Pular para o conteúdo principal

Jovem de 18 anos inventa a superbateria

A estudante californiana (EUA) Eesha Khare, 18 anos, foi a vencedora da edição 2013 do “Prêmio Jovem Cientista”, da Fundação Intel e ganhou US$ 50 mil por ter inventado um micro dispositivo de armazenamento e entrega de energia.

Shot015

Bem, mas essas “baterias extras” que repassam cargas para celulares já são vendidas por aí. Qual a novidade?

O novo é que o supercapacitor, além de minúsculo, acumula a carga completa de um iPhone, por exemplo, e após 20 segundos de acoplado a ele, já lhe repassou a carga inteira. Não esqueça que o tempo normal para carregar um celular é uma média de 3 horas, em uma bateria “enorme” se comparada ao invento de Eesha.

Shot017

E tem mais, a energia encapsulada no “Eesha” mantem-se firme por um período mais longo do que todas as baterias de celulares comercializadas atualmente.

Mais ainda (essa Eesha é um gênio): a superbateria aguenta 10 mil ciclos de carga-recarga, quando a mais moderna bateria em uso não passa de 1000 ciclos.

A Intel irá investir no invento e teremos, em breve, celulares com baterias minúsculas que poderão passar até seis meses sem ir à tomada e, quem sabe, a partir do conceito de encapsulamento de energia desenvolvido por Eesha, poderemos, em um futuro mediato, ter carros elétricos com autonomia para grandes distâncias sem precisar de tomadas pelo caminho.

Comentários

  1. Deputado, o atual diretor do DETRAN, foi sabatinado para ter sua indicação aprovada pela ALEPA?

    ResponderExcluir
  2. Patricia Bittencourt Neves26/05/2013 11:09

    Ultimamente temos assistido o aparecimento de jovens extremamente talentosos, principalmente neste setor. Isso me impressiona e creio que só a espiritualidade para justificar tanta genialidade. Eesha, além do talento, tem o dom da beleza.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.