29/08/2013

Efemérides judicantes

Shot015

Shot016

13 comentários:

  1. Fico muito indignado com esses ministros advogados... Ditadura? Quando tivemos uma ditadura no Brasil? Ditadura tem em Cuba, no Irã... Nunca vi ditadura sem ditador! Nem vi ditadura acabando sem sangue! Se você já viu, me diga uma, amigo Parsi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro, se você não estava aqui no Brasil quando havia uma ditadura, sorte a sua. Eu estava.
      Fui preso, levei tapas e bordoadas, fui amarrado e jogado em um caminhão e tive sorte por não ter acidificado (dissolvido em ácido para não encontrar o corpo, tática usada pela repressão).
      Não, não há ditadura sem ditador. No Brasil, de Castelo Branco a Figueredo, tivemos seis generais ditadores, pois o regime, à exemplo da ditadura argentina, e diferente da chilena, era uma ditadura militar com mandatos ditatoriais alternados.
      Em Cuba a ditadura é similar à chilena: apenas um ditador, sem alternância. No Irã a ditadura é nos moldes do que foi a brasileira: um regime ditatorial religioso (aiatolás)com alternância de governos civis, que devem obediência cega aos aiatolás.
      Sim, ditaduras só começam, só se mantêm, e só terminam, com sangue. Muito sangue. Mas, ao que parece, esse sangue nunca foi o seu e nem de quem você ama. Mais uma vez, repito-lhe, sorte a sua. Mas, até por curiosidade expropriativa, aproprie-se mais da história do Brasil.

      Excluir
    2. Por favor né amigo... esse papo de acidificado nunca existiu!!! Não concordo com toda repressão do REGIME contra determinados setores como a imprensa! Nunca fui e nem serei a favor do cerceamento da liberdade de expressão (que ocorre MUITO hoje), mas repressão contra grupos terroristas como a VAR-Palmares, guerrilha do Araguaia... tinha que ser do jeito que foi mesmo! Esses TERRORISTAS queriam implantar a ditadura do proletariado aqui e GRAÇAS A DEUS os nossos militares impediram isso! O dia 31 de março deveria ser feriado nacional!

      Excluir
    3. Eu tenho uma certeza absoluta: nem eu e nem você fomos acidificados (a não ser que estejamos falando com o fantasma de um e outro). Portanto, a acidificação nunca existiu para ambos.
      Eu passei mais de 20 anos ouvindo que a guerrilha do Araguaia era uma romântica história de resistência e que o Exército nunca tinha matado ninguém por lá, mas ninguém me contou: eu vi o que ocorreu ali, e há três anos, assisti a exumação de mais de 8 ossadas, localizados a partir dei informações de militares que participaram das operações e, sob sigilo, informaram que o general Hugo de Abreu, que recebeu o comando para não deixar pedra sob pedra no Araguaia, determinou a acidificação de mais de 100 cadáveres. Mas, até hoje, como não ocorreu a aceitação pelo Exército, dos fatos, isso é conversa de ex-guerrilheiro.
      Para mim ditadura é ditadura, seja ela de esquerda, de direita, de centro, de Norte ou de Sul. O que eu queria, e continuo querendo, é exterminar ditaduras da face da Terra, por um simples motivo: para que eu continue exercendo o meu direito de dizer o que eu quiser contra, ou a favor de governos, sem ser preso e torturado por isso, e que você possa responder para mim o que quiser, sem ser preso e torturado por isso. As ditaduras só subsistem quando o aparelhamento repressivo corta a língua das pessoas.
      A turma do Var-Palmares, e todos as demais denominações, que queriam mudar da direita para esquerda, prestou serviços à democracia porque lutou contra o regime e o enfraqueceu. Graças a isso você pode até propor que o dia do golpe militar seja feriado nacional, sem problema algum. Na época da ditadura se voce, ou qualquer outro, propusesse ser feriado nacional o dia da revolução cubana, talvez você não conseguisse chegar em casa antes de passar pelo Doi-Codi.
      Jamais concordei com esse negócio de comissão de verdade ou elidir a anistia votada. O que passou, passou e, de fato, vivíamos uma guerrilha urbana e rural entre forças antagônicas e não se faz guerra com flores: os militares mandavam bala e os seus opositores, quando conseguiam balas, também.
      Estamos quites e até vencemos. Quem venceu foram, os que você chama de terroristas. Por incrível que possa parecer, e sem termos pejorativos nisso, se você defende a ditadura militar e minimiza a importância da resistência, o derrotado foi você. Os “terroristas” foram os vencedores. Tem até uma na presidência da República.

      Excluir
  2. Pôncio Pilatos fez o mesmo discurso. Mas Barroso, um dia você será presidente do STF e coloque na pauta dos julgamentos o mensalinho Tucano.Talvez isso alivie a sua consciência.

    ResponderExcluir
  3. parsifal nos tire uma duvida que sempre nos leva a uma discussao acalorada aqui no bar do alencar em tucurui,sei q o assunto e difuso,ja se fazem tanto tempo ne?mais parsi pq vc nunca passou a faixa ao furmam,vc nao passou em 97 e tb nao passou em 2004,ele o furmam sabemos q nao passou a vc pq ele sempre abandonava a cidade antes do termino,queria muito se possivel e se vc pudesse explicar pra esclarecermos esta duvida que sempre rola na mesa do alencar.obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há equívoco na sua afirmação de que eu nunca passei a faixa ao Furman.
      Ao final do meu primeiro governo, quando o Furman ganhou a eleição do Navegantes, eu passei a faixa à ele, publicamente, na escadaria da Santo Antônio, em um palanque montada paralelo à escadaria.
      No final do meu segundo mandato, quando o Furman ganhou a eleição de mim, não fui à escadaria passar à faixa, porque o Furman não concordou em fazer a passagem à noite do dia 31 de dezembro, e sim pela manhã do dia 1o de janeiro, quando eu já estava com passagem marcada para os EUA.
      Fui, eu o Pompeu e a Socorro Macêdo, à casa do Furman no dia 28 de dezembro, acertar os detalhes da passagem da faixa, mas chegamos a um acordo sobre o último dia do ano.
      Despedi-me dele, desejei boa sorte no mandato, coloquei-me à disposição para esclarecimentos que ele desejasse e disse à ele que, como o povo o havia escolhido, não iria ficar em Tucuruí para atrapalha-lo.

      Excluir
  4. Parsifal, me permita esse comentário, pois pra mim, um simples professor, chega a ser chocante observar que um juiz, apesar do voto, escancare tão abertamente o seu constrangimento em julgar alguém que prejudicou a nação brasileira. Ele, o Genuino, é tão crápula quanto qualquer um outro bandido desse país, e quando a nossa Corte Suprema começa a se constranger dessa forma, nós temos que nos perguntar: quais são as ligações entre os réus e alguns dos seus julgadores, nesse caso do mensalão?

    ResponderExcluir
  5. o barrosão ai ta doido! o zé dirceu tem uma vida modesta??? kkkkkkkkk! em outrora, ministro, outrora!

    ResponderExcluir
  6. guilherme de MARABÁ01/09/2013 19:12

    Realmente o guerrilheiros ganharam e conseguiram impor um novo modo de governar o CLEPTOSOCIALISMO ah faça-me o favor esse teu papo de perseguido tá querendo convencer quem esse tal de genoino tava roubando em xambioá e o brioso MAJOR CURIÓ deu uma taca nele, que parece q não surtiu efeito pois continua ladrão,esses da "guerrilha" mataram camponeses q não queriam ajuda-los eram na grande maioria geologos que sabiam do potencial mineral da região principalmente ouro pra sustentar a loucura q não permitiria a paz q temos na região

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outro derrotado cheio de recalques, com saudades do Curió, o brioso. Você está brincando ou é esquizofrênico mesmo?

      Excluir
    2. guilherme de MARABÁ02/09/2013 21:36

      brincando tõ falando muito sério ,por causa da revolução estamos livres dessa praga do comunismo ,derrotados pq,a democracia não foi conseguida pela esquerda e sim mantida pela revolução em 64.revolução q o sr deveria ser grato pois permite q hj o sr possa escrever com total liberdade e tirou do ostracismo eterno tucurui com a construção hidrelétrica.

      Excluir
    3. "A democracia foi mantida pela revolução em 64". "Eu posso escrever com liberdade por causa da ditadura militar".
      De fato, meu caro, não é possível acreditar que você esteja falando sério.
      Ou é o fantasma do Médici que está comentando?

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.