Pular para o conteúdo principal

Não precisa usar, basta ter um

tab

Quem correu a comprar Ipads e assemelhados, os tão sonhados “tablets”, não tardará a sentir aquele gosto amargo de ver o objeto do seu desejo, um dia depois de comprado, em liquidação, pela metade do preço.

É que o governo federal publicou ontem, 23, a medida provisória nº 534, que zera o PIS e o Cofins cobrados sobre o valor de venda dos “tablets” no Brasil.

A medida derrubará o preço dos produtos em aproximados 40%: em um Ipad de R$ 2 mil, o resultado será um preço final de R$ 1,2 mil.

Embora o governo não confesse, a medida foi uma das exigências feitas à presidente Dilma durante a sua recente viagem à China, pela chinesa Foxconn, para que esta iniciasse a produção de “tablets” no Brasil.

Na esteira da Foxconn outras fabricantes serão beneficiadas, como as nacionais Positivo e Itautec, e as multinacionais Motorola, Samsung e LG.

Comentários