11/07/2013

Túmulo caiado

Shot011

A fala, proferida ontem (10), ao desvelar que a fotografia que ilustrou uma matéria sobre a Santa Casa, veiculada no “Diário do Pará”, não corresponde ao hospital, é absolutamente verdadeira.

Mas para que não seja uma carapuça na cabeça de quem a pronunciou, o governador precisa estancar as milionárias despesas com propaganda institucional, que manejam informações para “impor à sociedade uma realidade que não existe.”.

Se o governo do Estado tivesse dotado à Santa Casa, além daquilo que já despendeu, tudo o que já deitou fora em propaganda, para “impor à sociedade uma realidade que não existe”, o “Diário do Pará” estaria lambando o governo com coisa diversa, pois o hospital já estaria pronto.

A massiva propaganda institucional no Brasil, similar às lavagens cerebrais das mais horrendas ditaduras, é um dos maiores sorvedouros do erário e um dos principais dutos de corrupção na República. Tudo em nome de “impor à sociedade uma realidade que não existe.”.

Shot013

A propaganda institucional virou um flagelo tão insidioso no Brasil, que nas labaredas do “Levante de Junho”, a primeira reunião que a presidente Dilma Rousseff fez foi com o seu marqueteiro João Santana, o ex-presidente Lula e o prefeito Fernando Haddad, exatamente nessa ordem.

No Pará, o marqueteiro do tucanato, o competente Orly Bezerra, é uma das pardas eminências do Palácio dos Despachos.

44 comentários:

  1. Ah Deputado, o que o Diário do Pará fez foi um absurdo! Só em terras parauaras mesmo. Gasto com publicidade todos os partidos fazem quando estão no governo. Querer atacar o Governador para se defender da barberagem que fez é pura inocência. Volto a dizer, a partir de ontem, Jatene fará companhia a Rominho nas capas de praticamente todas as edições do DP. Vai ser um duelo de Titãs: Jatene x Jáder. Que vença o menos pior. Rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que foi uma imperdoável falta de atenção, e eu escrevi isso ontem, um jornal de grande circulação cair em um hoax, que não é restrito a terras parauaras: todos os jornais do mundo, vez em quando, dão "barrigadas".
      A postagem não ataca o Jatene para defender o Diário, apenas mostra a hipocrisia do governador quando afirma que "um grupo político quer impor uma realidade que não existe". A qual grupo político ele se refere? Como você mesmo afirma todos os que chegam ao governo rezam no mesmo terço, portanto, o governador é tão sujo quando o mal lavado que ele acusa.
      Há mais de um ano que o governo está no colo de O Liberal. Comprou até um jato novinho para a ORM Air.

      Excluir
    2. O que me causa espécie, é o fato de que se há mais de um ano ocorre o problema do jatinho da ORM, e isso foi noticiado...por que somente agora isso vem a tona como sendo "obra" do governo?
      Fico cá pensando com "meus botões de madrepérola" a coincidência da retirada da "poeira debaixo do tapete" somente no momento em que há oficialmente a quebra da coligação PSDB/PMDB.
      Deputado, desculpe a sinceridade, mas me parece que todos ficam guardando as "sujeiras" como trunfo para serem usadas em um espetáculo de pirotecnia quando melhor lhes convierem...
      E a população que se dane, pois os interesses pontuais ou partidários são mais importantes do que realmente vigiar o que se está fazendo com o dinheiro público.

      Excluir
    3. Não há o que desculpar. Você tem razão. Infelizmente a política ocorre dessa forma: "todos ficam guardando as sujeiras como trunfo para serem usadas em um espetáculo de pirotecnia quando melhor lhes convierem".
      Todavia, permita-me observar que no caso ORM Air, isso não ocorreu: o "Diário do Pará", desde a ocorrência do contrato com o governo e a entrada do jato de forma irregular, deu destaque ao fato e disse, em manchetes, que o jato era da ORM Air e pago com um contrato do governo do Estado.
      Esta sujeira nunca esteve embaixo do tapete do Diário do Pará.

      Excluir
    4. Em parte, Deputado...acompanhei todo o processo através dos jornais. Mas em momento algum foi dito o que o senhor postou que o governo tinha comprado o jatinho para o grupo ORM.
      Entendi o que o senhor quis dizer, que se o governo freta o "bendito" jatinho está ajudando na compra do mesmo. Mas venhamos e convenhamos a Frase foi gratuitamente agressiva, bem de acordo com o momento. Quem não tem conhecimento da historia. vai concluir que o governo pegou seu "talão de cheques", preencheu o valor e entregou à vendedora do "brinquedinho".
      Mais um espetáculo pirotécnico, ao qual não estou acostumado de ver de V. Excia.

      Excluir
    5. Por favor, não depaupere assim os leitores desse blog, inclusive você, que me honra com a leitura. Se você acha, mesmo, que os leitores desse blog, vão concluir que "o governo pegou seu 'talão de cheques', preencheu o valor e entregou à vendedora do 'brinquedinho', o seu juízo sobre os mais abalizados formadores de opinião do Pará, que me dão a honra da leitura, não passam de uns néscios incapazes de diferenciar um ultraleve de um jatinho.
      Para eu não morrer de desgosto, e continuar achando que o Pará tem jeito (eu inclusive trabalhei e votei no Jatene por achar que ele poderia encaminhar esse jeito)eu prefiro acreditar que todos entenderam da mesma forma que você entendeu: que foi usada uma figura de linguagem chamada metonímia para tomar o continente pelo conteúdo, mas que você prefere chamar de pirotecnia, por, quem sabe, portar agora lentes de aumento quando me lê.

      Excluir
    6. kkk, nem pensar em desqualificar seus leitores...porém,o jogo com palavras e pontuações pode levar a interpretações diametralmente opostas.
      Já vi a mídia "pinçar" uma expressão de um texto (geralmente uma entrevista) e criar uma "estorinha" que nada tem com o contexto real onde estava a expressão.

      Excluir
    7. Dizem que aos anjos é permitido visitar os infernos, para resgatar alguma alma sinceramente arrependida, e que aos demônios é dada entrada no paraíso, para arrebatar ao fogo quem lá entrou com dissimulações. Daí surgiu aquela deixa de que o diabo pode citar as escrituras sagradas quando isso lhe for conveniente.
      Jornalistas e políticos não são parecidíssimos?

      Excluir
  2. Como acreditar num jornal que a partir do fato em questão utiliza em torno de 50% de seu espaço para noticiar "irregularidades" no governo que até semana passada fazia parte? Quer dizer que o jornal escondia tais "irregularidades" da população? Ou vão querer dizer que agora que descobriram esses fatos? Não adianta espernear, o jornal perde credibilidade pela lambança feita sabe lá por quem. E pra uma matéria de capa, não vai adiantar colocar a culpa num simples funcionário. Os chefes e donos do jornal tem de ser responsabilizados por tamanha lambança. Depois dos aloprados do PT, agora é a vez dos aloprados do PMDB. Rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... Para o PSDB, desde a campanha que elegeu Jatene, até ontem, o senador Jader e o Grupo RBA eram uma maravilha. Conclui-se, então, que ambos, RBA e Jatene, além de aliados, eram cúmplices.
      Mas essas desinteligências são ótimas para a população, pois é nessas horas que todos sabem o que era suprimido na cumplicidade.

      Excluir
    2. Acho que parte da "verba publicitária superdimensionada" de que fala a postagem, que era destinada aos cofres do Grupo RBA, deve ter sido cortada diante dos "projetos de poder", antes em consonância, agora em dissonância...
      Na esteira do sugerido, pode seguir direto para a Santa Casa.

      Excluir
    3. O seu "achômetro" está totalmente descalibrado. Já requeri ao Governo do Estado, há dois meses, a planinha detalhada de quanto o governo já pagou em propaganda e para quem, exatamente nós colocarmos os pingos no is. Mas o governo, até hoje, nunca respondeu. Vou insistir quando voltarem as sessões da Alepa. Se não mandarem, entro na Justiça pedindo a informação, que é guardada a 17 chaves. Já que você gosta de achar, por que você acha que o governo não abre as planilhas?
      Ao fim, a sua sugestão não é bem-vinda. No necrotério que é a Santa Casa,a distância é o melhor curativo.

      Excluir
    4. "Caixas-pretas", Deputado, deveriam ser todas abertas...desde os gabinetes de vereadores dos municípios mais longínquos, passando pelos dos partidos, dos prefeitos...incluindo até o gabinete da presidência da república.
      O perigo seria as "cobras e lagartos" que sairiam das mesmas provocarem uma convulsão nacional e a população acampar definitivamente nas ruas exigindo o que lhe é devido

      Excluir
  3. Deputado, responda-me, o senhor faz parte desse grupo político que quer impor uma realidade que nao existe? Ora, nobre deputado, o senhor, um homem sábio e viajado sabe bem que o Pará é uma Noruega e quer taxar o estado de Honduras.

    ResponderExcluir
  4. Esse preguiçoso é um hipócrita. Quando eu vejo a propaganda dele na televisão me belisco para ver se não estou sonhando.

    ResponderExcluir
  5. Comendo o filé do filhote e jogando a espinha para os gatos pidões que abicoram o jirau!

    ResponderExcluir
  6. Concordo cara Parsifal. Gostaria muito de ver nosso Governador e Prefeito da região metropolitana de Belém mostrar na televisão as péssimas condições das nossas estradas, aqui pelo sulzão do Pará. Nesses 30 anos que moro em Goianésia, não me lembro de nenhuma, nenhuma época, em que a estrada para Belém, e para o sul do país, naquela época a PA 150, fosse apenas boa para transitar. Ótima, nunca.
    Todos nosso dinheiro vai sustentar Belém e região, afinal, lá é que estão os votos. Para o sul do Pará, só migalhas, mesmo assim, depois de muita pressão.

    ResponderExcluir
  7. Ontem foi o ultimo dia que li o Diário do Pará coisa que fazia desde o primeiro exemplar oferecido gratuitamente por seu fundador o Senhor Laércio Barbalho ainda na Mundurucus. Esta é a minha revolta por estampar e veicular notas e fotos inveridicas sobre o atual Governo. Ontem tambem tomei outra decisão, não voto mas em Jader e ninguem de sua familia, votava no Jader desde o tempo de colégio pois votei nele para Presidente da UESP e em tudo em que ele se lançou em sua vida de politico apesar dos comentários nada desairosos que é voz corrente sobre a sua pessoa. Mas ontem ao tentar esculhambar com este Governo, que diga-se de passagem o PMDB
    participava até o dia 10.07 o Diário do PMDB errou em colocar na midia coisas verdadeiras somente para quem faz este jornal. Uma vergonha! Como pode um aliado torpedear a todo o custo com quem se esta comprometido. Parsifal o Diário não vai morrer por eu deixar de comprar este matutino e nem o Jader e sua familia não deixarão de se elegerem por esta minha decisão mas este é meu protesto sem "passeatas". Em um país sério certamente a esta hora seus editores já estariam vendo o sol quadrado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótima posição. Aproveite e estenda o juízo ao Simão Jatene, que coloca, todos os dias, na mídia paraenses, inclusive no próprio grupo RBA, propagandas inverídicas do seu governo.
      Não compactue com isso. Nem um e nem outro merecem o seu voto. Não leia mais, idem, "O Liberal", pois a propaganda institucional mentirosa, inclusive com fotos maquiadas, também são veiculadas em "O Liberal".

      Excluir
  8. Parsifal dá uma olhada no rombo de 4 milhões na
    na Fábrica Esperança de um afilhado do Já teve.

    ResponderExcluir
  9. Francisco Márcio11/07/2013 14:39

    Sucupira arde! Dias Gomes era um visionário, espelhou-se em Belém para escrever o Bem-Amado.
    Agora sim (acabou os enigmas, agora é direto, com nome e sobrenome), os plebeus vão saber uma pequena parte do subterrâneo mundo da política no Estado.
    Diário do Pará vem com editorial, O liberal vem com matéria relatando farsa, Governador classifica como terrorismo...
    O UFC paraense começou. Façam suas apostas, quem vencerá?
    Como já ocorreu, e "tudo muda, as pessoas mudam", para apimentar os próximos capítulos da novela e aumentar a audiência, só falta o Deputado mudar de lado e contar o que sabe. Conte Deputado, conte...
    A audiência promete quebrar todos os recordes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eis o grande problema: "tudo muda, as pessoas mudam", mas no Pará tudo permanece igual. Nada mudou: sempre foi assim.

      Excluir
    2. Francisco Márcio11/07/2013 20:22

      E sua Excelência nao vai mudar? Sucupira agradece.

      Excluir
    3. Esse é o meu problema: eu mudo sempre. Não dá nem tempo de participar de uma eleição com a chapa branca. É o meu sonho de consumo.

      Excluir
  10. Eu já votei neste governador.Tem perdão

    ResponderExcluir
  11. Decididamente, o governador Simão deu um tiro no pé ao tentar usar a imprensa contra ela mesma e assim desmoralizar no nascedouro a onda de críticas que fatalmente virá por parte dos veículos do outrora aliado Jader Barbalho. O centro de sua tática foi o uso de imagem falsa pelos veículos da mídia barbálhica em reportagem sobre a Santa Casa. A tal imagem, de fato, era falsa, reconhecida inclusive por quem a veiculou. No entanto, a situação dramaticamente veraz, daí ter dado com os burros nágua a manobra do governador de tentar fazer passar por principal aquilo que era apenas algo circunstancial.
    Fracassada a tática, sucedeu-se uma série de trapalhadas governamentais a ponto de, certa altura, o governador investir-se de entrevistador e encerrar com essa pérola na direção de uma repórter 'desafeta', "Se não foi a senhora que fez a reportagem(N.R.causadora da dita coletiva) então eu tenho dificuldades para discutir com a senhora..." O governador não estava ali pra "discutir" com repórteres, mas para esclarecer a situação a tal ponto que a falsidade das imagens mostradas fossem extensivas à falsidade do texto. Como isso não foi possível, pois é fato real que a Santa Casa vive atualmente em situação calamitosa, a imagem voltou ao seu posto secundário, ficando patente que Simão Lorota não tinha explicações, apenas recorreria a mais um factoide para dissimular sua irresponsabilidade.
    Recorreu ao secretário de saúde, nada... chamaram um "encarregado" para falar a respeito de uma outra ala em estado deplorável, imagem legítima, e nada...apenas a justificativa que a tal ala havia sido desativada há cerca de dez dias, o que não explica e agrava a situação na medida em que desativação jamais pode ser solução para quem precisa desesperadamente de espaço. Resultado da emenda pior que o soneto: essa imagem falsa vai passar e o descaso verdadeiro, infelizmente, vai continuar a fazer vítimas entre os que não tem outra alternativa além daquele hospital. Mas, tudo leva crer, as falsas imagens da marquetagem governamental também passarão e perderão seu efeito ilusório, desmascaradas por algo curiosamente bem ao gosto governamental, restando provado que Honduras é aqui, na Santa Casa de Misericórdia do Pará

    ResponderExcluir
  12. Eu digo e vou continuar a afirmar pelo resto da minha vida: O PMDB é Pior do que o PSDB.

    Helder,nó vamos a forra.

    te elegemos em 2008 e tu nos deu a derrota em 2010.

    o mundo é uma bola..... girando ....girando.

    ResponderExcluir
  13. Como o Senhor é amigo dos homens, não dá para o Senhor pedir explicação do porque desta farsa montada pelo Diário do Pará? Como pode um Jornal que ganhou 5 "premios" no exterior fazer uma palhaçada destas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que não se trata de farsa e sim de falta grave de editoria. Essas falhas ocorrem nos melhores jornais e o pior, todos os anos. O campeão desse ano foi o maior jornal da Espanha e um dos maiores do mundo, o El Madrid, que publicou a foto do Chavez morto 3 meses andes de ele ter morrido, exatamente pela mesma falta do Diário: recebeu a foto pela internet e não conferiu a origem. Em janeiro desse ano O Liberal (com a mesma ansiedade que o Diário teve para bater no Jatene, só que no rumo do PMDB) trocou nomes e ministérios do ministro da Integração Nacional e teve que se retratar depois.
      As barrigadas (que os chics preferem chamar de hoax) sempre existirão e, para o consolo do Diário, o jornal que entrega os prêmios que ele recebeu em NY, também já cometeu o seu hoax desse ano ao publicar que uma falha no site formsprings havia revelado a identidade de todos os anônimos que passavam pelos nós do portal.
      Como o Liberal já deu a sua barrigada de 2013 e o Diário idem, não devemos mas ve-las esse ano. Mas a do Diário foi a pior, sem dúvida.

      Excluir
    2. Vejam como a internet ajuda as pessoas, esta farsa montada pelo Diario do Pará nunca seria descoberta se alguem antes não tivesse visto esta reportagem com estas fotos. Esta hora é que deveria ter um controle sobre estas mídias, sendo o responsavel preso e obrigado a pagar uma alta multa ao ofendido.

      Excluir
    3. Deputado, não é porque "essas falhas" acontecem que o Diário do Pará não tem que ser responsabilizado. A falta foi gravíssima, fosse com quem quer que seja. Mas é lógico que há muito mais coisa envolvida do que um simples erro editorial.

      Excluir
    4. Em nenhum momento eu afirmei que a falta não foi grave. Ela foi grave. Um jornal do tamanho do Diário tem a obrigação de checar matérias e imagens que lhe cheguem por e-mail antes de publicar.
      Para o leitor, eu fui um dos que opinei que o jornal tinha que pedir desculpas na primeira página. Para o governo, oferecer o mesmo espaço para resposta. Independente disso, o governo pode entrar, e disse que vai, com uma ação de indenização por danos morais.

      Excluir
  14. Parsifal. E o que dizer do Hospital Regional de Tucurui, a quantidade de bebês mortos lá, é quase igual os da santa casa.Tenho como provar o que estou escrevendo. Graças a maternidade do hospital municipal que funciona numa ala do HRT. O prefeito de Tucurui é quem despacha com a diretora do hospital em seu gabinete. E onde anda ministério publico, aquele da PEC 37,que se omite diante da triste realidade. Como diria o chaves. E agora quem poderá nos defender??

    ResponderExcluir
  15. Aqui saúde e governo são semelhantes aos de Honduras. Vamos acabar com esta discussão a Santa Casa está igualzinho ao Hospital Ocidente de Honduras. Os dois governos se equivalem.A vantagem é que lá os bebês sobrevivem nas caixas de papelão, aqui vão diretos para o cemitério. Governador deixe de conversa de pescador e vá trabalhar. Esqueça sua equipe de midia, porque o povo paraense não quer mais ouvir suas lorotas e indignações falsas.O povo não aceita mais governante que vive correspondendo a roteiros fabricados por marqueteiros. Saia do mundo virtual e venha para a realidade. O seu governo já acabou e continua enrolando com promessas eleitoreiras, licitações de projetos que não serão executados e assinatura de convênios, que só servem para pose para fotografias. Como dizia o finado Almir Gabriel, deixe de ser preguiçoso.

    ResponderExcluir
  16. Não sou partidário, mais lendo as últimas notícias, chego a conclusão de que a pessoa que mais foi traída no Pará chama-se Jader Barbalho, por que digo isso, basta observar o quadro do PSDB de hoje, Jatene, Mario Couto, O fumado do Almir Gabriel e por aí vai, quem foi que ensinou política para essas pessoas, quem deu espaço para que hoje existisse o PSDB, mesmo assim existem pessoas que dizem que o traidor é o Jader, pois bem, o Mario Couto em vez de usar de seu espaço na tribuna do Senado para apresentar projetos que venham melhorar a vida do povo do Pará, só sabe criticar o Jader, o Jatene fala todas as manhas que a antiga PA 150 está um tapete, só ele que ver isso, alias nem ele porque só anda de avião que ele deve ter comprado pro Rômulo Maiorana Jr, onde está o hospital regional que serviria para amenizar a situação da população do baixo Tocantins, se for falar o que tem de errado nesse Pará, levaremos meses e talvez até ano, sei que o Jader não é santo, tem seus defeitos e conserteza seus vários erros, mas é uma pessoa que sempre lutou e continua lutando pelo Pará. quero aqui que me apresentem um só projeto do Sr. Mario Couto que tenha beneficiado o Pará, sei que projeto ele tem mas para o cuiarana, projeto esse bancado com o nosso dinheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, salvo raríssimas exceções, todos os nossos políticos passaram pela aprovação, orientação e apoio de Jader.
      O problema está aí mesmo. Em alguns casos, o típico fato da "criatura superar o criador"
      Como pôde Jader, inteligente e estrategista como é, ter dado chance para pessoas tipo Mario Couto sair do ostracismo e acreditar que poderia ser um político de 1ª grandeza? Mario é folclórico...jamais deveria ter deixado de cuidar de seu "zoo" nem pra assumir como vereador.

      Excluir
  17. O anonimo q mencionou a ""fabrica esperança," tem razao. Os orgaos estaduais estao celebrando contratos com tal entidade. Ate ai tdo bem, mas, a entidade NAO demonstra a regularidade fiscal exigida pela lei. É devedora do fisco estadual, federal, do fgts, inss, trabalhista. Mas isso nao é impedimento p contratar com administraçao publica. Outro fato q chama nossa atençao: o pregão eletronico é obrigatorio, por força de decreto estadual, mas essa regra NAO nao se destina a casa civil que realiza pregao presencial e contratou empresa p organizaçao de eventos cerimoniais em que o preço de um cafe de manha individual custará a bagatela de R$40,00 por pessoa. Realmente, esse governo é p sustentar a elite!

    ResponderExcluir
  18. Essa Fábrica Esperança não resiste a uma auditoria...escândalo garantido!!!

    ResponderExcluir
  19. entre o pimpolho do jader e o pescador ,voto no segundo,pois o mesmo ja ta com falhas no motor.

    ResponderExcluir
  20. A Mídia e as Campanhas políticas.
    Os grupos de comunicação, sejam eles quais forem e de quem forem, devem ficar atentos aquilo que ando escrevendo e publicando. A população já percebeu que esses fatos vêm ocorrendo somente às proximidades das eleições.
    Quando Ana Júlia venceu a eleição contra Almir Gabriel o PMDB se juntou a ela e começou a criticar Almir.
    Nas últimas eleições, quando o PMDB viu que Ana Júlia não conseguiria se reeleger, saltou do barco e subiu de mala e cuia na embarcação pilotada por Jatene para compor a administração do Governo do Estado.
    Ocorre que aqui no Estado do Pará, o PMDB do Senador Jader Barbalho, o qual o Grupo RBA pertence (incluindo o jornal Diário do Pará), trabalha somente para os seus interesses, e quando saem do governo do qual estavam participando, saem atirando pra todos os lados e começam de uma hora pra outra apontar grandes falhas em todos os setores e áreas, e esquecem de uma hora pra outra que também contribuíram pra isso que eles chamam agora de caos.
    Mas não nos surpreendemos com tais atitudes do PMDB e de seus grupos de mídia. O Partido nunca sairia em uma eleição majoritária coligado com nenhum partido político. Ele sempre lança candidato no primeiro turno pra barganhar no segundo.
    PT, te cuida o PMDB vem aí

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assino em baixo. Você foi perfeito em suas colocações.

      Excluir
  21. Ei anônimo das 22:53, tu queres ficar com o pescador? Prefiro o Pimpolho que pelo menos tá com todo o gás e vai querer fazer alguma coisa pelo Pará, pois pretende correr mais kilômentros de política. Esse Jatene, que deveria ser chamada de Joana, mas se compara a mãe joana que todos fazem a bagunça e ele deixa acontecer a bagunça na casa dele. Um governador que se preze põe ordem, afasta e não é cúmplice da safadeza, como é o caso dele com o Mário Louco Couto de Santa Cruz Detran que fez o que fez neste Detran e o Jateve moral não fez nada. Por isso, o nome de jatene porria ser substituido por jateve ou por Joana.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.