17/10/2013

É a política, estúpido!

quebra

"Hoje encerro meu jejum aqui para participar ativamente, e com muita alegria, do debate com os senadores e senadoras que integram o Senado do meu país. Passei aqui seis anos e meio como líder da grande bancada do PMDB nesta Casa. Acho que talvez, por ter falado demais e por ter atritado demais, eu acabei tendo que deixar a Casa. Graças a benevolência do povo do Pará, eu aqui estou de volta".

> Mudança de postura

A frase é do primeiro discurso do senador Jader Barbalho (PMDB-PA), depois de um auto imposto exílio discursivo no Senado, desde que tomou posse, em dezembro de 2011.

A imprensa repercutiu a mudança de postura interpretando-a como parte das articulações para lançar Helder Barbalho (PMDB), candidato ao governo do Pará, em 2014.

> Conversas com o PT e encontro com Lula

As tratativas desta candidatura iniciaram, com a direção local do PT, na segunda metade de 2012, e evoluíram para um encontro, em São Paulo, com o ex-presidente Lula. A aliança PT-PMDB polariza os antagonismos eleitorais no Pará e pode tornar a eleição de 2014 em uma corrida de um só turno.

> Luz roxa

A articulação acendeu a luz roxa no Palácio dos Despachos, e Simão Jatene arregimentou a si mesmo para minar a aliança, investindo para que algumas lideranças do PT a recusem. 

A ida de Ana Júlia à inauguração da Santa Casa, que alguns desavisados interpretaram como “política de alto nível”, apenas foi um movimento naquela direção, ou seja, nem política de alto, e nem de baixo nível: apenas política.

> Antecipação da querela 

Aperreado, Simão Jatene, como o PMDB, antecipou o palanque e, em respostas às investidas de uma oposição que ele nunca teve, pronuncia-se direcionando ataques diretos a Jader e Helder Barbalho, o que acabou trazendo esse a um dos polos da eleição.

> Especulando

O retorno de Jader Barbalho à tribuna – e o Senado e a imprensa nacional deitam-lhe ouvidos - também pode ser a tomada de um espaço privilegiado, de onde poderá responder às acusações de Jatene, dando repercussão nacional ao que é denunciado, localmente, pela oposição.

> Parafraseando James Carville

James Carville, professor de Ciência Política e comentarista político norte-americano, foi o estrategista político de Bill Clinton na eleição de 1992. No comitê central da campanha pregou na parede uma frase: “É a economia, estúpido!”. A cunha lembrava ao comitê que era imprescindível atacar Bush no seu pífio desempenho econômico.

Os recentes movimentos que sacodem as correlações de forças eleitorais no Pará, inclusive o jogo desesperado do governador de romper a linha da improbidade administrativa ao, deliberadamente, desviar o uso dos recursos arrecadados com a taxa mineral, têm uma singela explicação: “É a política, estúpido!”.

42 comentários:

  1. Finalmente, o mais ausente senador da República, segundo informações do DIAP, e também o ícone da corrupção no Brasil, reaparece depois de um período de longa hibernação parlamentar em que nada produziu em termos legislativos. Basta que seus interesses estejam em jogo para que ele saia das sombras e da inércia em que esteve neste quase dois anos e dez meses de mandato em nada fez pelo Estado do Pará. Resta saber se com essa súbita aparição não voltarão a aparecer na mídia os inúmeros processos de corrupção que ele responde e que, certamente, serão explorados pelos seus pares no Senado. Infelizmente, o Pará está na situação calamitosa em que se encontra, com alguns dos piores indicadores sociais e econômicos entre os Estados, principalmente, pela péssima qualidade dos representantes eleitos para o Congresso Nacional, que estão muito mais preocupados em "se dar bem" do que em legislar em prol do desenvolvimento da sociedade paraense. Que Deus nos ajude...!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo primeiro e único comentário por enquanto nota-se com bastante clareza o pavor que alguns têm quando começa a aparecer a participação política efetiva do senador Jader Barbalho. Gostariam que ele ficasse quieto em seu gabinete, o que diga-se de passagem não é o seu forte, e deixasse de participar das articulações no Estado do Pará. Em falta de argumentações desfilam impropérios e ataques gratuitos no sentido de intimida-lo com noticias e palavreados bem apropriados dos que estão prevendo uma retumbante derrota nas próximas eleições. É preciso que entendam esses arautos da moralidade encobertos por enormes lençóis hipócritas, que o Jader é um animal político; que veio da política estudantil e que teve adversários mais bem preparados e aparelhados como a ditadura dos anos 60. Não serão traques oriundos da cloaca de alguns integrantes de teatro mambembe, ou bufões que vão intimida-lo, afinal de contas, ele é um líder político que tem milhões de amigos aqui no Pará. Não é nenhum político fabricado em proveta e boneco de marionetes de grupo de comunicação. O Jader não precisa provar a qualquer mequetrefe a sua liderança, o Pará sabe e ao longo tempo o Pará tem correspondido. De acordo com a música será a movimentação eleitoral. Bateu levou. Necessário for, mostraremos à sociedade paraense, quem são os verdadeiros falsos moralistas da política do Pará. Com ofensas ou sem ofensas, tremam,comprem Lexotan, o líder voltou revigorado para enfrentar a batalha.

      Excluir
    2. Com ele parado, já estávamos animados, imaginem agora. O comandante retornou para nos levar à vitória. Milhões de amigos estão renovados e regozijados. A luta é árdua, mas o nosso líder nos levará ao bom combate. Junto com o povo, enfrentaremos uma elite preconceituosa e um grupo de comunicação que cresceu com a ditadura de 64 e se acostumou por muitos a mamar nos cofres públicos.O povo paraense sabe discernir sobre as "campanhas" injuriosas" e o trabalho de Jader quando esteve no governo. A preguiça de um pescador e as lorotas estão chegando a um final de modo sombrio.

      Excluir
    3. Para os que ainda acreditam em Papai Noel e que o Jader é um parlamentar honesto cuja fortuna foi amealhada de forma idônea seguem algumas notícia publicadas sobre o dito cujo (cramulhão):

      E lá vai a primeira:
      Jader Barbalho (PMDB-PA)
      O que há sobre o parlamentar no STF
      por Congresso em Foco | 25/09/2013 08:00
      CATEGORIA(s): Notícias


      Eleito em outubro de 2010, o ex-governador do Pará foi o último dos barrados pela Lei da Ficha Limpa a tomar posse no Senado, em dezembro de 2011. Jader Barbalho teve sua candidatura indeferida por ter renunciado, em 2001, ao mandato de senador, após ser acusado de desviar recursos do Banco do Estado do Pará (Banpará), da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) e do Ministério da Reforma Agrária. O senador chegou a ser pre¬so pela Polícia Federal sob a suspeita de integrar uma quadrilha acusada de desviar mais de R$ 1 bilhão da Sudam, do banco e do ministério.
      Essas denúncias fazem Jader responder no STF a seis ações penais (374, 397, 398, 498, 549 e 653), por peculato, crimes contra o sistema financeiro, falsidade ideológica, quadrilha ou bando e emprego irregular de verba pública. Responde também a três inquéritos (2760, 3566 e 3597), por lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, crimes contra o sistema financeiro, falsificação de documento público e crimes eleitorais.

      Excluir
    4. E lá vai a segunda reportagem do Congresso sobre o nosso "grande" Senador Besta-Fera (é só copiar o link):

      Jader gasta R$ 100 mil para divulgar mandato

      Ele não faz um discurso há 11 anos. Não apresentou nenhum projeto nem deu parecer em comissão. Mas o Senado ressarce suas despesas com empresa que divulga o que ele “faz” no Congresso


      http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/manchetes-anteriores/jader-gasta-r-100-mil-para-divulgar-mandato/

      Excluir
    5. E Lá vai a terceira matéria do Congresso em Foco sobre o nosso mais "honesto" parlamentar. Que orgulho de ser paraense!!!!!!

      De volta ao Senado, Jader dá trabalho ao Supremo

      Ninguém acumula mais ações penais no STF do que o peemedebista, acusado, entre outras coisas, de desviar recursos da Sudam

      por Edson Sardinha | 17/07/2012 07:00

      Agência Senado

      Jader foi barrado pela Ficha Limpa por ter renunciado ao mandato de senador em 2001 em meio a denúncias

      O senador Jader Barbalho (PMDB-PA) só assumiu o mandato no Senado em dezembro de 2011, meses após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir que a Lei da Ficha Limpa valerá apenas a partir das eleições deste ano. Mesmo com votos suficientes para se eleger, Jader havia sido barrado por ter renunciado ao mandato para escapar de processo de cassação no Senado, em 2001, em meio a uma série de denúncias. Com a posse do peemedebista, o Supremo voltou a conduzir as investigações que correm contra ele.

      Entre os senadores, ninguém responde atualmente a mais ações penais do que Jader. São cinco ações penais (374, 397, 398, 498 e 653), por peculato, crimes contra o sistema financeiro, falsidade ideológica, quadrilha ou bando e emprego irregular de verba pública; e dois inquéritos (2760 e 2909), por lavagem de dinheiro e crime contra a ordem tributária.

      O STF apura o envolvimento do peemedebista em desvios de recursos do Banco do Estado do Pará (Banpará) e do Ministério da Reforma Agrária. As denúncias mais fortes, porém, dizem respeito a irregularidades na Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia. Jader foi acusado de integrar uma quadrilha que desviou mais de R$ 1 bilhão da Sudam. Procurado, não retornou o contato da reportagem para esclarecer as denúncias.

      Excluir
    6. E por fim, segue a última matéria sobre o baluarte da "honestidade" e "probidade" em nosso Estado !!! (copiar e colar o link na barra de endereço do navegador pois a matéria excedeu o número de caracteres);

      Jader: o rei do ‘Valle de los Caídos’

      Edson Sardinha

      Desde que voltou à Câmara em 2003, o deputado Jader Barbalho (PMDB-PA) costuma se sentar numa das últimas fileiras do plenário. Naquele espaço apelidado pelos parlamentares de “Valle de los Caídos”, preferido daqueles que não querem aparecer.

      http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/manchetes-anteriores/jader-o-rei-do-valle-de-los-caidos/



      Excluir
    7. Você, ao que parece, não tem capacidade alguma para construir um simples texto com o seu próprio ponto de vista. Tente fazer um curso de redação, ou o que o valha, para não ficar no mero e vexatório arremedo de copiar e colar manifestações alheias.
      Aprenda, pelo menos, a indicar o link, para não ficar enchendo a caixa de comentários com matérias que outros redigiram. Aqui é um espaço para comentários.

      Excluir
    8. É muito estranho a sua crítica, já que minha intenção foi somente mostrar o quanto existe de matéria a respeito do Senador Jader Barbalho e dos seus intermináveis processos de corrupção que tramitam no STF. Como é que você queria que eu não copiasse e colasse se são matérias escritas por jornalistas do site Congresso em Foco, de outra forma isto seria considerado plágio. Ora faça-me o favor Deputado Parsifal, será que se estas postagens tivessem o teor bajulatório das que foram acima publicadas, o senhor faria as mesmas críticas ácidas e despropositadas? Ponha-se no lugar de mediador e não de julgador ou inquisidor, pois pode acabar prejudicando a credibilidade e independência do seu blog.

      Excluir
    9. Esse aí se estudou foi expert em "cola" e ainda é daquele que deu em jornal ele acredita. Mas dá para entender que ele recebe por produção ou seja por quantos links ele postar. Tudo vale para não perder um cargo comissionado.Pobreza de espírito não lhe falta. Só sabe copiar, ainda não sabe escrever, com certeza estuda em escola patrocinada pelo atual governo do Estado.

      Excluir
    10. Francisco Márcio17/10/2013 18:26

      Deputado, Vossa Excelência apregoa que antes de "virar político" era um renomado causídico. Tudo bem que o anônimo das 15:51h não fez "comentário", mas Vossa Excelência, como renomado causídico, consegue destituir o conteúdo da postagem?

      Excluir
    11. 1.h,
      Viu como como você consegue escrever alguma coisa de moto próprio? É só ter paciência para ler as matérias e organizar o raciocínio para fazer o seu próprio comentário.
      Observe que comentários são opiniões próprias a respeito de um assunto. É que lemos, ou ouvimos outrem para formar opinião, mas, simplesmente, copiar e colar redações alheias como comentários, é, no mínimo, preguiça mental.
      Eu não sou julgador, nem inquisidor e nem mediador: emito opiniões a respeito de fatos, e assim como dou o direito aos comentaristas de dizerem o que pensam e querem, dou-me o direito de responder o que eu quiser e pensar. É mais produtivo que este espaço discuta pontos de vistas e não sirva de quadro para colagens tanto elogiando quanto criticando, embora seja bem-vindo o link que fundamente o seu argumento.
      Mas se você desejar continuar a copiar e colar, não há problema algum: suas colas continuarão sendo publicadas e eu continuarei com a mesma reserva a sua preguiça mental.

      Excluir
    12. Francisco,

      Em momento algum eu me referi, ou objetei, algo a respeito do conteúdo do texto colado. Apenas chamei a atenção para o fato de que esse espaço deva ser melhor aproveitado para exercer raciocínios de próprio moto. Se copiar e colar não sofrer moderações, daqui a pouco vamos virar um mero mural de matérias alhures redigidas. Isso pode ser cômodo, mas não é inteligente. Colagens devem ser referências e não corpos de textos.

      Excluir
  2. Francisco Márcio17/10/2013 11:37

    Deputado, Sucupira arde! As labaredas estão em proporções agigantadas, chamem o bombeiro!
    Nessa horas é bom ser plebeu, só assisto, enquanto decido: em quem votar?!?
    Estou ansioso é para ver a reconciliação...

    ResponderExcluir
  3. Jader Barbalho falou ontem da tribuna no Senado. Ora, ora na maior cara de pau Ele fala que encerrou seu jejum no Senado para participar ativamente dos trabalhos naquela casa. Isso que é uma super Brincadeira de mau gosto! O que ELE deveria honestamente fazer era devolver o alto salário que recebeu mensalmente pela sua ociosidade desde de dezembro de 2011. Têm uma singela explicação: “É a política, estúpido!”.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Favor estender seus comentários aos outros dois senadores. "Estúpido, é a política"

      Excluir
  4. Eu quero ver o Ministério Público do Pará, a OAB e a ALEPA deixarem o nome do Sérgio Leão ir a plenário para uma vaga de Conselheiro, ( cadê o requisito de reputaçao ilibada) o cara responde a processo no STJ por crime, e de muitos milhões, qualquer servidor público bereré é afastado por roubar galinha. Outra, falta investigar que o diploma de nível superior da Conselheira Rosa HAGE é falso. todos os processos julgados por ela serão anulados no TCM.

    ResponderExcluir
  5. Gostei da notícia. Este é o verdadeiro Senador em quem depositei o meu voto. Coitado dos dois (Flexa e Couto) vão sumir do mapa e o nosso governador vai levar mais chicotadas. Parabéns e muita garra Senador Jader. Estou nessa!

    ResponderExcluir
  6. Essa colonia que chamamos de Brasil, só teria uma politica limpa se acabasse com todos esses partidos. Pra que 32 partidos? Nenhum presta, todos são farinha do mesmo saco, nada muda, anos após anos e nada sério acontece. Como seria bom se tivéssemos um governo, uma constituição, um código penal e justiça igual a dos USA. Ah como seria bom, mas isso é uma utopia.... Brasil uma vergonha mundial.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor 'farinha não" pensa nua coisa boa.

      Excluir
  7. Só faltou o sumido senador Barbalhão dizer que queria ser canonizado, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não, mas talvez através das brilhantes ideias de vanguarda do novo Papa, ela possa acontecer em outubro de 2014.

      Excluir
  8. ESTADO EM GUERRA SEM DIREITO A RENDIÇÃO


    A primeira coisa que me veio em mente quando tomei conhecimento do senador “ablando” na tribuna foi que o pau agora vai cantar da casa de Noca a casa de Joca, ele uma única vez entrou de peito aberto em uma luta política usando a tribuna, luta essa contra um adversário de peso em conhecimento sobre a vida privada dos mais diversos políticos, conchavos com situação e oposição e votos do quarto colégio eleitoras conhecido como Toninho Malvadeza, mesmo com toda essa bagagem o resultado foi empate técnico.

    Suas batalhas sempre foram travadas em segredo de alcova maneira que sempre dificultou sabermos das suas vitorias ou derrotas, o único senador que tem seu gabinete com entrada e saída independente “Particular” do senado o que novamente gera dificuldade para sabermos se está ou não na casa de leis, o que então podemos esperar se não uma guerra sem trincheiras desse novo embate político?

    Acho que tal ato foi meticulosamente planejado desde o encontro casual acontecido tempos atrás no Hangar, o paiol do adversário não foi nem avaliado só houve preocupação em não faltar munição ao seu próprio arsenal, tanto munição de fogo (denuncias) como munição de boca (cobranças) como se a luta fosse da época do cangaço!

    A defesa será exercida pelo senador Mario Couto que hoje já não é tão apaixonado pelo governador, o Jatene não será defendido única e exclusivamente pelo Mario o Flexa deverá também defendê-lo só que em pontos localizados e de maneira tímida.

    Sem contar com uma tropa suficiente ou eficiente no congresso para fazer frente a voz do Jader , o governador deverá atacar os prefeitos da base do PMDB, usando o “eu lhe devo e quero lhe pagar em metal, se é com o chumbo do TCM ou com o ouro de minha caneta você decide” como fazia Lampião para cooptar coiteiros ou reconhecer inimigos.

    Cuidadoso o senador tratou de mexer pauzinhos em certas necessidades do estado como hidrovia, ferrovia, porto e Marajó antes de subir na tribuna supostamente cobrando ações para concretizá-las, na verdade isso deve acontecer, mas o intervalo comercial dessas verdadeiras novelas o patrocínio é indigesto ao que é saboreado no refeitório oficial do governo paraense!

    Tal luta deveria dar a cada um dos oponentes uma ou duas vitorias, uma vitoria com a destruição do mandato do inimigo e a outra com a conquista do governo estadual em 2014, só que o Jatene já começa em desvantagem não pode afetar o mandato do Jader com fatos requentados e o Jader pode atingi-lo com fatos novos.

    Parsifal eu ainda acho que o Helder será candidato ao senado (embora após essa nova mexida no tabuleiro tenha perdido a certeza plena que tinha anteriormente) seu pai só o deixará concorrer ao cargo de governador caso tenha 100% de certeza de sua vitoria, nunca com apenas 99,9%!

    Quem costuma acompanhar o que comento aqui no seu espaço deve lembrar-se do que eu falei sobre a Ana na inauguração da Santa Casa, bem como da sua candidatura pleiteando ser deputado federal muito antes de você “PENSAR” em divulgar!

    Governado bote na sua cabeça que essa luta está desigual e você não esta levando vantagem pela inércia de certos secretários, faça uma dança de cadeiras antes que seja tarde!

    No Marajó, um menino diz para professora:

    Sra. Professora, a minha coelha teve cinco coelhinhos e são todos PSDB!

    Muito bem! Olha, amanhã vem aqui o governador tu contas a ele essa história. Está bem?
    Está bem! Responde o menino.
    No dia seguinte, o governador vai visitar a escola e, como combinado, a professora chama o menino, dirigindo-se ao governador ele diz:

    Sr. governador, a minha coelha teve cinco coelhinhos e dois são do PSDB!

    Mas não eram os cinco? Diz intrigada a professora.

    Eram, respondeu o garoto, mas depois que o Jader subiu na tribuna três já abriram os olhos!

    ((((MCB))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MCB, procure o Cassio Miura do Boston Medical Group, ele vai dar um jeito no seu problema sexual.

      Excluir
    2. EXPERIÊNCIA DE QUE TENTA ACONSELHAR !

      Não posso agradecer seu conselho por motivos bem simples as 19 mulheres que já passaram de meses a anos tentando resolve-lo desistiram pelo cansaço ,o Miura a que você se refere deve ser um touro e eu AINDA não me preocupei com chifres e por ultimo não confio na sua segurança embora ache que para você tentar me aconselhar ele tenha resolvido o seu, em tempo vossa genitora por acaso é viuva ou separada,em caso de resposta afirmativa lhe faça lembrança que em breve haverá uma vaga e ela dependendo do estado de uso poderá ser aproveitada nesse sentido!

      Tenha juízo e poderás me pedir "papito" me abençoe!


      ((((MCB))))

      Excluir
    3. É o que digo sempre; quem diz o que quer está sujeito a ouvir o que não quer. Tem pessoas que são mais ilustradas caladas do que falando. Outros não falam apenas relincham. Parabéns Mestre Chico Barão, com certeza tem comentarista de orelha murcha e dando coices.

      Excluir
    4. Perfeitamente dispensável seu comentário jocoso, MCB !!! Vamos tentar manter o alto nível dos comentários e nos ater ao assunto em tela, se não for pedir muito.

      Excluir
    5. Literalmente o tucano amarelou. Provocou mas não gostou da resposta.Todo tucano tem pouca autonomia de voo.Enfiou o bico na viola.

      Excluir
    6. Anônimo do 7.d, adorei sua sugestão, mas cabra como eu neto de "Ciço Mago" se for ofendido e ficar calado com certeza é porque quem o fez já está sendo velado!

      Excluir
  9. Desculpe deputado. Mas o Hélder Barbalho não resiste à desconstrução política que estão montando a partir de Ananindeua. Os eleitores de lá, já não usam os celulares distribuídos aos montes. Eles já são obsoletos. Helder pode ter problemas por não fazer nada... nada... aos seus municípes, quando foi eleito 8 anos por Ananindeua. Que o diga os moradores que ficam ao relento da Br-316, esperando ônibus para outras cidades. Uma verdadeira vergonha, que continua com esse prefeito atual. Hélder foi um desprefeito, como o Duciomar em Belém. Pobre dos eleitores do Pará. Estão em um mato sem cachorro bom. Talvez surja uma terceira via, sem os vícios e os ranços da política paternalista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho uma péssima notícia para você, que reduz a pó a sua impressão : nas três recentes pesquisas de intenção de votos feitas em Ananindeua, eu vi as três, o Helder vence com folga. Depois dele vem o Jatene, 11 pontos abaixo.

      Excluir
    2. Tenha paciência Deputado, quem é que vai acreditar em um instituto de pesquisa que divulgou esse descalabro? Até as pedras sabem que a gestão (se é que houve alguma!) do Helder em Ananindeua foi uma calamidade pública. Acho que esta pesquisa deve ter sido encomendada pelo próprio interessado ou pelo seu ardiloso pai!!!

      Excluir
    3. Pesquisa feita na porta do baile das debutantes não vale deputado. Venha aqui no Curuçambá, que eu lhe mostro como o Helder barbalho é querido aqui em Ananindeua.

      Excluir
    4. Fique certo: não foi feita em porta de bailes. Tente apartar a ojeriza que você tem em relação ao Helder, o que é circunstância sua e de mais 32% dos ananins (rejeição dele), e trabalhe, se é seu caso, com mais efetividade para desconstrui-lo, pois a sua cantilena inútil de "baile de debutantes" não surte efeito algum. Oposição desinteligente é tudo que um político deseja na vida.

      Excluir
    5. 8.b,

      Eu sempre sou paciente: a prova disso é que eu sempre respondo os comentários aqui, até mesmo os mais banais.
      Outra péssima notícia para você, e um motivo para que você perca a paciência: duas das pesquisas foram feitas pelo governo do Estado e uma delas pelo prefeitura de Ananindeua. Os dois são os órgãos que mais fazem pesquisas no Estado, pois o dinheiro não sai dos respectivos bolsos dos gestores.

      Excluir
    6. Tem gente chorando a perda do DAS desde agora??? Calminha, pessoal, ainda tem 15 meses de mamata pra vocês! Helder fez E MUITO em Ananindeua! Nunca foi entregue tanto titulo de terra como no governo dele... isso é só um exemplo... enfim, ate 2015!!!

      Excluir
  10. Quem sabe, sabe, dizia um colunista social em Belém. Da insinuosa tentativa de formar desconstrução política de Helder, em Ananindeua vc mostrou o que está aos poucos sendo construido.

    ResponderExcluir

  11. Não precisa ninguém para desconstruir a imagem do filho do *****, pois ele mesmo consegue fazê-lo como uma competência incomparável!!!

    ResponderExcluir
  12. Ei das 17:39, depois desse petardo do MCB, deverias dar uma volta no areião do outeiro ou fazer umas compras na feira do barreiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkk. Meu órgão genital não foi achado na lata do lixo, mas se você frequenta esses lugares fique a vontade de usufruir das boas companhias do areiao do outeiro. Ainda estou convencido que o MCB tem sérios problemas.....pois se o sujeito partiu para o xingamento da genitora do outro é porque a carapuça serviu. Ou ele não dispensa o mesmo carinho pela sua. E não adianta colocar a culpa no pai pela tamanha imbecilidade.

      Excluir
    2. xingamento?? ele só estava jogando um galanteio... vai que ela gosta!!

      Excluir
  13. Tem senador que fala todos os dias da tribuna, e ninguém ouve, JADER em um pequeno discurso, foi notícia em todo BRASIL.
    E a galera da dor de cotovelo, não aguenta isso.
    Pode bater no Jader, mais não adianta, a liderança que ele possui e a repercussão de suas falas, em todo o BRASIL, ninguém pode negar

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.