30/07/2013

O filho do pai

As justiças estaduais mantêm depósitos judiciais bloqueados que aguardam decisões para serem liberados.

> Em 2012, não

Em 2012, o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB) propôs ao presidente do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), desembargador Clayton Camargo, usar até 30% dos R$ 7,1 bilhões depositados sob a custódia do TJ-PR: o presidente disse não, alegando que a transação era inconstitucional.

> Em 2013, sim

Na quinta-feira passada (25) a Assembleia Legislativa do Paraná foi convocada extraordinariamente e aprovou a lei que autoriza o Estado a usar até 30% dos depósitos judiciais de natureza não tributária. O projeto foi elaborado pelo TJ-PR, que anteriormente havia recusado a operação.

Shot005

> O que fez o presidente do TJ-PR mudar de ideia quanto à constitucionalidade da operação?

No dia 15.07, dez dias antes da aprovação do projeto, a Assembleia do Paraná, sob a ferrenha determinação do governador Beto Richa, abandonou um acordo com o DEM, para eleger o deputado Plauto Miró (DEM), e elegeu o deputado Fábio Camargo (PTB) para conselheiro do Tribunal de Contas do Estado.

O porquê da tamanha dedicação de Beto Richa com o deputado Fábio Camargo (PTB)? O ditoso deputado (agora conselheiro) é filho do presidente do TJ-PR, desembargador Clayton Camargo.

Shot006

> Troca de gentilezas

"A pessoa, se tiver um pouquinho de bom senso, acaba ligando uma coisa à outra. Uma troca de gentilezas está sendo feita", declarou Guimarães, o deputado preterido, à “Folha”.

Shot007

> Custo e entrega

Eleições são caras. As que ocorrem nos poderes constituídos, caríssimas: a “troca de gentilezas” teve um custo de R$ 2,1 bilhões, que são os 30% dos R$ 7,1 bilhões em depósitos judiciais que o governo do Paraná poderá usar.

Mas o TJ-PR, por enquanto, não pode entregar a sua parte da gentileza: o repasse dos depósitos está suspenso pelo CNJ. Nada que não se resolva eventualmente.

> Eu também quero

Faz tempo que eu ando atrás de uma gentileza dessa, mas como eu, além de não ser fidalgo, vivo às turras com todos os governos, tenho mais é que engrossar o couro do lombo para aguentar as chicotadas.

6 comentários:

  1. Deputado, o site do UOL noticia os custos da Jornada Mundial da Juventude. Até agora R$ 109 MILHÕES (sem detalhamentos) foi a oferta dos governos federal, estadual e municipal para o evento privado; R$ 350 MILHÕES da igreja Católica fora o apoio da grande mídia nacional.
    Agora, vai um pastor pedir dinheiro... coitado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vou fazer uma postagem sobre o assunto.

      Excluir
    2. Você (anonimo das 09:27) por acaso, acha que Pastor não pede dinheiro a politico. Não existe igreja que não tenha relações politicas com governos. As igrejas são instituições como todas as outras. ex: imprensa, empresas, partidos políticos, etc... Todos tem espaços nas verbas publicas, uns mais outros menos, depende dos ventos e dos "apoios". E todos reclamam que uns ganham mais que outros, assim a vida segue no mundo politico.

      Excluir
    3. E os petistas ainda dizem que o estado é laico.

      Excluir
    4. Anonimo das 11:06, que se gaste, mas antes de tudo que se tenha decência e transparência. Outra, a ICAR prega simplicidade e votos de pobreza, o papa foi um que bateu bem nessa tecla, mas 350 MILHÕES tu não acha muito pra organizar um evento? Outras instituições religiosas são preteridas e isso precisa mudar, coitados dos ubandistas...

      Excluir
  2. http://www.espn.com.br/post/345573_o-choro-de-cabral-e-o-choro-de-amarildo

    de uma lida e se possivel comente...achei um baita texto!!

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.