude de Obama: ele discursava de costas para Allison e virou-se a tempo de segurá-la, evitando-lhe a queda.

Shot021

O episódio estourou nas redes sociais: ou Obama tem o sexto sentido ou foi tudo combinado e ele foi avisado pelo ponto eletrônico, o que não creio, pois tal ardil faria todo o staff do presidente, refém da senhora Allison.

> O episódio lembrou-me a campanha de 1990

Shot022

Fazíamos um comício em Altamira. Eu me pronunciava e o então senador Almir Gabriel estava ao lado. Enquanto eu falava, observei um homem rumando ao palanque. Ele vinha resoluto: não era um simples aproximar.

Acompanhei-lhe os passos com o olhar e o vi sacando uma enorme peixeira, com a qual armou o golpe. Sem saber sobre quem era o bote, avisei difusamente que corressem, pois alguém sacara uma faca, e apontando ao homem, clamei que o impedissem.

Acompanhei a lâmina descendo rumo ao alvo e tive a impressão de ouvir um ruído surdo quando a peixeira mergulhou até o talo na altura do flanco esquerdo da vítima. O assassino refluiu o golpe, armou novo bote, e arremeteu mais acima: ele procurava o coração da vítima, que nessa investida foi ao chão. O assassino, com a faca embebida em sangue, fez carreira.

Entre os dois golpes, Almir Gabriel saltou do palanque com tal expediência, a ponto de aparar a vítima antes que essa tombasse, e gritava por uma ambulância. Eu repeti o apelo pelo microfone, mas destarte os esforços de Almir para estancar o sangue que jorrava dos dois ferimentos, o golpeado veio à óbito antes que chegasse a ambulância.

12 comentários:

  1. éééééguaaaaaaaaaa. é de longo tempo que és um parasita do povo paraense. Pobre Pará.

    ResponderExcluir
  2. Não descobri, afinal, nessa história, quem é o herói com presença de espírito: você ou o falecido Almir?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se houve herói naquilo foi o Almir Gabriel. Mas creio que foi apenas a presença de espírito do médico que falou alto.

      Excluir
  3. Francisco Marcio22/10/2013 20:44

    Deputado lance logo seu livro, nem que seja parcial, de bolso mesmo, pois Sua Excelência tem história para contar...
    Desimporte-se de desagradar alguns, Vossa Excelência nao tem o consenso mesmo.
    Como o Senador Almir era do PSDB, enxergo sua aproximação com o Governo factível em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pessoalmente, sou tolerante com os políticos. Politicamente sou intolerante com governos. Eu e Almir éramos bons amigos e tivemos graves desentendimentos. Só fomos reatar relações dois anos antes da morte dele, na campanha de 2010, quando a vendeta com o Jatene, que ele literalmente elegeu, o fez partir para a campanha estratégica de Juvenil.
      Não haverá reconciliação com o PSDB em 2014, pelo menos de minha parte. Caso, por qualquer fado, o PMDB decidisse tal agouro, eu, para não labutar contra a decisão partidária, não serei candidato.
      Isso significa que eu não possa me reconciliar com Jatene, pois como a minha resolução vence a cada ciclo de mandato, se ele for candidato em 2018, de repente estou junto de novo.
      Quanto ao livro, não tenho a menor intenção de dividi-lo em o lado romântico da política e a parte pantanosa dela. Será serviço completo e há muitas pessoas nele citadas, que ainda militam ativamente e eu não mais teria tempo para outra coisa senão me defender em processos. Já me bastam os que respondo.

      Excluir
    2. É isso aí, Parsifal. Vou relatar outro episódio, que inclusive cobri para o jornal O Liberal, mostrando como Almir se dispunha a ajudar uma pessoa, com o seu instinto de médico. Houve uma festa em Icoaraci, dela participaram inúmeras personalidades. Beberam muito. Ao sair, um deles, que passara o dia todo comemorando, embarcou com a família e, na Augusto Montenegro, o desastre. Morreram no desastre, as pessoas que iam no carro e passageiros que aguardavam num ponto de onibus. O motorista era o político que depois ficou aleijado. No hospital dos servidores, eu como repórter e Eurico Alencar, como fotógrafo, assistimos a ação de Almir para salvar o motorista, totalmente quebrado. Quem era o político? Um doce para quem responder.
      Agenor Garcia
      jornalista

      Excluir
  4. Deputado,
    Espero que o "anjo do almir" toque as cornetas de onde estiver para despertar nos ouvidos paraenses que 2014 seu assecla procure outro lugar para pescar com seu desgoverno. Amém!

    ResponderExcluir
  5. Naquelesss temposss né Deputado que o senhor combatia o jaderismo no Estado. Naquelesss temposss. Hoje né!!??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Francisco Márcio23/10/2013 17:58

      Deputado, o anônimo das 12:04h, não merece resposta?

      Excluir
    2. Francisco Marcio23/10/2013 19:46

      Deputado, Vossa Excelência tem momentos impagáveis. Eu pensei que ele tinha feito uma pergunta, agora já nem sei. Eu faço é rir com essas pérolas produzidas por ambos.

      Excluir
  6. Resposta ao Garcia: Nicias Ribeiro!!

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.