04/01/2017

O primeiro delator

Shot 004

Em 1993, o ex-chefe da assessoria de orçamento do Senado José Carlos Alves dos Santos, foi condenado a dez anos, e recolhido preso, por corrupção passiva, pela sua participação no esquema conhecido à época como o escândalo dos “Anões do Orçamento”.

Para quem não se lembra, o escândalo dos “Anões do Orçamento” consistia em parlamentares incluírem no orçamento da União recursos para obras já acertadas com grandes empreiteiras, que lhes pagavam comissões e contribuíam para as suas respectivas campanhas.

O escândalo gerou a CPI dos Anões do orçamento, na qual seis parlamentares foram cassados, oito foram absolvidos e quatro renunciaram.

José Carlos Alves dos Santos foi o delator do esquema e o único que foi condenado e preso. Na sua delação, ele não só deu os nomes dos parlamentares do esquema como os das empreiteiras envolvidas, que eram a Odebrecht, Andrade Gutierrez, OAS e Queiroz Galvão, ou seja, as mesmas na esteira da atual operação Lava Jato.

Esta semana, a Veja entrevistou José Aves dos Santos, que foi libertado em março de 2013, devido a ter cumprido 1/6 da pena e ter adquirido direito a indulto. Abaixo, a entrevista:

3 comentários:

  1. Nº 4, quinta-feira, 5 de janeiro de 2017 COMPANHIA DOCAS DO PARÁ
    EXTRATO DE APOSTILAMENTO
    ESPÉCIE: Termo de Apostila ao Contrato nº. 14/2013, firmado com
    a TRANSNAVE LTDA, para Substituição da Modalidade de Garantia,
    para que seja substituída a atual modalidade de garantia do
    contrato que é a fiança bancária pelo seguro garantia, continuando as
    condições estabelecidas na Cláusula Vigésima Sétima dos Seguros e
    das Garantias. Parsifal de Jesus Pontes, Diretor-Presidente da CDP.
    EXTRATO DE CONTRATO
    ESPÉCIE: Contrato de Credenciamento nº 17/2016; CONTRATANTE:
    Companhia Docas do Pará - CDP; CONTRATADA: Debora
    Bianchi Alves; OBJETO: Serviços de Psicologia PRAZO: 12 (doze)
    meses; DATA DA ASSINATURA: 09.11.2016; SIGNATÁRIOS: Raimundo
    Rodrigues do Espirito Santo Junior e Maria Helena Moscoso
    da Silva, respectivamente Diretor Presidente em exercício e Diretora
    de Gestão Portuária da CDP e Debora Bianchi Alves.
    EXTRATOS DE TERMOS ADITIVOS
    ESPÉCIE: Termo Aditivo nº 07 ao Contrato nº 02/2013; CONTRATANTE:
    Companhia Docas do Pará - CDP; CONTRATADA: Indra
    Brasil Soluções e Serviços Tecnológicos S.A; OBJETO: Majoração de
    valor; VALOR GLOBAL ATUALIZADO: R$ 1.107.980,25; FUNDAMENTAÇÃO:
    Lei nº 8666/93; DATA DA ASSINATURA: 10.11.2016;
    SIGNATÁRIOS: Raimundo Rodrigues do Espirito Santo Júnior e Maria
    Helena Moscoso da Silva, respectivamente Diretor Presidente em exercício
    e Diretora de Gestão Portuária da CDP e Marcos Vinícius Pinheiro
    Dib e Washington Luiz dos Santos Gomes, Diretores da Contratada.
    ESPÉCIE: Termo Aditivo nº 09 ao Contrato n° 22/2012; CONTRATANTE:
    Companhia Docas do Pará - CDP; CONTRATADA: PARAÍSO
    COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA-EPP; OBJETO: Prorrogação
    de prazo; PRAZO: 06 (seis) meses; FUNDAMENTAÇÃO LEGAL:
    Lei n.º 8.666/93; DATA DA ASSINATURA: 30.12.2016; SIGNATÁRIOS
    Parsifal de Jesus Pontes e Raimundo Rodrigues do Espirito
    Santo Júnior, respectivamente Diretor Presidente e Diretor Administrativo
    Financeiro da CDP e Erivaldo Morais de Oliveira, Representante
    Legal da Contratada.

    ResponderExcluir
  2. Parsifal;

    Por acaso uma dessas penas que o delator cumpriu apenas 1/6 foi o covarde e impiedoso assassinato da esposa dele, Ana Elizabeth Lofrano, atraída para um suposto 'jantar de reconciliação' e entregue nas mãos de dois pistoleiros para ser brutalizada e enterrada viva? Nossa! Esse cara devia estar preso e de bico calado, mas... rico e... amigo dos senadores, deputados, juízes, etc, pegou só 17 anos na teoria e menos de 3 na prática. Como esse país é injusto! Por quê não mudam o Art.5º. Feminicida vira herói da noite pro dia.

    ResponderExcluir


  3. Lorena Nascimento01/12/16 11:58
    Olá. Bom dia! Vi que chamaram um assistente administrativo para vila do conde, mas ela desistiu e chamaram o terceiro...será que até final de Janeiro chamam mais um.


    Parsifal Pontes01/12/16 15:18
    Não é possível fazer previsão disso. Surgindo a vaga, chamamos. obs: é pq não chamam o 1 colocado a tec seg trabalho pra vacancia do funcinario que faleceu ai e tb era tec seg trabalho ai...ai... Mundico ?

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.