25/02/2013

As alcovas das eleições da AMAT

Shot007

Na sexta-feira (22), a Associação dos Municípios do Araguaia-Tocantins (AmatCarajás) elegeu, com 25 votos, o prefeito de Tucuruí, Sancler Ferreira (PPS), para presidi-la em 2013. O prefeito de Marabá, João Salame (PPS), obteve 11 votos.

Eleições em colegiados pequenos são favas contadas para qualquer governo, mas as despesas para contar as favas estão cada vez maiores para o erário.

> Em 2011 a conta pode ter chegado a R$ 50 milhões

Na última eleição da AMAT (2011), quando o governo elegeu o ex-prefeito de Tucumã, Celso Cardoso, a planilha das continências veio à tona: um manuscrito, de punho do próprio Celso, revelou que o prato de resistência foi a distribuição de 90 quilômetros de asfalto.

O governo não cumpriu todo o compromisso, mas a parte liquidada pode ter beirado os R$ 50 milhões. Para quem nada tinha, a metade do cobertor aliviou o frio.

> Em 2013 a conta subiu

Nesta eleição de 2013, já na quinta-feira (21), o Secretário de Obras do Governo, Joaquim Passarinho, acompanhado de áulicos, desembarcou em Marabá para avalizar os votos do dia seguinte.

Na sexta-feira (22), os prefeitos contabilizavam o que haviam conseguido para eleger Sancler Ferreira: como o governo não admitia ser derrotado pelo prefeito de Marabá, (que já foi aliado e é hoje um dos seus mais ferrenhos desafetos) a caneta do Passarinho foi bondosa.

Pelo que se ouviu, a conta ultrapassou os 200 km de asfalto, fazendo com que o preço da eleição da AMAT esse ano possa beirar os R$ 150 milhões.

> Altaneira Polícia Militar

Embora eu já tenha visto bois voarem, desta vez houve um compromisso inusitado: foi prometido a um prefeito, além do asfalto, a garantia de que a Polícia Militar vai retirar os invasores da sua fazenda. É a briosa prestando serviço eleitoral.

> Cínicos, estoicos e epicuristas

Não há juízo moral na narrativa e a prática não é invenção dos tucanos. Como os governados querem mais que rezas, não é possível governar um Estado apenas com ave-marias: todos os governos se valem desses artifícios para conquistar e manter espaços de poder.

A diferença está apenas nos discursos: uns são cínicos, outros estoicos e há também os epicuristas. Os mais espertos, dependendo da ocasião, alinham-se com todas essas escolas no decorrer do dia: são os pragmáticos.

50 comentários:

  1. É doutor, se a sua conclusão é esta: "não há juizo moral nesta narrativa", pois a prática é de todos ou pelo menos a maioria dos governantes, então não tenho comentários a fazer, é decepcionante ouvir isso de V.Exa, me desculpe, o senhor e os atuais políticos paraenses são uma vergonha, pelo menos os que pensam assim !! basta !

    ResponderExcluir
  2. É deputado, para tudo há sempre uma boa explicação: quando vocês ganham (o que não acontece faz tempo) é a vitória limpa, do prestigio e da força política; mas quando perdem, os votos foram comprados. Fico impressionado com as contas que o senhor faz, parece mesmo de quem é do ramo e sabe os detalhes das cifras. Deve ter o condão da adivinhação ou quer mesmo chutar o pau da barraca.
    Na verdade, a diferença dos votos (mais do que o dobro) diz tudo. Quem sabe não esteja na hora de rever esse projeto “juvenil” na política: nem os políticos, a exemplo dos resultados das últimas eleições, inclusive das associações dos municípios, e muito menos a população, quer esse tipo de política de volta. E olha que na eleição da Amat a tropa de choque do PMDB foi presente em Marabá, à frente Helder Barbalho e o deputado que comenta. Mas deve ter ido só passear, já que não “houve pressão”, nem mesmo sobre os prefeitos do PMDB, a julgar pelo resultado de 25 x 11.
    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não leu a postagem toda, pelo visto. Eu não fiz avaliação moral alguma e isso está escrito. Eu não disse que quando nós ganhamos é limpo: não é. Eu disse que todos somos iguais. Se um dia chegarmos ao governo faremos igual: somos todos farinha do mesmo saco e eu já escrevi isso aqui. Eu sei do que estou falando e sei fazer contas. E advirto: a conta feita é cortado raso e considerando apenas o asfalto.
      Se quer defender o governo não há problema algum. Mas a sua contestação é sofrível e não destitui absolutamente nada do que está escrito.

      Excluir
  3. É Pará isso!

    ResponderExcluir
  4. É.. pelo menos assim ele conseguem alguma coisa pelo Sul do Pará. Se é que temos que ser cínicos, deveria ter eleição da AMAT de 6 em seis meses, pois aí as cidades que são só poeira ganhavam algum asfalto. Eu sei quem foi o prefeito que vai ter a fazenda desocupada. Posso falar?

    ResponderExcluir
  5. Tem a planilha de agora sim. Se eu conseguir envio pra você. Passe-me o e-mail.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Envie pelo link de mensagens que está no canto direito do menu do blog.

      Excluir
    2. Antigamente o "pretinho" gostoso éra o feijão. Depois o "pretinho" valioso o petróleo. Agora o "pretinho" eleitoral é o asfalto. Uma vergonha, para os que alardeiam honestidade e ética.Por isso que o Almir Gabriel abandonou o barco tucano e seus adjuntos.

      Excluir
  6. O Passarinho, que não é besta e está entre os cínicos, aproveitou para negociar apoio para a sua candidatura de deputado federal por obras para alguns prefeitos.

    ResponderExcluir
  7. Marcelo Pierre Acácio25/02/2013 11:37

    A "Democracia" brasileira está sendo edificada pela Ditadura da grana. E esse conceito se aplica na grande maioria das eleições.

    ResponderExcluir
  8. Deputado Parsifal, vou sair desse assunto da AMAT para lhe fazer a seguinte pergunta: Todos nós sabemos que o Pará tem um histórico de ser passado pra trás quando se trata da promessa de grandes obras (não apenas nessa área, mas aqui vou me concentrar nelas), é só ver o que ocorre agora com as Eclusas e o Pedral do Lourenço, sem falar na ALPA.
    Sendo assim, me diga, existe uma possibilidade concreta de a ferrovia Açailândia - Vila do Conde sair?
    O fato de ser a iniciativa privada que fará a obra (e eu já estou sendo otimista ao contar que o trecho será arrematado por alguém...) influencia tanto assim?

    Grata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há interesse da Vale em fazer a subrotina da ferrovia chegar até Vila do Conde, pois isso agrega valor na sua logística e a Vale é, principalmente, uma empresa de logística: ela entrega commodities. Por isso a possibilidade do trecho é real.
      Acredito também na derrocagem do Lourenção: é só uma questão de tempo e pressão política.

      Excluir
    2. http://www.antt.gov.br/index.php/content/view/20609/Ferrovias___ANTT_abre_tomada_de_subsidios_para_Edital_e_Contrato_do_trecho_Acailandia__MA__a_Vila_do_Conde__PA_.html



      Oremos, deputado.

      Excluir
  9. Francisco Márcio25/02/2013 12:41

    Após essa clareza solar, incutiu-me uma dúvida: o deputado e sua sigla enquadra-se entre os cínicos,estoicos ou epicuristas? Ou seus séquitos usam aureólas?

    P.S: Com todo respeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é possível enquadrar uma sigla inteira em uma só categoria. Todas as siglas e todas as agremiações humanas congregam em seus quadros mais de uma categoria.
      Quanto a mim, como sempre faço questão de ser de "clareza solar", tenha certeza de não estou na categoria dos cínicos.
      Quanto às auréolas, tenha também outra certeza: ninguém na Terra as tem. Santos só existem no céu e alguns compraram a santidade na Santa Sé.

      Excluir
  10. Se isso é verdade mesmo todos os governantes aprenderam com seu mestre o Sr. Jader Barbalho, até Vc. mesmo deputado aprendeu com o tempo a ser porta voz do senador, bem como é incrivel a seu pensamento em relação as sujeiras de bastidores, francamente me dei licença ligeira parte, deputado.

    ResponderExcluir
  11. Sinceramente já haviam me dito, mas nunca tinha acreditado. Com esse post, agora passo a acreditar. Vossa Excelencia, MORRE DE INVEJA do 1º prefeito reeleito de Tucuruí e agora presidente da associação de uma região ao qual o senhor se intitulava líder. Parabéns ao novo líder do sul do Pará, Dr. Sancler Vanderley Ferreira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está muito longe de saber da missa um terço. Precisa, pelo menos, a aprender onde dica a Igreja. Parabéns ao Dr. Sancler.

      Excluir
    2. Queria ver este líder se eleger quando estivesse fora do poder. O tempo dirá!

      Excluir
    3. No sul e no sudeste do Pará,96% do povo é lider votou no CARAJÁS.A eleição para governo esta perto.E vai ter nuito voto NULO

      Excluir
  12. Cada vez mais eu dou razão para o Beto Barbosa. Se eu tivesse 0,000000000000001% do que esses políticos do Pará nos tomam eu me mudaria do Pará e nunca mais voltaria. Esse Pará não tem jeito.

    ResponderExcluir
  13. O pior é que esse asfalto não via chegar todo e metade dele vai ser desviado.

    ResponderExcluir
  14. Deputado o PMDB está cansado de levar "lambada" e seus defensores ficam a inventar desculpas para as suas derrotas. Na Alepa foi a mesma historia. Este pessoal que vive a fazer barbalhidades estão vendo e sentindo na pele o peso da caneta de quem de fato manda no Estado. O pior de tudo é que esta gente ainda diz que é aliada do Governo Jatene. Isto não é apoio e sim puro abraço de tamanduá, como aliados montam chapas para baterem de frente com o Governador? Isto se chama trairagem, a Ana Julia que o diga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você, a título de ser aliado, aceita ser lambaio de governo, faça bom proveito da caneta, que sempre gastará um pouco da tinta no seu papel.
      Quando disputamos prestamos um ótimo serviço aos deputados e prefeitos, pois é tinta da caneta pra todo lado. Deveria pingar um pouco no seu borrão, mesmo, pois o dinheiro também saiu do seu bolso.
      Enquanto houver tinta, repito, estamos dispostos a levar as lambadas: temos o couro curtido.

      Excluir
  15. Uai, os tucanos não são santos?

    ResponderExcluir
  16. EU já te disse que os tucanos são piores que os petistas. Mas o pior de todos são os peemedebistas. O jeito é esperar a Marina e ver se esse partido faz algo diferente...

    ResponderExcluir
  17. E então deputado, já que o anônimo das 15:32 tocou no nome da Marina, o que o senhor acha da mesma e da criação do novo partido dela? É um nome com chances para 2014?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza quem pode responder são os proprietários do Banco Iatú, a familia Setúbal. Seus patrocinadores.

      Excluir
  18. Tenho uma grande admiração pessoal pela Marina. A história dela daria um belo filme. Mas ela precisa ampliar o espectro eleitoral.

    ResponderExcluir
  19. SANCLER TOCA , PASSARINHO CANTA E JORDY DANÇA

    Caro Deputado

    Essa disputa ultrapassou e muito o âmbito de uma eleição das habituais, primeiro porque apenas um partido poderia ser votado e segundo o prometido pelos cabos eleitorais geraram um prejuízo maior se não for cumprido do que o beneficio adquirido com a promessa.

    O governo ter o comando de todos os prefeitos de uma região onde os habitantes sentem-se prejudicados no tema emancipação coisa que não se resume só ao Araguaia e Tocantins (Tapajós) pouco adianta ao gestor estadual e prejudica os gestores municipais declaradamente aliados.

    Levar asfalto é ínfimo para o prefeito justificar perda da licença ambiental inviabilizando hidrovia e ALPA, a falta de licença ambiental nas jazidas de material primário aliada ao general inverno e a quantidade de empresas capacitadas para execução de pavimento asfáltico retardara o asfalto prometido, outro fator relevante é que atrasar pagamento de obras usando CAP ou Emulsão gera paralisação imediata pelo custo alto desses produtos.

    Se esse asfalto prometido for executado através de convênios o próprio estado será obrigado romper com o aliado pela qualidade do asfalto caso ele seja executado ou pelo destino do recurso caso a pavimentação não seja realizada.

    Existiria uma diferença se o Salame tivesse vencido a região criaria uma liderança solida capaz de realmente negociar em bloco tendo como resultado melhoras diversificadas sem a necessidade de chapéu ou pires acompanhados de um humilde por favor.

    Jatene escalou apenas um secretario para resolver qual lado do PPS ganharia Joaquim Passarinho, ele foi hábil o suficiente para não só cumprir a missão confiada como conseguir extrair dela condições de prejudicar o presidente do partido no Pará em 2014, Jordy perdeu votos em Tucurui e não conseguira recuperar os de Marabá.

    Certa vez em um vôo entre a cidade do Porto e Paris sentei ao lado do empreiteiro Cecílio Almeida e nas conversas usuais fiquei sabendo por sua boca a máxima em matéria de eleição.

    “É mais barato conseguir um político depois de eleito do que custear sua eleição, sua vitoria é cara e o político depois de eleito ainda pode ser conquistado por outro, antes da eleição ajude um pouco e depois dela arranje muito”!


    ((((((((((MCB))))))))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prometer é fácil, difícil é cumprir. Que digam os empreiteiros de obras, que trabalham com asfalto. Quase todos com pagamentos atrasados. Alguns até já desistiram do ramo, em razão da inadimplência, por parte do governo.

      Excluir
    2. Prometer é fácil, o difícil é pagar. Que digam os empreiteiros que trabalham no ramo de asfalto. Quase todos com pagamentos atrasados. Alguns já até desistiram do ramo em razão da inadimplência do governo

      Excluir
  20. Gostaria de Parabenizar o Prefeito de Tucuruí Sancler Ferreira, pois depois que Sancler entrou na política tudo que o deputado Parsifal disputa contra ele, o deputado Parsifal leva peia. Parabéns Sancler, pois já era chegado a hora de alguém ser mais maquiavélico do que o ex-todo poderoso Parsifal Pontes. Acho que o Sancler veio pra aposentar o Parsifal de vez. KKKKKKKK

    ResponderExcluir
  21. Ainda bem que foi em troca de asfalto, já teve governador neste estado jogando muito dinheiro publico no ralo para depois meter no bolso.

    ResponderExcluir
  22. Parsifal, realmente voce não ganha uma do Sancler, qual o motivo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acredito que você não sabe o motivo, pois o mesmo é obviamente elementar: ele tem mais votos.

      Excluir
  23. do Blog do Professor Cavalcante
    http://professorcavalcante.com/2013/02/25/a-eleicao-da-amat-e-as-traicoes/
    Sem pedir segredos e descaradamente o Prefeito Sidney Souza de Bom Jesus do Tocantins (PT) membro da tendência petista Unidade na Luta, da qual o blogueiro ainda acha que faz parte, chegou ao local da votação declarando:

    “Vou votar no Sancler atendendo pedido do meu Dep. Federal Miriquinho Batista (PT).”

    ResponderExcluir
  24. Esses ptralhas insistem em busca aliados para naufragar nas improbidades do Lago de Tucuruí, infelizmente o meio ambiente e uma propaganda enganosa com relações as leis federais. Tudo que se refere a crime ambiental, esta posto em Tucuruí e aos municípios do lago de Tucuruí, extração de areias, seixos, madeiras, distribuições fartas de carteirinhas de pescador, projetos políticos de tanque e rede, criação de condomínios em áreas de APP, destruição de mananciais, PRAD servindo de aterro sanitário a céu aberto e Promiscuidade na liberação e outorgas dos Licenciamentos Ambientais, manipulados para os reforços dos caixa II.

    ResponderExcluir
  25. Sugiro ao deputado Parsifal que antes de fazer alguma critica ao Governador Jatene ou ao Prefeito Sancler, que antes entregue os cargos ocupados por seus aliados dentro do Governo e da Prefeitura de Tucuruí. Sugiro também que antes da falar do prefeito sancler que o deputado Parsifal rescinda os contratos que tem com a PMT, pois todos sabem dos imoveis e imoveis de sua propriedade, direta e indiretamente, alugados para o municipio. Fazendo isso, o deputado terá efetivamente todo respaldo para meter o sarrafo em Jatene e em Sancler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você daria um ótimo humorista, embora seja um péssimo interpretador de texto. Não estou criticando o Sancler e nem o Jatene e deixo isso claro na postagem. críticas são juízos morais e está escrito que "Não há juízo moral na narrativa". E quando eu quiser tecer críticas as tecerei.
      A sua piada é por conta de cargos no governo Jatene e no governo de Sancler: não os tenho, assim como não tenho imóveis de minha propriedade, nem direta e nem indiretamente com qualquer tipo de contrato com governos.
      Adianto-lhe ainda que tenho um ótimo relacionamento tanto com o Jatene como com o Sancler, mas não sou lambaio e nem bajulador de ninguém. A sua sugestão está liminarmente indeferida por objeto vazio.

      Excluir
    2. Ei Parsifal esse aí deve ser baba ovo do Sancler. Deve ter uma portaria na Prefeitura, não faz nada, só puxa-saco.

      Excluir
  26. O seu PMDB seria qual desses??o pragmático??????????

    "uns são cínicos, outros estoicos e há também os epicuristas. Os mais espertos, dependendo da ocasião, alinham-se com todas essas escolas no decorrer do dia: são os pragmáticos"

    Deputado,existem citações que precisam de muita coragem pra serem ditas. Logo um PMDBista falando em se alinhar com qualquer corrente? Muita coragem sua,deputado.Lhe admiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A maioria se enquadra nos pragmáticos, ou seja, dançam conforme a música.
      Como eu falei na postagem, não faço juízo de valores sobre ninguém, pois, infelizmente, estamos longe de uma política inteiramente voltada para fins públicos, mas me sinto na obrigação de mostrar como as coisas ocorrem pois acho que assim poderemos ter um dia uma futura geração menos comprometida com esquemas de poder pelo poder e sim pelo poder para servir. A nossa, a minha, geração já falhou nisso.

      Excluir
  27. Deputado, pelo que voce diz, voce só é porta voz da familia Barbalho.

    ResponderExcluir
  28. "Tá bom" que você queira arrematar o post com, assim, pitadas de "erudição", mas essas patifarias nada tem a ver com as escolas filosóficas citadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evidentemente eu não me referi às definições clássicas daquelas correntes de pensamento e sim aos conceitos pejorativos que essas ganharam contemporaneamente, principalmente o cinismo, que hoje tem uma definição absolutamente oposta ao que era quando fundada.

      Excluir
  29. sinceramente eu tenho é muita vergonha de ser do pará, ainda não tenho da minha querida cidade tucuruí porque é minha terra natal, mas sinceramente queria que tucuruí estivesse em outro estado!!!

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.