03/08/2013

Propinoduto tucano: recado à Roriz e empresas offshore que receberam depósitos

Shot009

Constatando a impossibilidade de não reportar o “Propinoduto tucano”, o “Estadão” e a “Folha” começam a cobrir o episódio. A Globo continua silente.

> Mensagem a Roriz

O “Estadão” aproveita a deixa para enviar uma mensagem com destinatário certo: “os governos de São Paulo e do Distrito Federal podem ter gastado até 30% a mais, ou R$ 577,5 milhões, em cinco contratos suspeitos de serem alvo de cartel entre empresas nacionais e estrangeiras do setor metroferroviário.”.

O recado é para o ex-governador do DF Joaquim Roriz (PMDB) em cujos governos foi construída 90% da malha metroviária da capital federal.

> Alckmin se defende atacando o CADE

Shot005

O governo de S. Paulo rompeu o silêncio ontem (2): acusou o CADE de não fornecer a documentação entregue pela Siemens e de vazar informações à imprensa.

O CADE retrucou que a documentação só pode ser entregue com autorização judicial e que os vazamentos à imprensa não saíram de dentro do órgão.

O governo de S. Paulo protocolou, no final da tarde de ontem (02), uma ação cautelar que pede, liminarmente, que o Tribunal Regional Federal da 1ª Região determine a entrega da documentação.

> 44 executivos na mira do MP

A “Folha” reporta que “44 executivos - de presidentes a gerentes - de empresas de 11 países” são acusados de fraudes às licitações no suposto “propinoduto tucano”, que teria tido início durante os governos do tucano Mário Covas (1995-2001) e continuado com Geraldo Alckmin (2001-2006) e José Serra (2007-2010).

> Pagamento era feito a empresas offshore

Aponta o “Estadão” que a Siemens entregou ao Ministério Público de São Paulo provas de que diretores do Metrô e da CPTM teriam recebido propinas por três empresas offshore no Uruguai (Leraway, Gantown e MCA). Os depósitos teriam sido feitos pela própria Siemens e pela Alstom.

12 comentários:

  1. O Jornal Hoje deste sábado reportou a notícia, mas no sábado? Quando a audiência é baixa. Mas não conseguirão abafar por muito tempo.

    ResponderExcluir
  2. A proposito sobre moralidade.
    A meses atrás li edital no diário oficial do estado, que tratava da compra de 300 canecas ao preço de R$ 14,00, à época fiquei curioso qual a necessidade dessa aquisição. (pensei que seria para algum festival da cerveja) pois a fara com dinheiro publico acontece todo dia, talvez, tivesse faltando a cerveja.

    O MP fez concurso para diversos cargos de nível médio e superior, e para meu espanto os novos aprovados e convocados receberam uma caneca dessa. Da para acreditar.

    Outro dia li uma reportagem da folha de São Paulo, que falava sobre a transparência nos ministérios públicos pelo brasil, e o do Pará aparecia entre aqueles que não adotou a transparência na folha salarial de membros e servidores, e nem se dignou a responder ao jornal.

    Outro dia ajuizaram (MP) uma ação contra a prefeitura de Marabá, que não atualizava ou publicava essas informações que o próprio autor MP não cumpre.

    Acho que diversos princípios constitucionais e administrativos não são respeitados pelos membros do Ministério Público Estadual, é que por muito menos esses membros já estariam processando outros gestores.

    Não tá na hora da Assembleia começar a cobrar do Ministério Público o respeito pelo mesmo ao princípio da eficiência, publicidade.

    obs 1. A assembleia também não publica a listagem de quanto ganham seus pares e servidores.
    obs 2. O seu subsidio eu lembro que em 2011, você tornou publico.
    obs 3. assim que tiver uma oportunidade vou fotografar uma caneca de R$ 14,00 e mandar para o blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já por duas vezes eu estive na Tribuna da Alepa, cobrando, da Mesa Diretora, o atendimento da Lei da Transparência. Na oportunidade, cobrei que o MP e o TJE também obedecessem a citada lei, mas infelizmente isso ainda é letra morta nos três poderes do Estado. O TJE começou a publicar, mas os dados não são suficientes para averiguar.
      Por favor, se conseguir fotografar a caneca envie-me a foto.

      Excluir
  3. Parsifal, poderia nos dizer como andam as investigações do propinoduto tucanato paraense,conhecido do distinto publico como o caso CERPASA?




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As investigações terminaram e suas excelências estão devidamente processados, mas os processos estão devidamente engavetados no Superior Tribunal de Justiça aguardando prescrição.

      Excluir
    2. Que pena para nós...

      Excluir
  4. Ricardo, o algoz.04/08/2013 22:29

    Preclaro senhor Parsifal, gostaria que vc, como deputado, apurasse o que eu escutei de gente graúda da autarquia IASEP, este órgão está com um déficit de 37 milhões, o seu Presidente está afastado estrategicamente(licença) por não poder assumir nenhum cargo público, condenado que foi pelo STF, quem está em seu lugar interinamente é uma auxiliar de enfermagem, pode isto?
    O dono do Instituto Saúde da Mulher, repassa a título de fundo de campanha para o irmão deste presidente do IASEP, o Dep. e Presidente da ALEPA a quantia de um milhão e meio de reais/mês, se isto for verdade, é o fim da picada, para que serve esta ALEPA?
    O que quero que vc constate é este rombo de 37 milhões. Isto eu sei que é verdade.

    ResponderExcluir
  5. João Farias05/08/2013 11:12

    Parsifal, acho você deveria ter cuidado, ao noticiar qualquer denúncia de corrupção, feita pelo PT,à seus adversários sem antes apurar a veracidade dos fatos. Pois, como o PT está atolado em um lamaçal de corrupção, vai usar de todo jeito seu modus operandi para mudar o foco da sua direção.Com relação ao propinoduto de São Paulo,tenho lido alguns artigos, de fontes fidedignas, que as coisas não são como estão noticiando. Não estou aqui a defender ninguém, mais quando se trata, de o PT, fazer denúncia a seus adversários, temos que ficar com a pulga atrás da orelha.
    Obs. Sou partdário de que, errou tem que pagar. Seja lá quem for, de que partido for etc etc etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro João,
      As denúncias do "propinoduto tucano" não são do PT, mas da multinacional Siemens e mais 6 multinacionais que fizeram acordo de leniêcia com o Ministério Público. O que eu posto aqui são matérias já devidamente verificadas, primeiro pela imprensa alemã e, a partir desse final de semana, da Folha e Estadão que, a propósito, sempre foram declaradamente partidários do PSDB.
      Mas seja bem-vindo ao blog. Deve ser a primeira vez que você o acessa, pois eu sempre repercuto aqui denúncias contra o PT e até do PMDB e nunca vi observação para tomar cuidado, ou sugestão de que o mensalão, por exemplo, tenha sido denúncias tucanas.

      Excluir
  6. João Farias05/08/2013 16:37

    Parsifal, não estou defendendo quem quer que seja, mais você há de convir, que o simples fato de o CAD não dar acesso ao governo de São paulo às denúncias, é no mínimo estranho. Nesse caso, você não acha que tem o dedo do PT nisso.Quer dizer , que a imprensa tem acesso ao conteúdo da denuncia, e o verdadeiro interessado não tem.
    Quantro a Folha,eu só a vejo falar bem do PT.
    Obs. Não é a primeira vez que acesso seu blog, aliás, acesso todos os dias, inclusive já divergí de você alguma vez. Na maioria, concordo.
    Não sou partidário de nenhum partido político, sou apenas um BRASILEIRO que luta por decência, transparencia e por um País sem roubalheira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não afirmei que você está defendendo: quis apenas lembrar que quando o chicote estala aqui, e alhures, nos costados do PT, ou do PMDB, as feridas são aceitas sem nenhuma contestação ou preocupação, ao contrário, aparecem mais chicotes de todos os lados e se você frequenta o blog, já viu isso aqui.
      Tanto a "Folha" quanto o "Estadão" são tucanos de carteirinha, e isso não é problema algum, pois à imprensa não é proibido tomar partido, desde que o faça de forma clara. Os dois jornais citados só começaram a noticiar o fato depois que não mais era possível segurar e a primeira notícia que deram cifraram recado ao Roriz, a mandado de Alckmin, o que, também, faz parte do jogo político, pois cada um se vira como pode.
      A pauta da "Folha" e do "Estadão" de tungar o CADE porque não entrega a documentação foi apenas a maneira que ambos encontraram para entrar no assunto, colocando o Alckmin no ataque e não na defensiva pois ele sabe que para ter acesso à documentação do CADE, entregue em um acordo de leniência da Siemens com o MP, não pode ser repassado sem autorização judicial que, inclusive, o governo de S. Paulo já requereu e deverá ser despachado pelo TRF-1 essa semana.
      Não existe esta "teoria da conspiração" de o PT "plantar maconha" no carro do pessoal do PSDB e vice-versa para processa-los por crime de tráfico. As notícias vazam e quando elas têm fundamento são publicadas.
      O Brasil precisa de brasileiros como você, por isso, creia: a malversação do erário não é uma característica do PT, do PSDB, do PMDB e etc...e sim um desvio de carácter do ser humano que ele leva consigo quando ele se elege. Não é a política que faz o homem corrupto e sim o eleitor que elege um corrupto.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.