Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2015

Mergulhando pela primeira vez

A fotógrafa e jornalista britânica Lucy Ray fez uma série de fotografias de crianças em baixo d’água. A particularidade das fotos é que todas as crianças, embora já tivessem tido contanto com um mergulho, o haviam feito nos braços dos pais, sendo a primeira vez que se viam soltas “sozinhas” em um mergulho.

Caso Cerpasa: Simão Jatene é denunciado pelo Ministério Público Federal

A nota da “Veja” trata do famoso inquérito 465, que tramitou por longos 11 anos no Superior Tribunal de Justiça (STJ) apurando fraudes na concessão de incentivos fiscais à Cervejaria Paraense. A conclusão do inquérito desfavoreceu o governador Simão Jatene, que foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) “ pela prática dos crimes de corrupção passiva, contra a administração pública e contra a fé pública, além de falsidade ideológica e corrupção ativa ”. Na denúncia, o MPF acusa Jatene de ser o principal beneficiário das supostas propinas pagas pela Cerpasa que, em valores históricos (2002) teriam chegado a R$ 12,5 milhões, o equivalente (IGP-M) a R$ 32,9 milhões atualmente. Embora a conclusão positiva do inquérito e a denúncia do MPF sejam um pesado soco no estomago de Simão Jatene, tecnicamente ele ainda não é réu no processo, pois a denúncia tem que ser aceita pelo pleno do STJ, o que é provável. O improvável é que a Assembleia Legislativa do Pará, que detém a reserva

Os mais prováveis

O cientista político Dornélio da Silva, da Doxa Comunicação , enviou-me as seguintes considerações sobre a mais recente pesquisa publicada pelo Ibope, sobre a eleição presidencial de 2018: “A pergunta, pouco usual trabalhada pelo IBOPE, mediu o POTENCIAL e a REJEIÇÃO de alguns nomes. Nesta pesquisa não se trabalhou a intenção de voto (pelo menos não foi publicado). O Potencial de voto é a somatória da variável Votaria + Poderia Votar. Os maiores potenciais são de Aécio e Lula. Quanto à Rejeição: Aqui se extrai uma avaliação individual, isto é, todos os entrevistados avaliam cada candidato. Verifica-se que todos, exceto Aécio, tem rejeição acima de 50%.” Abaixo, a tabela confeccionada por Dornélio, que diminui do potencial de votos (Votaria + Poderia votar) a rejeição (Não votaria) do candidato: Conclui Dornélio, analisando a tabela acima: “O fundamental da análise é quando subtraímos o Potencial da Rejeição. Todos os candidatos tem saldo negativo. Quer dizer, ninguém, nesse mo

De abraços e mortalidade infantil

01 . A política paraense adverte: não abrace o deputado federal Eder Mauro. Isso pode lhe custar o emprego. 02 . Pará tem o segundo maior índice de mortalidade infantil do Brasil e ele é brutal. Depois de 17 anos no poder, o tucanato paraense ainda não conseguiu cair sequer para o terceiro maior índice de mortalidade infantil do Brasil. Brutal…

Espírito de porco

Considerações de um velho rabugento

A charge de Atorres, publicada no “Diário do Pará”, sobre a execução do bandido “Pocoto” em um Hospital da Unimed, em Belém. Ontem mais um policial foi alvejado no duelo entre bandidos e policiais, com direito a histeria coletiva de um “toque de recolher” anunciado pelas redes sociais para ontem (28), às 22h. Pelo sim, pelo não, ou pelo talvez, eu fui pra casa às 21h30m e ordenei a todos os meus xerimbabos que fizessem o mesmo. Quando deu 21h45m e a Dona Ann não chegou, comecei a ficar sem fôlego. A histeria tem direito a torcida e os bandidos, claro, perdem feio. E quem ousar criticar o faroeste está do lado dos bandidos, porque esse negócio não é igual aquele péssimo livro da Erika James, que tem “50 tons de cinza”: ou é preto ou é branco. Aliás, mudando de bandido x polícia para literatura x lixo, quando “50 tons de cinza” vira best-seller é sinal que Paulo Coelho merece mesmo o Nobel da literatura. O Zéfiro, com aquelas brochuras pornográficas que levávamos escondidas para a

Enxurrada de carros

A inusitada cena acima, tomada hoje pela manhã (28), foi causada por uma enxurrada em Belo Horizonte, durante um temporal que se derramou sobre a cidade. A enxurrada de carros ocorreu na Avenida Vilarinho e levou todos os veículos que estavam estacionados. “ Esse que eu vi aqui foi o pior. Já tiveram outros, mas não igual esse. Foi igual um tsunami ”, relatou ao G1, Gilberto Pereira, dono da empresa de guinchos, chamado para recolher os carros. Eis que se faz fato o ditado popular de que a desgraça de uns é a alegria de outros.

JB por FHC

Eu já disse aqui, mais de uma vez, que eu detesto concordar com FHC, mas de vez em quando não tem como discordar dele.

Muros altos

O cáustico jornalista Sérgio Porto, mais conhecido por seu pseudônimo Stanislaw Ponte Preta, já na década de 50 escrevia que “ para prender todos os ladrões do Brasil precisaria construir um muro em volta do país e os pedreiros tinham que trabalhar pelo lado de dentro ”. A imprensa só abre manchetes em escândalos de corrupção quando envolve políticos, mas diariamente a Polícia Federal faz operações que desbaratam esquemas de milhões. Foi o caso ontem (27) da Operação Terra dos Poetas, que desbaratou fraudes em aposentadorias na Previdência Social e no Seguro-Desemprego, no Rio Grande do Sul. As investigações descobriram empresas que eram constituídas exclusivamente para fraudar a Previdência e as centenas de aposentadorias e seguros-desemprego pagos irregularmente podem somar aproximados R$ 200 milhões. A PF e o INSS descobriram que vários dos vínculos empregatícios informados pelas empresas investigadas geraram aposentadorias há 30 anos, portanto os valores a serem apurados podem ult

Que ele é um pote até aqui de mágoas…

Embora o Instituto Lula tenha negado procedência à matéria da Folha de S. Paulo, de que ele estaria um pote até aqui de mágoas com a presidente Dilma, responsabilizando-a pela incursão da Polícia Federal na empresa do seu filho, por conta da Operação Zelotes, os círculos mais íntimos do ex-presidente confirmam a versão da Folha. A prisão de Marcelo Gabriel, filho do ex-governador Almir Gabriel, em 2007, na Operação Rêmora, quando a Polícia Federal investigou fraudes em licitações públicas no Pará, foi o estopim do rompimento da já desgastada relação entre a criatura, Simão Jatene, e o criador, Almir Gabriel, que culpou, pelo resto da vida, o então governador Jatene pela prisão do filho. A única vez que o então senador José Sarney, sempre cauteloso nas suas digressões, exasperou-se na tribuna do Senado, foi quando a ela assomou para romper com o então presidente FHC, por conta da operação da Polícia Federal, no Caso Lunus, no qual, em uma busca e apreensão na Construtora Lunus, de p

Fazendo clips

Ibope: Lula lidera a corrida presidencial de 2018, mas é o mais rejeitado pelo eleitorado

A mais de dois anos para a próxima eleição presidencial, os perscrutadores continuam a sondar hoje o que os eleitores farão em 2018. O Ibope publicou ontem (26) uma pesquisa, feita entre 17 e 21 de outubro, na qual sondou o eleitorado sobre em quem votaria para presidente em 2018, auferindo o resultado abaixo:   Como se vê, o ex-presidente Lula, embora com percentual muito abaixo do seu potencial, lidera a corrida. Considere-se, todavia, que foram pesquisados três nomes do PSDB, o que pode ter desidratado Aécio Neves. O Ibope ofereceu ao pesquisado o nome de um presidenciável e perguntou se votaria nele com certeza, ou poderia votar. Nesse quesito, apresentando nomes de forma isolada, o senador tucano Aécio Neves, Lula e Marina empatam tecnicamente: No quesito rejeição , Lula também lidera, demonstrando que o escândalo da Lava Jato o atingiu em cheio: Como se observa no quadro acima, a rejeição de todos os prováveis presidenciáveis é alta. Salvo Aécio Neves, todos ficam acim

Operação Zelotes: PF faz busca e apreensão em empresa de filho de Lula

Em um desdobramento da Operação Zelotes, que, que investiga um esquema de pagamento de propina a integrantes do Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais), vinculado ao Ministério da Fazenda, a PF cumpre, desde a manhã de hoje (26) seis mandados de prisão preventiva, 18 de busca e apreensão e nove de condução coercitiva em Brasília, São Paulo, Piauí e Maranhão. Dentre os endereços de busca e apreensão está o da empresa LFT Marketing Esportivo, que pertence a Luís Claudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula. Luís Claudio não é o filho conhecido como “Lulinha”. As apreensões na LFT Marketing se dão para cruzamento de dados com aqueles apreendidos no escritório Marcondes e Mautoni, que teve um dos sócios presos na operação e em 2014 contratou a LFT por R$ 2,4 milhões. A PF desconfia que a operação foi mera transferência de dinheiro. Apesar de não massificada na imprensa, os números da Zelotes são similares ao da Lava Jato, os processos investigados somam R$ 19 bilhões,

Sobre peixes e bois

O chargista J. Bosco empresta a sua arte, publicada em “O Liberal”, a dois momentos que são assuntos da hora: 1 . O naufrágio do navio Haidar, carregado com 5 mil bois, em Barcarena  2 . A prisão, pela Polícia Federal, do vereador de Belém, pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, Raul Batista, por suposto envolvimento em fraudes do seguro defeso, no Pará. O vereador pastor Raul foi solto na noite de sábado (24).

Privatizações dos aeroportos mostram-se um sucesso no Brasil

As concessões dos aeroportos para exploração pela iniciativa privada têm sido um sucesso no Brasil, transformando os aeroportos concedidos em espaços com padrões de primeiro mundo. O maior aeroporto do Brasil, Guarulhos, em um curto espaço de dois anos ganhou um moderníssimo terminal internacional, ligado através de corredores com esteiras rolantes aos demais terminais, e um edifício garagem totalmente coberto, com vaga para 5 mil veículos, que brevemente estará ligado aos terminais através de um trem. Mas o grande upgrade de Guarulhos são os dois hotéis dentro dos terminais, que somente os maiores aeroportos do mundo têm, e nesse outubro foi inaugurado o terceiro, o “ Tryp by Wyndham São Paulo Guarulhos Airport ", que vem a ser o primeiro hotel com conceito VIP Lounge de um aeroporto do Hemisfério Sul. Os demais aeroportos privatizados também sofreram as mesmas modificações, como o de Brasília, cujos investimentos já somam R$ 800 milhões. No total, os investimentos das

As joias das mulheres do Omo

As tribos do Omo, na Etiópia, sempre colheram elementos da natureza para adornos pessoais, mas com o avanço da cultura ocidental e a escassez dos recursos naturais dos quais lançavam mão para confeccionar suas joias, as mulheres do Omo usaram a criatividade com o lixo da civilização moderna, como tampas de refrigerantes e outros descartes. Abaixo, algumas belas fotografias de Eric Lafforgue, das vaidosas omoenses.

O Aurá, a Semas, o Ibama, o MPF, o MPE, a Defensoria Pública e Don Vito Corleone

Matéria do “Diário do Pará” reporta que os arredores do Lixão do Aurá estão tomados, desde setembro, por “ uma fumaça cinza escura, sufocante e com cheiro de pneu e plástico queimado ”. Diz o líder comunitário Raimundo Filho que a fumaça o impede de dormir, dói nos olhos e arde. Sara Albuquerque, 29 anos , relata que na escola infantil do conjunto “ os alunos asmáticos passam mal, precisam ser liberados e encaminhados para atendimento médico ” e as vezes a escola precisa ser fechada. O diretor da Associação de Biólogos no Pará (Abiopa), Luiz Carlos Albarelli, afirma que “ na queima do lixo, são emitidos para a atmosfera vários produtos nocivos, sendo um dos principais o gás carbônico (CO2)” e que “além do CO2, podem se formar, com a incineração do PVC, presente em canos, tubos e produtos plásticos, gases como as dioxinas e os furanos, compostos que se mantêm ao longo da cadeia alimentar, e tóxicos, que causam aumento da acidez de águas, dos solos, mortandade da flora e fauna, alé

Refrescante…

Brasil mantem o mais alto juro real do mundo

O Comitê de Política Monetária (Copom) manteve, na quarta-feira (21), por unanimidade, a taxa de juros básicos em 14,25% ao ano,  que, descontada a inflação, resulta em um juro real de 7,43%. Para atingir o centro da meta inflacionária, o Copom teria que aumentar a taxa, mas prenominou o pensamento de que isso não seria prudente diante do quadro nacional recessivo. O abandono do manejo inflacionário para o centro da meta, que era de 4,5% até o final de 2016, pode significar que o Copom foi à lona e transferiu a busca da meta para 2017. Para 2015, os economistas já trabalham com uma inflação de 10%, o que é altíssimo. Abaixo uma tabela apresentando os 10 países com os mais altos juros reais do mundo, onde o Brasil ocupa o primeiro lugar:

O Haidar já está sendo drenado

Desde ontem (21) a empresa holandesa Mammoet Salvage começou a retirada das cerca de 650 toneladas de óleo contidas nos tanques do Haidar, naufragado no porto de Vila do Conde. A operação, pelos potenciais danos ambientais que poderia causar qualquer falha no processo, passou uma semana para chegar ao momento de ignição, e envolveu engenheiros navais e mecânicos, mergulhadores e uma equipe de técnicos. Os coordenadores das equipes envolvidas vieram da Holanda e os demais membros foram recrutados entre profissionais brasileiros. Duas balsas de apoio, diversos containers onde se instalaram escritórios, caminhões tanques, guindastes, máquinas de solda submarina, plantão de helicóptero, bombas de sucção e injeção de ar, eletroímãs e uma balsa tanque com capacidade para 800 toneladas de óleo fazem parte do circo armado no teatro das operações para esgotar os tanques do Haidar. A acoplagem dos imãs, soldados em terminais de mangueiras de alta pressão nas paredes externas dos oito tanques

Descasca e corta

Sem contaminação e em boas condições ambientais

Não raro se enxerga na salvatagem do Haidar certa desinformação do delicado trabalho que ela envolve e do tempo necessário para concluí-la Ensimesmo, quando leio prazos, que se as pessoas que os determinam agora estivessem por aqui quando Deus criou o mundo, teriam determinado que Ele fizesse em 24 horas o que precisou de uma semana para concluir, sob pena de multa de alguns milhões de reais por cada dia de atraso. As multas ambientais no Brasil, aliás, são burras, pois os valores são tão absurdamente majorados que infinitamente menos caro fica pagar um bom escritório de advocacia para não as pagar. Mas se elas foram instituídas pelo simples prazer de alguém lavrá-las, cumprem com desenvoltura a finalidade. A previsão alarmista de que a contaminação da rede fluvial logo chegaria a Belém, ameaçando o abastecimento de água da capital, arrastou-se como fogo em juquira seca pelas bandas de Barcarena. O alarme, todavia, não foi constatado pelo Laboratório Central do Estado (Lacen), que po

Entrevista a Mauro Bonna

Entrevista concedida ao jornalista Mauro Bonna, veiculada na RBA em 19.10.2015.

Juiz Federal indefere fechamento do porto de Vila do Conde. Mais ações são impetradas

A Justiça Federal, acolhendo as razões assinadas pela CDP, indeferiu, ontem (20) o pedido de liminar na ação cautelar na qual o MPF, MPE e Defensoria Pública, pediram o fechamento do Porto de Vila do Conde. Em uma lavra objetivamente eficaz, o juiz federal Ruy Dias Filho assinou que, “ com efeito, as razões elencadas na exordial ostentam cunho extremamente genérico e pouco objetivo, não detalhando de forma específica quais os prejuízos, para os trabalhos de remoção ali a serem efetivados, a serem causados pelas atividades cotidianas do porto ”. O juiz alegou ainda o paradoxo já exposto aqui, de que o fechamento do porto, de onde a empresa aufere praticamente 80% da sua receita, a impediria de cumprir as obrigações subsequentes demandas pelos proponentes da ação cautelar. O juiz nominou a pretensão como “periculum in mora ao inverso”: “ Trata-se aqui do verdadeiro periculum in mora ao inverso, no qual o deferimento da medida pode trazer maiores malefícios à parte contra a qual é defer

Cruz Vermelha e CDP

Não há políticos entregando cestas conseguidas pela CDP, para serem distribuídas aos atingidos pelas consequências do naufrágio do Haidar. As cestas que a CDP conseguir serão entregues, como foram essas das imagens abaixo, por voluntários da Cruz Vermelha do Brasil, juntamente com funcionários, também voluntários, da CDP:   E como se pode constatar pela fotografia abaixo, os eleitores do governador Jatene também foram atingidos e também recebem cestas da CDP:

Muito além do naufrágio

A situação material do naufrágio do Haidar está tecnicamente sob controle. As inconformidades tendem a diminuir, mas a rotina é, nas circunstâncias, delicada e demorada: ainda teremos, segundo a empresa de salvatagem, cerca de 100 dias para deixar o ponto zero desimpedido dos destroços. O maior problema agora é o gerenciamento da crise social, política e jurídica que o acidente embarca, cuja administração, por envolver, parafraseando Roberto Carlos, “ tantas emoções ”, é muito mais difícil e trabalhosa de controlar, do que a operação de salvatagem. Na ansiedade de propor imediatas prestações jurisdicionais , ações judiciais são movidas nas esferas municipal, estadual e federal, contra a CDP e demais empresas que cada órgão entende serem responsáveis diretas ou indiretas pelo sinistro e suas consequências, o que abre uma nova frente de salvatagem no naufrágio, a jurídica, que faz a alegria dos advogados dos demandados. A partir de conotações pessoais, as versões tomam rumos cada ve

Além do horizonte do porto

Tentando administrar as consequências do naufrágio de um navio com 5 mil bois dentro, minhas passagens pela política nacional se têm feito nos intervalos em que a crise sossega para respirar. Fica cada vez mais insustentável a permanência de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na presidência da Câmara Federal e o acordo amarrado entre ele e a presidência da República, para que ambos não naufraguem, perdeu liga no momento em que não combinaram com a imprensa e com os intermináveis lances da mais longeva operação policial do Brasil, a Lava Jato. Nessa refrega, e com a descoberta das densas manchas de batom nas vestes de Eduardo Cunha, que abriu conta no exterior usando o próprio passaporte diplomático como documento de identificação e assinando as fichas como se estivesse abrindo conta no Bradesco da esquina, a presidente Dilma, contra quem ainda não há motivos legais para impeachment, leva vantagem. Cunha, aliás, deve intuir que já avista a curva do cabo da Boa Esperança e deveria tratar de ne

Albinos

O albino, termo advindo do latim albus (branco), sofre de um distúrbio congênito e hereditário causado pela falta, ou deficiência, na produção da melanina, o que provoca a falta de pigmentos na pele, cabelos e olhos. O albinismo, que afeta todo o reino animal e não somente os humanos, fragiliza o seu portador. A maioria deles sofre com defeitos de visão, principalmente a fotofobia. A ausência da pigmentação na pele os torna mais suscetíveis a queimaduras solares e câncer de pele. Os albinos já foram , e ainda são em algumas culturas, vítimas de preconceitos, por isso desenvolveram certas dificuldades de adaptação social. Em alguns países da África, principalmente na Tanzânia e no Burundi, os albinos são assassinados e vendidas partes dos seus corpos no mercado de magia negra, para serem usados em rituais, pois há a crença que o rito traz riqueza e serve para atrair o ser amado. Nos países do leste africano curandeiros pagam até US$ 75 mil (R$ 300 mil) pelo cadáver de um albino.

Banho de balde

Aos costumes

Em artigo intitulado “De Casablanca a Barcarena”, publicado no blog “Ver-O-Fato”, o advogado socioambiental Ismael Moraes, chama aos costumes o Ministério Público Federal, a SEMAS, a ANTAQ, a Capitania dos Portos e o Sisnama, na esteira da tragédia do Haidar. Escreve Ismael que “ o embarque de gado vivo é praticado há pelo menos 14 anos no Pará, autorizado por quem licencia os portos, como os da CDP, ou seja, a SEMAS ”, e que o MPF, assim como a Capitania dos Portos que “ também tem a atribuição de fiscalizar a navegação”, jamais opuseram “qualquer condicionante para a forma de embarque de animais vivos no Pará ”. Ismael critica a medida cautelar que pede o fechamento do porto de Vila do Conde, requerida pelo MPF, MPE e Defensoria Pública, opinando que o pedido é uma “ estultice ” e um “ oximoro ”, pois “ se cessar a fonte de receita da CDP fica mais distante a possibilidade de atendimento pecuniário ”. O advogado carrega o tom ao comentar que a medida impetrada contra a CDP: “ é grit

A tragédia do Haidar em vídeo II

O vídeo foi feito e publicado pelo jornalista Emanuel Villaça.

Canção do Tamoio

Uma pesquisadora da UFPA declarou que a poluição causada pela tragédia do Haidar chegaria a Belém em 15 dias, comprometendo a qualidade da água usada na capital. O presidente da Cosanpa afastou a probabilidade. A previsão da pesquisadora acabou acontecendo antes do prazo: a tragédia do Haidar chegou hoje (15) à Belém, mais precisamente na Rua Domingos Marreiros, 598, prédio onde funciona a Justiça Federal do Pará. A crise atravessou a baia através de uma ação do Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual e Defensoria Pública, que pedem o fechamento total do porto de Vila do Conde, de onde vêm 80% da receita da empresa, ameaçando-lhe o fluxo de caixa. A CDP não é a dona dos bois , mas está pagando o pato, pois é a única empresa até o momento a sustentar uma despesa de aproximadamente R$ 300 mil por dia para bater-se com as consequências de um episódio ao qual não deu causa. As duas colunas mestras da ação que pede, liminarmente, o fechamento do porto de Vila do Conde: 1 .

A tragédia do Haidar em vídeo

O jornalista Emanuel Vilaça produziu um conciso e ótimo vídeo sobre a tragédia do Haidar, que eu posto abaixo:

Bois, piranhas, tubarões e tempestades

Ontem foi o nono dia desde a tragédia do Haidar, que pelas peculiaridades apresentadas está na imprensa de todo o mundo. A imprensa é um capítulo apartado que anoto sobre o episódio. Guardo todas as manchetes, para oportunamente comentar em uma análise crítica de como as versões se distanciam dos fatos. Mas eu li uma hoje, do portal Fusion , da rede norte-americana ABC News Network, que é uma pérola. Diz a manchete: Em tradução livre: TRAGÉDIA BOVINA VEJA: Navio carregado de bois afunda na Amazônia infestada de piranha Nem na baia do Guajará e nem na baia de Marajó há “infestação” de piranhas, pois a espécie não é presença amiúde na ictiofauna da área. A propósito, sobre o boato de que tubarões estariam adentrando a área, embora exista espécie de tubarão que, eventualmente, pode circular em água doce, também não é o caso da baia do Guajará e Marajó. Ontem (14) foi o primeiro dia em que os trabalhos conseguiram ritmo. Embora com algumas interrupções, as inconformidades foram

A tragédia do Haidar em charges

Publicada no “Diário do Pará”, em 13.10.2015

A Lei de Murphy

Embora, nas circunstâncias em que ocorreu o acidente de Vila do Conde, esse trabalho não seja encargo da CDP, a empresa vem labutando desde o dia do acidente (05.10) para responder às emergências advindas do sinistro que afetou o porto de Vila do Conde e adjacências. A CDP já custeou, desde 06.10.15 até agora, a retirada de aproximadamente 150 toneladas de feno, cerca de 120 toneladas de óleo e de aproximadamente 300 carcaças de bois, além de limpezas das praias que são, de forma recorrente, atingidas por dejetos. As empresas que operam em Vila do Conde, os órgãos da União, principalmente a Marinha Brasileira, a Capitania dos Portos o governo do Estado, através de suas mais diversas autoridades, e o município de Barcarena, foram, e estão sendo, de imprescindível apoio nas operações. Os desentendimentos entre os órgãos se deram, e se darão, não por desavenças políticas ou pessoais, mas por visões técnicas diversas e, principalmente, por conta da exagerada camada de competências do sis

Os Lusíadas

Ontem (12) foi o dia mais tenso, até o momento, da “Tragédia do Haidar”. Com o rompimento de uma barreira de contenção, as cerca de 100 cabeças que escaparam foram levadas à praia de Vila do Conde. Quando os moradores abriram as portas uma fila de cadáveres putrefatos estendia-se pela praia: a maré distribuíra a encomenda com um capricho linear. Um surto de insatisfação contaminou os atingidos e estabeleceu uma descoordenação nos movimentos, que se foram formando sem uma liderança verificável, o que dificultou a negociação e alimentou o caos. Os que bloqueavam os portões do porto, exigiam indenizações ou não permitiriam o tráfego. Os que permaneceram na praia exigiam a retirada imediata das carcaças. Os que residem no vilarejo bloquearam a saída das caçambas com as carcaças já colhidas, o que impedia o atendimento da reivindicação dos da beira. Quando ambos acordavam, os que estavam em frente aos portões do porto não deixavam as demais máquinas e caminhões saírem para dar apoio à ope