24/09/2013

BlackBerry coloca placa de venda

A canadense BlackBerry, que fabrica o aparelho celular de mesmo nome, que já foi símbolo de status e segurança (não sei de onde tiraram essa afirmação de que os aparelhos da BlackBerry são seguros: isso não existe em aparelho algum), como a Nokia, não resistiu à invasão do iPhone e dos Androids e colocou placa de venda.

Shot006

Prem Watsa, presidente e CEO da também canadense Fairfax Financial, que já detém 10% das ações, ofereceu US$ 4,7 bilhões pela BB e pretende fechar o capital da empresa.

Shot003

O humilhante fracasso nas vendas do BB Z10 (abaixo), um ótimo aparelho, no qual a empresa apostou todas as cartas que lhe restavam, foi determinante para a o opção estratégica de vender enquanto as ações não derretem.

Shot007

Prem Watsa, um megainvestidor conhecido, pelo seu modo de agir, como o “Warren Buffett canadense”, declarou que, fechado o negócio, pretende focar a produção no mercado corporativo.

7 comentários:

  1. A ficção de segurança dizia até que o aparelho era proibido nos países do Oriente Médio, por ser impenetrável à bisbilhotice. Era tão hermético que o meu BB, uma vez aberto aqui na Sol, jamais voltou ao que era: autodestruiu-se e só tive aborrecimentos.

    ResponderExcluir
  2. O BB é sim mais seguro do que os outros, embora você aqui diga que não. É um celular cujo sistema é criptografado e tem uma rede própria. Estude mais, fale menos Parsifal. E, foi sim proibido na China, Israel, etc. É uma aparelho corporativo que tem como foco negócios e corporações. Não é esses brinquedinhos que todos querem ficar a brincar e enfeitar com capinhas, como seu iPhone.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mantenho o afirmado.
      A única vantagem que o BB tinha sobre os outros era que usava (e ainda usa) um sistema proprietário escrito em C++, C, HTML5 e Java.
      O fato de se corporativo não o torna seguro. Essa falácia espalhou-se por marketing pelo sistema proprietário, da mesma forma que tem gente que crê que os PCs da Apple não pegam vírus: sistema seguro é aquele que você protege e nada mais.
      Também contribuiu para a lenda o fato da preferência por ele do Departamento de defesa dos EUA, o que não tem nada a ver com segurança, mas com o lobby canadense para colocar seus produtos, alegando que o sistema proprietário.
      O marketing de segurança (que pelo visto deu certo com você também) só funcionou nos EUA com o Departamento de Estado, pois os demais órgãos demonstraram que tudo era lenda. O Departamento de Imigração, por exemplo, que trabalha diretamente com o FBI, contestou a segurança do BB e cancelou o contrato com então RIM, optando pela Apple sob a mesma alegação da Defesa: o iPhone também tem sistema proprietário.
      Quanto a ter uma rede própria, é outra bobagem no que tange à segurança. A “rede própria” da BB precisa passar pela rede mundial para opera com outras operadoras e nesse momento abre uma porta.
      Quanto à proibição do BB em alguns países, inclusive os citados por você, não ocorreu por conta de ele ser “seguro e não poder ser grampeado” o que é outra bobagem que se alastrou e a BB incentivou a divulgação, mas sim porque os protocolos de comunicação embarcados pela RIM para encriptação não obedeciam a lei, aprovada em 2007 nos EUA, e recepcionada por países signatários, que determinava regras de comunicações sobre Segurança, Emergência e Segurança Nacional: a chave de encriptação da BB não permitia que os aparelhos homologados para decriptar o tráfego os lessem, o que forçaria os países signatários do tratado tivessem que jogar os decriptores fora e fazer outros incluindo o protocolo usado pela BB.
      Em função das proibições a BB abandonou o protocolo e enquadrou-se à lei citada.
      Eu estudo muito, mas muito mais do que você imagina e falo o tanto que desejar: permita-se dar as suas opiniões, mesmo que elas não se baseiam em fatos e apenas no que você ouviu falar e acreditou, sem determinar comandos ao seu interlocutor.
      O BB é seguro tanto quando um celular feito na China, vendido a R$ 100,00. E pode ser, mesmo, seguro, se o seu proprietário o proteger com softwares desenvolvidos para isso, que podem ser embarcados nele, da mesma forma que podem ser em um iPhone ou em um Android, desde que cada um escrito na linguagem correspondente.

      Excluir
    2. Parabéns para sua assessoria que publica o blog, para dar-lhe elementos para argumentar. Mas, ledo engano. Os pontos que acredito serem pertinentes, e que, por conseguinte seriam o suficiente para afirmar que a RIM estará competitiva a partir de 2013:
      1) O sistema Blackberry OS é, e por muito tempo ainda será o mais seguro do mundo. Modelos top de linha da marca levam cerca de dois minutos para fazer a primeira inicialização, e isso é resultado de uma forte criptografia aplicada em todos os arquivos que são carregados quando você liga seu celular. Se você o perde, por qualquer razão, e o bloqueia remotamente pelo BlackBerry Protect, não há NENHUMA chance que a pessoa que o encontrar tenha acesso a seus arquivos. Caso o sortudo que encontre seu telefone conheça alguma empresa que saiba lidar com o aparelho a nível de hardware (coisa rara no mundo), possivelmente conseguirão reinstalar o sistema e a pessoa poderá usar o telefone, mas nunca ter acesso a seus dados mais importantes como senha de e-mails, agenda, senhas de bancos etc. Isso ocorre porque tudo que o celular armazena em suas unidades de memória interna são criptografados com um algoritmo extremamente complexo (baseado na numeração única do PIN).
      2) A Blackberry já resolveu, para o Blackberry 10, a solução do quesito aplicativos. Vale lembrar a RIM criou uma plataforma tão segura quanto seus sistemas anteriores, mas também capaz de rodar apps dos programadores Android. Estima-se que 80% dos aplicativos desenvolvidos para a plataforma da google poderão ser instalados no BB10 sem maiores complicações. Os outros 20% também poderão ser utilizados, desde que os programadores queiram fazer ajustes simples. Ou seja, qual programador não vai querer ter seu aplicativo na Blackberry World? Afinal, tudo que ele precisará fazer é o upload do que ele criou para o android na loja da Blackberry, simples e rápido, e assim ter uma segunda alternativa de tornar seu trabalho rentável. A partir dessa segunda observação, já cai por terra o argumento pífio dos blackberry haters de que não há aplicativos para Blackberry. Ainda que este problema não tivesse sido sanado pela RIM, eu defendo que a marca em pauta fabrica celulares para um publico específico. Usuários Blackberry não querem jogar Anrgy Birds ou jogar joguinhos ridículos que são feitos para iTrecos e afins. Entretanto, entendo o pensamento da empresa ao tentar abranger a maior fatia de mercado possível.
      3) O sistema de PUSH Mail da empresa canadense é, e assim como o OS, será por muito tempo o melhor do mercado. É simplesmente impressionante como o sistema de e-mails te notifica IMEDIATAMENTE sempre que algo novo em uma de suas caixas dá entrada. É simplesmente infalível, e se por um motivo muito raro seu dispositivo não conseguir enviar o e-mail, o próprio dispositivo te alerta do ocorrido. Aliás, com os rumores em meados 2012 de que a empresa estaria falindo, mesmo que com especulações infundadas, já apareceram empresas querendo comprar a patente dessa herança que a RIM deixou para o mercado de telefonia móvel: Seu sistema de PUSH e o Blackberry Messenger.

      continua... (permita-me)

      Excluir
    3. Continuação...
      4) O BlackBerry Messenger é o aplicativo de mensagens instantânea mais seguro e eficaz do mundo, assim como o sistema de e-mails. É absurdo a rapidez que uma pessoa do outro lado do mundo recebe suas mensagens, com pouquíssimo delay, sem haver mensagens perdidas. Cabe aqui uma comparação (meio que descabida) com o Whatsapp, que também é um aplicativo formidável. Entretanto, por mais eficiente que seja o Whatsapp, não dá para compará-lo com o BBM. Só para constar, eu uso muito ambos e não estou tirando mérito do Whats, apenas saliento que o BBM ainda consegue ser melhor, por melhor que seu concorrente seja.
      5) Você já viu o que promete a câmera e o qwerty virtual do BB OS 10? Não há NADA igual no mercado. Acabei de assistir uma propaganda ridícula da Apple nos EUA, onde colocam as irmãs Williams jogando tênis de mesa para demonstar um recurso novo do iPhone: o “Não perturbe”. Que tem simplesmente A MESMA FUNÇÃO DO PERFIL SILENCIOSO EM TODOS OS CELULARES. E a câmera do Blackberry 10 que literalmente consegue voltar a imagem (depois de tirada a foto) no tempo, o que você fala? E as lentes Carl Zeis do Lumia 920, melhor que boa parte das câmeras digitais de passeio disponíveis no mercado, o que dizer?
      Por fim, cabe aqui um clamor pela grande necessidade que temos de concorrência. O mercado mobile está estagnado. Novas versões do iOS aparecem sem mudanças consideráveis. Iphones e Android Phones são lançados a cada 6 meses. Mal saiu o Galaxy S3 e já especulam o S4 em um quase presente. O Android 3.algumacoisa não mostra diferenças substanciais em relação à versão 4.1. As mudanças são meramente estéticas, nada novo é criado. Precisamos muito do Blackberry OS e do Windows Phone em fomento para que a concorrência de mercado possa trazer ao público final grandes benefícios.
      Já usei Android, Windows Phone, e hoje uso um BlackBerry. Me atenho à marca Blackberry pelo sistema de e-mails, Windows Messenger (também um dos menos falíveis do mundo mobile) e segurança das minhas informações. Confesso que nem tudo são flores no celular, mas sopesando os prós e contras, eu estou com o hand-gadget que melhor atende os meus anseios na atualidade. Usei um Galaxy SII e um Lumia 800 junto com o Blackberry por um tempo, eis que tinha 2 linhas de telefone. Não deu certo, tive que me desfazer de uma delas. O Blackberry se mostrou ainda superior, muito embora o Windows Phone tenha potencial (ainda não explorado). Mas claro, eu não fico enchendo o celular de apps dos mais diversos. Tirando o dos bancos (BB, Itau, Bradesco) que sempre uso, previsão do tempo e alguns outros, meu celular é um centro de informações e contato, e não de entretenimento. Este propósito tem os tablets e vídeo-games. Mas claro, existe o público que não faz uma chamada do celular ou sequer recebe um e-mail com urgência de resposta. Tem que haver produto para estes também. E foi aí que apareceu o iPhone e os Androids, suprindo o querer de uma parcela jovem da população que nada mais pensa senão em se entreter.
      Em tempo: quem muito fala e muda de opinião como o vento, acaba por ser derrubado pelo furacão

      Excluir
    4. Não tenho assessoria. O layout e todo o conteúdo publicado aqui, inclusive as réplicas aos comentários, é feito por mim exclusivamente,, portanto, os parabéns que você dá é para mim mesmo. Obrigado.
      Quanto ao ledo engando, continuo divergindo, embora, ao cabo, as divergências não tirem o mérito do BB.
      Não está afirmado na postagem que o BB não é um bom aparelho: ele é ótimo.
      Não está afirmado que a BB não mais é competitiva: ela é, e se não fosse, a Fairfax Financial não assinaria um cheque de US$ 4,7 bilhões por ela.
      O BB não é mais seguro que os outros: ele é o “menos inseguro de todos”, pois a sua plataforma coorporativa foi erigida com o quesito em foco.
      Dizer que não há NENHUMA chance de quebrar-lhe a criptografia é exagero: não há criptografia comercial que não possa ser quebrada e a do BB, por não lhe ser permitido usar chaves acima do nível comercial (legislação internacional recepcionada pelos países signatários em 2007) de segurança, pode ser.
      Claro que isso não é feito nas esquinas, mas todos os aparelhos de decriptografia homologados pelas agências de segurança (no caso do Brasil a PF) fazem a decodificação dos BB, inclusive para escutas autorizadas judicialmente (achar que porque tem um BB não está sujeito a escutas é uma ilusão).
      O quesito não é mais exclusividade da BB: o S4, da Samsung foca em uma camada de criptografia (Knox) a sua segurança, tornando-o tão seguro quanto o BB, o que fez a BB construir o Z10 com duas camadas separadas (balance). A resposta da Samsung foi atualizar a Knox para, idem, duas camadas. Mas a BB é melhor que qualquer outra no marketing de que seus aparelhos são “seguros”.
      A questão é: você quer um aparelho e as suas informações em segurança? Aprenda a usá-los com segurança. Neste quesito a BB oferece, apenas aos clientes coorporativos, uma rede exclusiva (essa é vantagem singular), acionada através do Enterprise Service 10 no servidor da corporação, que tem, idem, um firewall de hardware. 100% dos usuários não coorporativos da BB compram um BB achando que estão comprando toda essa segurança, o que não é verdade: ela só é embarcada para clientes coorporativos.
      Se a Samsung, por exemplo, aproveitando a Knox do S4, construísse uma rede exclusiva, como faz a BB, para clientes coorporativos, BB e S4s estariam em mesmo patamar. Como o S4 não possui esse plus, o BB o vence nesse quesito.
      Em matéria de segurança não há como comparar o BB Messenger com o WhatsApp, pois esse usa a plataforma aberta da rede e não tem foco algum em segurança, apenas em velocidade de comunicação.
      Em tempo: a sua assertiva desregra qualquer singularidade lógica, pois o furacão não derruba apenas quem muita fala e muda de opinião como o vento, e sim tudo que encontra pela frente com menor capacidade de estabilidade que a capacidade dele de arrancar do chão.
      Ainda, mudar de opinião nada mais é que capacidade cognitiva típica do ser humano inteligente, diante da mudança de perspectivas, de cenário ou de necessidade eventual.
      Mas, cuidado, se por um mero acaso a sua asserção for correta, há grandes possibilidades do primeiro furacão que aparecer lhe levar: você falou muito. Mas fique tranquilo, a sua asserção é falsa.

      Excluir
  3. I ԁo not droρ a leave a rеsponse, but after
    reading a few of the сοmments hеre "BlackBerry coloca placa de venda".

    I actually ԁο have 2 questіons fοr yοu if you do nоt
    mind. Could itt bе ϳust me оr dо sοme of thee remarkѕ
    come аcross like tuey are wгitten bу brain dead folks?

    :-Ρ And, if you аrе pοsting on other soсіal sites,
    I'd lіκe to κеep up wіth anything frеsh уou have to post.
    Cοuld уοu list of thе complete urls of all your social networkіng pages like yοur Faceboοk page,
    twitter feеd, oг linkedin pгofile?

    Feеl free tо visit my weblog ... international shipping laws alcohol

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.