Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

A 1 World Trade Center

Já se insere na paisagem de Nova York a “1 World Trade Center”: a torre erguida no Marco Zero, onde sucumbiram, em 11 de setembro de 2001, as “Torres Gêmeas”, no mais audacioso e trágico atentando sofrido em território estadunidense. A 1WTC já alcançou a altura final (541,30 metros) fazendo com que o “Empire States Building” (381 metros) volte a ser o segundo prédio mais alto de Nova York. Em fase de acabamento a 1WTC tem previsão de inauguração em dezembro de 2013. A altura da torre medida em pés (unidade de medida de comprimento usada nos EUA) propositadamente coincide com o ano da independência dos EUA: 1776. Clique na imagem para vê-la aumentada.

Instituto Acertar: Edmilson e Priante no primeiro e segundo lugar respectivamente

O “ Blog do Bacana ” publicou no sábado passado (28.04) um pesquisa de intenção de votos e avaliações do prefeito Duciomar Costa (PTB), do governador Simão Jatene (PSDB) e da presidente Dilma Rousseff (PT). A intenção de votos estimulada coloca Edmilson Rodrigues (PSOL) com 38,1% e Priante (PMDB) com 16,1%, seguidos de Almir Gabriel com 12,4%, Arnaldo Jordy (PPS) com 11,1%, Zenaldo (PSDB) com 8,3% e Alfredo Costa (PT) com 3,8%. A margem de erro da pesquisa, que ouviu 630 pessoas, é alta: 4%. Tal margem não desconstitui, estatisticamente, a dianteira de Edmilson Rodrigues no processo, porém, em se comparando com as demais pesquisas já vistas, intui-se que o psolista bateu no teto (de 38% a 40%), o que lhe dificulta uma vitória em segundo turno.   A margem de erro (4%), todavia, assegura intuir que a segunda e terceira colocações (Priante e Almir) estão indefinidas, podendo, conforme o sentido que se escolhe para aplicar o erro, inverter as posições (Priante poderia estar em terceiro

Tempo de estio

As administrações do PT, em todo o Brasil, estão desembarcando do barco Delta com receio de se afogarem na cachoeira.

Veja recebeu R$ 34 milhões do governo de São Paulo em 2010

O jornalista Altamiro Borges, do jornal “Correio do Brasil” fez um levantamento no ano de 2010 que só agora veio a tona. Vasculhando o Diário Oficial de São Paulo Altamiro revelou que quando José Serra (PSDB-SP) era governador do Estado o “Grupo Abril”, que publica a revista “Veja”, recebeu do governo paulista aproximadamente R$ 34 milhões em um ano. Além de assinaturas da “Veja”, o governo de São Paulo comprou, em 2010, 25% da tiragem da edição “Nova Escola”, impressa pela Editora Abril. Como se não bastasse, para dar uma “mãozinha” a Roberto Civita, que controla o grupo, o governo fez constar a inclusão no ensino médio de aulas baseadas nas edições do Guia do Estudante, outra publicação do grupo. O pagamento à Veja é uma gota d’água do que é “investido” do erário, em todas as esferas da Federação, no mais diversos meios de comunicação, à título de publicidade institucional: algo em torno de R$ 2,6 bilhões por ano.

Mulheres são de Vênus

Homens são de Marte

Os aquíferos do Saara

Cientistas do Centro Britânico de Pesquisas Geológicas e da Universidade de Londres descobriram aquíferos (águas subterrâneas) no deserto do Saara. Os aquíferos encontram-se, principalmente, sob a Líbia, Argélia, Egito e Sudão. Os oásis que afloram na aridez do deserto são o afloramento dos aquíferos.  Estima-se a existência de cerca de 0,66 milhão de quilômetros cúbicos de água nos aquíferos do Saara, mas a maior parte deste mar subterrâneo está em local de difícil acesso, necessitando de cara tecnologia para trazê-la à superfície. Hoje, existem 300 milhões de africanos sem acesso à água potável.

Como se faz uma hidrelétrica

A Usina de Belo Monte alagará 400 mil hectares de floresta e será a terceira maior do mundo. Programada para entrar em operação em 2015 a um custo inicialmente previsto de R$ 20 bilhões (vai custar mais), Belo Monte deverá gerar, no pico, 11,2 mil megawatts. > Reminiscências Pelo rufar dos tambores, custe 8 ou 800, Belo Monte deverá estar pronta em 2015 para prover a mágica do gênio humano de transformar água em energia elétrica. Eu acompanhei a construção da Usina de Tucuruí. As fotos do Green Peace, do canteiro de obras de Belo Monte, reportaram-me ao passado. Lembro-me do aperto que senti no peito quando a ensecadeira fechou o Rio Tocantins , em cuja margem eu nasci, para erguer a barragem de concreto que abrigaria as turbinas: eu nunca imaginara, até então, que seria possível ver, em seco, o leito daquele imenso rio. Com a inauguração da obra o Tocantins foi tangido à agulha apertada dos tubos que o guiam à rolagem das turbinas: a energia que você está usando para ler est

O sinal de Didier

Didier Montalvo nasceu com um enorme sinal nas costas. O “nevo melanocítico congênito” de Didier é um sinal que afeta um em cada 20 mil recém-nascidos. Nascido na Colômbia em uma família pobre, aos 6 anos a marca era tão volumosa que Didier foi apelidado de “garoto tartaruga”: era uma criança reclusa, pois assediada negativamente sempre que saia. A história de Didier chegou aos jornais da Colômbia e uma campanha foi promovida para angariar recursos. > Final feliz Com os recursos arrecadados Didier foi levado ao Great Ormond Street Hospital, em Londres, onde o sinal foi removido com sucesso pela equipe do cirurgião Neil Bulstrode, que confessou ter sido o maior “nevo melanocítico” que ele já viu em sua carreira. A história de Didier foi ao ar no “ Channel 4 ”.

Na bucha

Canção e flores para um assassino

A Noruega, um dos mais belos países do mundo, tem um povo admirável e uma sólida democracia parlamentarista. O país viveu um pesadelo, em 2011, quando o extremista Anders Breivik protagonizou a maior tragédia doméstica da sua história moderna, assassinando , à queima roupa, 77 jovens que confraternizavam nos arredores de Oslo. Breivik alega-se um alerta a Noruega para o “perigo do multiculturalismo”: argumenta que nas escolas infantis a “praga” é incutida nas crianças, citando a canção “Barn av Regnbuen” (que fala sobre a tolerância com as diferenças culturais) como um exemplo de como o “marxismo cultural” se infiltrou nas escolas. > Canção e flores Na quinta-feira (26), cerca de 40 mil manifestantes tomaram a praça do Tribunal de Justiça, no centro da cidade, e debaixo de uma fina chuva, cantaram a “Barn av Regnbuen” (Filhos do Arco-íris) que exalta a sociedade multicultural: foi de partir no peito o mais empedernido coração. Não pude conter as lágrimas ao assistir a cena.

Mário Soares: Portugal perdeu a soberania

A “Revolução dos Cravos” (abril de 1974) perpetrada pelos militares portugueses com a ajuda da sociedade civil, deu fim à ditadura de Salazar, implantada em 1933 em Portugal. Mário Soares, preso e exilado pelo salazarismo desde 1960, beijou o solo de Lisboa três dias depois que os cravos romperam, em 28.04.1974: assumiu a liderança civil do movimento e a chefia do governo pós-revolução. > Um revolucionário da democracia portuguesa Acompanhei, como admirador, a carreira gloriosa do professor Soares: ele fundou o Partido Socialista (até hoje a segunda maior força política de Portugal), chegou ao belo Palácio de Belém (sede da presidência da República Portuguesa) e foi por duas vezes premiê. No outono dos seus 88 anos, Soares negou-se a participar das comemorações oficiais dos 38 anos da “Revolução dos Cravos” e sugere que um novo levante está por vir na terra do Fado. Alega que Portugal “perdeu a soberania” e está somente preocupado com austeridade “sobretudo olhando para núm

Marajó Notícias

A ilha de Marajó, debruçada na foz do Rio Amazonas, é uma das 2.500 ilhas do Arquipélago do Marajó . Destaca-se das demais por ser a maior ilha fluviomarítima da Terra (42 km²). Coloquialmente conhecida apenas por “Marajó”, a ilha, de uma belíssima natureza, abriga 16 municípios que se dividem em 3 microrregiões. É de lá que o Flávio Costa assina o “Marajó Notícias”, ratificando a sensacional revolução que a internet faz: a democratização da informação. Eu apoio, porque acredito ser uma ferramenta de gestão para a região, o “Território Federal do Marajó”. Infelizmente, com todo o respeito aos que pensam diferente, a maioria da classe política nacional ainda está perdida no latifúndio federativo, mentalidade incrustada nos senhores dos nossos destinos, desde as sesmarias. Clique na imagem e visite o “Marajó Notícias”, que já está na posição 46 da nossa lista dos “Blogs do Interior”. Um abraço ao Flávio e aos marajoaras.

Índio quer cota

Durante a sessão de ontem (26) do Supremo Tribunal Federal (STF), que julgou constitucional o sistema de cotas para afrodescendentes nas universidades públicas, índios protestaram pedindo a extensão da prerrogativa às etnias. Como os ministros não davam ouvidos aos apelos um dos índios, Araju Sepeti Guarani gritou que eles eram "racistas" e "urubus", o que inflamou os demais manifestantes. O presidente da Corte, Ayres Britto, pediu calma aos manifestantes, mas dois deles, Guarani e Pankararu, não cederam e a presidência determinou que fossem retirados da galeria. Na Praça do STF Pankararu declarou: "igualdade é negro, é cigano, é índio, são todos. Defendemos a cota para indígenas". Eu sou, eventualmente, a favor das cotas (acho que a maior discriminação é a econômica) e ainda não tinha pensando pela ótica do Pankararu: não é que ele tem razão... Ou não?

Justiça suspende exercício de função pública de acusados no “Caso Alepa”

Em decisão interlocutória lavrada ontem (26) no processo que Ministério Público do Estado (MPE) move contra Raul Nilo Guimarães Velasco e outros, o juiz Luiz Ernane Malato determinou a “suspensão do exercício da função pública ou da atividade de natureza econômica e financeira relacionada aos fatos dos acusados: Raul Nilo Guimarães Velasco, Marco Antonio dos Santos Braga, Raimundo Tadeu Maciel de Oliveira, Maria de Nazaré Rodrigues Nogueira, Paulina do Socorro da Costa Nascimento, Francoise Marie de Almeida e Sandro Rogério de Souza Matos.”. O processo trata dos supostos delitos ocorridos na Alepa, apurados desde 2011 pelo MPE. O juiz Malato acatou o argumento do MPE de que a presença dos servidores no exercício das suas funções no órgão poderia trazer prejuízos ao andamento do processo, como, por exemplo, a destituição de provas. A segunda parte da interlocução (suspensão da atividade de natureza econômica e financeira relacionada aos fatos) não tem efeito prático aos acusados relaci

PF: Marconi Perilo teria recebido R$ 500 mil de Cachoeira

Quem tem paciência e tempo para ler, e ouvir, o que a “CPMI do Cachoeira” vai ler e ouvir no seus 6 meses de circo, aos poucos desenrola o novelo das relações do “empresário de jogos”. O “QuidNovi”, blog assinado pelo jornalista Mino Pedrosa, está fazendo a sua CPI particular, garimpando os tomos (mais de 3 mil páginas e 40 horas de gravações) do processo montado em mais de dois anos de investigações da PF (que desde 2011 comunicou ao Procurador Geral da República o suposto envolvimento do senador Demóstenes Torres na rede) e postando as pérolas que acha. > No Palácio das Esmeraldas, sede do governo goiano O “QuidNovi” ouviu gravações indicando que o governador de Goiás, Marconi Perilo (PSDB) teria recebido, no Palácio das Esmeraldas, um pacote de dinheiro com R$ 500 mil, numa caixa de computador, enviados por Carlinhos Cachoeira. Segundo a PF o dinheiro foi entregue por Wladimir Garcês, reconhecido por Perillo como amigo e presidente da Assembleia de Goiás. Nas gravações Gar

Fornidos na mesma forma

Desflorestou geral

O rolo compressor do governo funcionou no Senado na para a aprovação do ICMS único para entrada de produtos importados, mas engasgou na Câmara na votação do Código Florestal. Ontem (25) os ruralistas derrotaram o Planalto por 274 votos a favor do relatório que modificou a proposta do Senado, contra 184 que seguiram a orientação do governo. > Deu saúva no Código Florestal O Código é sofrível e tem a assinatura do agrobusiness mais conservador do Brasil (algo assim como: para produzir tem que desflorestar). O governo apegou-se a detalhes do tipo, “é obrigado recompor com vegetação nativa a margem de rios com até dez metros de largura”, e os ruralistas foram eficientes em tourear a situação (dividida) com diversionismos anelares escondendo as motosserras nas entrelinhas. > Anomalias O Código Florestal  traz irregularidades tão absurdas que se tornam anomalias: há artigos que permitem os efeitos, mas proíbem a causa, como a desobrigação de recuperação florestal em torno de olhos

Os cachoeira: uma saga do Centro-Oeste brasileiro

Sebastião Ramos, 82 anos, morava em uma propriedade rural em Araxá-MG, cujo nome era “Fazenda Cachoeira”. Dali cunhou-se o apelido que carrega até hoje: Tião Cachoeira. Quando JK ousou construir Brasília, Tião Cachoeira, como centenas de motoristas de caminhões, começou a transportar o barro de Minas Gerais até o Planalto Central: a Novacap erigiu os palácios do DF com o barro das Minas Gerais. > De Araxá-MG a Anápolis-GO No fervilhar da imigração à nova capital Tião trocou Araxá por Anápolis, largou o volante do caminhão e passou a ser vendedor ambulante. Foi quando descobriu um negócio que mais lhe rendia que as quinquilharias que vendia: apontar o jogo do bicho para o “Pintadinho”, tradicional bicheiro daquelas bandas. No final dos anos 60 Tião Cachoeira já tinha as próprias bancas. Dos 14 filhos quem mais “deu para os negócios” do pai foi o Carlinhos, que herdou o aposto, ficando conhecido como “Carlinhos Cachoeira”. > De bicheiro a “empresário do jogo” “Menino” de

Depois da “Monte Carlo” a “Saint-Michel”

Enquanto Fernando Cavendish e Carlos Pacheco deixavam, hoje (25) pela manhã, o comando da Delta para tentar salvar contratos da empresa, a Polícia Civil do DF, cumprindo mandados da Justiça do DF, prendiam, em Goiânia, o ex-diretor da Delta para o Centro-Oeste Cláudio Abreu, apontado pela PF como o lugar tenente de Carlinhos Cachoeira na construtora. Concomitantemente, policiais cumpriam mandados de busca e apreensão na Câmara de Vereadores de Anápolis (GO), onde também prenderam o vereador Wesley Silva (PMDB), amigo de Cachoeira e tido como um dos seus “colaboradores” políticos. A “Operação Saint-Michel” um desdobramento da “Operação Monte Carlo”, cumpre ainda mandados nas cidades de Brasília e São Paulo.

Belém recebe R$ 712 milhões do PAC

Dos R$ 32 bilhões do “PAC Mobilidade Grandes Cidades”, anunciado ontem pela presidente Dilma Rousseff, coube à Belém R$ 712 milhões. > Prefeitura A prefeitura de Belém abocanhou R$ 498 milhões, que serão usados para prosseguimento e conclusão do sistema BRT, que inicia em Icoaraci e termina em São Brás. > Estado O governo do Estado receberá R$ 214 milhões que serão usados no sistema BRT, trecho Entroncamento até Marituba, e na conclusão do prolongamento da avenida João Paulo II. > Duciomar Costa A inclusão dos R$ 712 milhões no PAC é uma vitória do prefeito de Belém, Duciomar Costa (PTB), que não foi bobo e tem arte, pois no parte e reparte ficou com a melhor parte.

Senado põe fim à “guerra dos portos”

Por 56 votos favoráveis e 12 contrários o Senado aprovou ontem (24) a Resolução 72, que unifica em 4% a alíquota do ICMS de produtos importados em todo o Brasil, pondo fim à prerrogativa dos estados de conceder, na espécie, incentivos fiscais para receber movimentação de carga e investimentos de empresas do ramo: a chamada “guerra dos portos”. > Rolo compressor do governo O pulso forte do governo acabou por aprovar a medida sem a contrapartida de renegociar a dívida dos estados, como queriam os governadores: o rolo do Planalto achatou a massa que crescia por um novo pacto federativo. A resolução excluiu da alíquota única os importados sem similar nacional e componentes de informática inclusos no Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Semicondutores. > Sem intervalo de transição Os senadores do Espírito Santo (Estado mais prejudicado com a resolução) ainda tentaram encostar ao projeto uma regra de transição, mas não tiveram liga suficiente para a empre

PT indica Odair Cunha (PT-MG) para relatar a “CPMI do Cachoeira”.

A ala da ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti (PT-SC), reforçada pela própria presidente da República, venceu a queda de braço com o a ala do PT que queria indicar o ex-líder do Governo na Câmara Federal Cândido Vaccarezza (PT-SP) para a relatoria da “CPMI do Cachoeira”. Hoje (24) à tarde o líder do PT na Câmara, Jilmar Tatto (SP), anunciou a escolha do deputado federal Odair Cunha (PT-MG), homem de confiança do Planalto, para o cargo. Presidirá a CMPI o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB). Logo após a o anúncio de seu nome, Odair Cunha respondeu à imprensa que as investigações serão feitas "doa a quem doer", ressalvando, todavia, que a CPMI não vai, necessariamente, “para cima do Palácio do Planalto ou para cima de qualquer membro do governo”. Se há ressalvas, obviamente o “doa” vai selecionar em quem “vai doer”.

Choque salarial

Trazida do facebook de Michelle Dangeli , de Parauapebas.

Vereadora de Salinas é presa em flagrante

Jamili Corrêa (PT), vereadora da Câmara Municipal de Salinópolis, e sua assessora Marly Costa, foram presas em flagrante, na manhã de ontem (23), por policiais civis do Núcleo de Inteligência Policial (NIP) do Pará. > Extorsão As duas são acusadas de extorquir R$ 100 mil do prefeito do município, Vagner Curi (PT), para não levar adiante a instalação de um processo de impeachment do gestor municipal. O flagrante foi realizado na orla da praia do Maçarico, no momento em que as acusadas recebiam R$ 75 mil em dinheiro do sobrinho do prefeito. A Polícia filmou a entrega do dinheiro à vereadora. > Álibi inconsistente Em seu depoimento, a vereadora justificou o recebimento do valor alegando que pretendia desmascarar o prefeito mostrando o dinheiro durante a sessão da próxima quinta-feira, na Câmara Municipal de Salinópolis, com vistas a provar os atos de corrupção supostamente cometidos pelo gestor. Fonte: Ascom Polícia Civil

A divina comédia

Em política não se encontram santos: todos somos pecadores. O que nos diferencia é o grau do pecado (para ser bondoso comigo mesmo, arrisco que os meus vitupérios já me mantêm por alguns anos no purgatório). Assevero isso, mesmo porque mais não seja, porque na Terra não há santos: todos estão no céu e alguns deles compraram a santidade. As simonias estão narradas à quem se interessar por esse período da Igreja Católica Romana, que foi pródiga em canonizações. > O Amapá abusa Mas o estado do Amapá está abusando da boa vontade da República que reza a missa: como se não bastasse o que já vimos por lá, ontem (23) o STJ (Superior Tribunal de Justiça) determinou o afastamento de cinco dos sete conselheiros do Tribunal de Contas do Amapá e de cinco servidores do órgão. Todos suspeitos de participação em suposto esquema que teria desviado R$ 100 milhões do tribunal. São os afastados: o presidente, Reginaldo Salomão; o ex-presidente José Coelho; o corregedor Manoel Antônio Dias; e os conse

Infelizmente é verdade

Eu já acreditei nessas conferências. Já passei 24 horas em um avião indo e mais 24 voltando, para participar de 6 horas de conferência sobre o uso das águas (Riad). Continuo acreditando que o planeta não suporta a pressão que fazemos sobre o ambiente, mas constato que já estamos muito além do jardim do Éden e não jogamos migalhas de pão na trilha que nos poderia levar de volta. Não acredito mais nessas conferências: elas não mais passam de convescotes bancados pelo erário de diversos países para reincidir em diagnósticos e receitas que se perdem na retórica. A ciência e a tecnologia passaram a ser um fim em si mesmas e o ser humano, longe de ser o sujeito dessas engrenagens passou a ser objeto delas. Sequer podemos chamar quem participa destes desperdícios temáticos de quixotes, pois os moinhos se confundem no mesmo meio e não mais ficam parados à espera de ventos: eles é que tangem os ventos agora. Portanto, minha cara Marina, na verdade a festa já acabou e a nós, definitivament

Lavando a toga suja

O pano de fundo da troca de “amabilidades” entre os ministros do STF, Cezar Peluso e Joaquim Barbosa, além de revelar as vísceras necrosadas da Corte Suprema reflete a mais flagrante desavença de suas excelências. > Mensalão é o epicentro da crise A lavagem das togas se dá em virtude de os ministros estarem divididos sobre o julgamento do “mensalão”: uns querem apressar a pauta, outros são contra o açodamento de pautar o processo sob pressão popular. A revista ISTOÉ reporta que “conversou com ministros, assessores e advogados” e recolheu que o STF vive um dos momentos mais tensos da sua história, principalmente depois que Carlos Ayres Britto assumiu a presidência alardeando a disposição de apressar a pauta do mensalão. > Contra e a favor Joaquim Barbosa, relator do processo, comunga com Britto, mas o revisor, Ricardo Lewandowski, mesmo opinando que o “mensalão” merece atenção, demonstra irritação com o assédio dos colegas para que corra com a revisão. Segundo a ISTOÉ “

À meia luz

A Comissão do Senado encarregada de propor reformas ao Código Penal incluiu um ponto que deverá gerar acirradas discussões entre as diversas bancadas do Congresso: a descriminalização das casas de prostituição, o que abrirá caminho para a regulamentação da profissão de prostituta, como já é realidade na Alemanha e Holanda. Os juristas que propõem a mudança alegam que “a proibição dos prostíbulos só serve para que corruptos possam extorquir os donos dessas casas.”. > Rede de corrupção Prostitutas foram ouvidas sobre o assunto e aprovam a mudança: "Tem muito prostíbulo aí que abre as portas e, ao invés de pagar para o governo, paga para os policiais", relata a garota de programa Fabiani. Fabiani está certa: não há uma cidade no Brasil que não tenha um prostíbulo. Como a atividade é crime que sujeita o mantenedor a pena de reclusão de 2 a 5 anos mais multa, esse tem que pagar suborno à autoridade policial ou judiciária para se manter no “negócio” . > Dúvidas Não

A Cinderela britânica

A mocinha da foto é Florence Colgate (nada com a pasta dental), 18 anos, eleita a mulher mais simetricamente linda do Reino Unido. Para participar do concurso é necessário jamais ter feito quaisquer modificações no corpo, ou seja, Florence, nestes tempos de silicones e implantes em geral, é totalmente original de fábrica. Nem maquiagem pode ser usada no concurso. > Mais de 8 mil concorrentes Florence, uma singela mocinha britânica que trabalha como atendente em uma lojinha de bairro, segundo o “Daily Mail”, bateu mais de 8 mil concorrentes. > Beleza clássica O especialista “em sinais clássicos da beleza”, Camem Lefrève, do laboratório de percepção da Escola de Psicologia da Universidade de Saint Andrews, que participou do júri, diagnostica o sucesso de Florence: “Ela tem olhos largos, maçãs do rosto salientes, lábios carnudos e uma pele lisa”. Quieto ai, Dunga. Nem pense em chegar perto desse brotinho em flor.

Movimento Brasil contra a Corrupção

Ocorreram ontem (21) em várias capitais do Brasil manifestações contra a corrupção promovidas pelo Movimento Brasil contra a Corrupção (MBCC). Em Belém a marcha reuniu cerca de mil manifestantes que saíram da Praça da República e foram até o prédio da Assembleia Legislativa. Segundo os manifestantes o movimento é apartidário e não está vinculado a qualquer organização formal: uma espécie de movimento anarquista puro, propagado pela internet. Em São Paulo, onde o protesto acabou sendo dissolvido pela Polícia Militar por ter obstruído vias não autorizadas previamente, juntaram-se ao movimento grupos organizados denominados “Revoltados On Line”, “Dia do Basta”, “Quero o Fim da Corrupção”, “Nas Ruas” e “Pátria Minha”. Os manifestantes pedem rapidez no julgamento do mensalão, o fim do foro privilegiado para parlamentares e voto aberto em todas as votações do Congresso. Seria uma versão política do “ Occupy Wall Street ” na Terra de Vera Cruz?

Como uma onda no mar

O governo federal resolveu se livrar da Delta Construções antes que a virose que a acometeu cause pneumonia no Planalto. Intui-se isso desde que a Controladoria Geral da União (CGU) instaurou, na sexta-feira (20), processo administrativo para averiguar-lhes os contratos. > Sinuca de bico O movimento coloca o lulo-petismo na sinuca de bico. Se a CGU concluir que a empresa é idônea o assunto vira piada e se vai propagar que o órgão serviu panetone antes que a “CPMI do Cachoeira” servisse pizza. > No Ceará pode Sabe-se agora que a CGU teve conhecimento de irregularidades envolvendo a Delta desde 2010, quando o relatório da “Operação Mão Dupla” reportou que a Delta patrocinava “superfaturamento e desvio de verbas” em conluio com o DNIT que fez “pagamentos indevidos à empreiteira” em obras realizadas no Ceará. E por que a CGU não tomou providência quando soube disto, da mesma forma que faz em prefeituras flagradas bolinando o erário federal? Respondeu a CGU que até então não havia

Delação premiada

O articulista Leandro Mazzini relata no seu blog que o ex-governador do DF Federal José Roberto Arruda pode ter feito um acordo com o Ministério Público para delação premiada. No seu primeiro depoimento à Procuradoria Geral da República da 1ª Região, em 14.03,  Arruda revelou que o ex-procurador geral de Justiça do DF, Leonardo Bandarra, e a promotora Deborah Guerner lhe extorquiram no episódio que culminou com a sua saída do GDF. Mas as únicas obliquidades que dão manchete são as linhas tortas que os políticos traçam. As derrapadas dos demais senhores e senhoras da República não têm eco nos ouvidos do contribuinte. Portanto, se Arruda quer atenção tem que fazer a delação valer o prêmio tirando a roupa de algum político graúdo, pois, como diz o Cavendish (dono da Delta), também “não interessa a raia miúda” .

Os 30 maiores prejuízos empresariais da América Latina

A “Economatica” publicou o nome das 30 empresas de capital aberto da América Latina que fecharam 2011 com os maiores prejuízos. Das 30, 20 são grandes empresas brasileiras, como a OGX e a MPX, do bilionário Eike Batista, que amargou, nas duas, prejuízo de R$ 902 milhões (coitado). Abaixo um quadro com as empresas, o país correspondente e o prejuízo, em dólares. As empresas brasileiras estão em amarelo. O quadro elaborado a partir dos dados da Economatica.

Época: Cachoeira “plantou” na imprensa as denúncias contra ex-diretor do DNIT

A revista “Época” revelou ontem (20) um dos capítulos do “Caso Cachoeira”. Em uma gravação, feita da PF, o “empresário de jogos” Carlinhos Cachoeira se jacta de ter articulado para degolar Luiz Antonio Pagot do cargo de diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Na gravação Cachoeira confessa ao diretor da Delta para o Centro-Oeste, Cláudio Abreu (que por tudo o que já ouvi das gravações era um lugar tenente de Cachoeira na Delta) , que "plantou" informações contra Pagot na imprensa. A partir das informações repassadas por Cachoeira à imprensa essa publicou uma série de reportagens cuja repercussão inicial foi a queda de Pagot e acabou por derrubar o próprio ministro dos Transportes, o senador Alfredo Nascimento (PR-AM). > Pagot usa o episódio como álibi O ex-diretor do DNIT, ao saber da gravação, apressou-se em usar as inconfidências de Cachoeira como uma espécie de habeas corpus, alegando-se inocente de todas as acusações perpetrada

Brasil tem o 2° maior juro real do mundo

Na quarta-feira (18) o Copom derrubou a taxa de juros nominais ¹ para 9% ao ano. Com a medida os juros reais ² descem a 3,4% ao ano, fazendo com que o Brasil deixe de ter a maior taxa de juros reais do mundo, cabendo a tocha, agora, à Rússia. A taxa ainda é alta para os padrões das economias sólidas, mas barateia o dinheiro: os spreads nacionais são um dos maiores empecilhos aos investimentos e um dos mais pesados componentes do custo Brasil. > Repercussão no mundo O arrocho nos spreads nacionais repercutiu no mundo: o “China Daily”, o Financial Times” e a “Bloomberg Business Week” parece que combinaram as chamadas e reportam que o corte se deu “diante da menor pressão inflacionária e da necessidade de estimular a economia”. Os conservadores “Wall Street Journal” e “Financial Times”, observam que os movimentos podem ser o anúncio de uma terceira rodada de “afrouxamento quantitativo” (concessão de crédito sem qualificações nas tomadas, o que pode gerar insolvência), o que tr

Montando o circo

A presidente Dilma Rousseff quer o impossível: evitar que a “CPMI do Cachoeira” seja “midiática”. Ora, sem mídia não existem CPIs: a mídia lhes é a razão de ser. Pena que a mídia só ilumine o palco e não tem acesso à coxia. Repercutindo a recomendação da presidente Dilma o líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), declarou que escolherá os membros que caberão ao PT dentre os deputados que têm “postura sóbria”. > Escaramuças pela relatoria O PT marcou posição em ficar com a relatoria da CPMI. Isso gerou uma guerra intestina entre os deputados Odair Cunha (PT-MG) e Henrique Fontana (PT-RS): ambos negam que estejam labutando pelo cargo. Como uma terceira via surge o nome do ex-líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), mas o Planalto lhe veta o nome receoso de que ele poderia puxar a sardinha para a brasa a ala do PT que se desafeta com o gabinete presidencial. > PMDB deverá ficar com a presidência O PMDB labuta pela presidência da CPMI e articu

Pena de morte

O promotor de Justiça de Goiás, Tito do Amaral, membro do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) carregou nas tintas na reunião do órgão ontem (19) quando ocorria o julgamento de um processo disciplinar em que o procurador da República de São Paulo, Matheus Magnani, foi acusado de quebrar o sigilo de um caso que investigava, durante uma entrevista. Tito Amaral defendia a não aplicação da pena disciplinar ao procurador paulista e, comparando o que esse vazou, alegou que “se ele for punido por essa entrevista que deu, os procuradores da República que estão à frente dessa operação Monte Carlo têm que ser condenados à pena de morte”. > Ex-assessor de Demóstenes Torres Tito do Amaral foi assessor do senador Demóstenes Torres (ex-DEM) quando este era procurador-geral de Justiça de Goiás, e afirmou que há responsabilidade do Ministério Público Federal no vazamento para a imprensa dos dados da “Operação Monte Carlo”. É certo que a ansiedade dos promotores e procuradores de Ju