08/04/2016

O placar do impeachment em 07.04.16

Shot01

Do dia 06.04, para o dia 07.04, ontem, segundo o Estadão, os votos favoráveis ao impeachment aumentaram de 259 para 277, ou seja, 18 deputados se decidiram, o seu revelaram favoráveis.

A Folha de S. Paulo publicou hoje (08), uma pesquisa feita com os deputados federais, encerrada ontem (7), que revela um número mais próxima ao necessário para enviar o impeachment ao Senado.

Segundo a Folha, 308 deputados “seriam” a favor do impeachment. A pesquisa, todavia, não alcançou esse número nominalmente, e sim através de média ponderada, ouvidos 291 deputados. Os resultados do Estadão, portanto, por serem nominais, é o exato, mostrando, o da Folha, uma tendência.

7 comentários:

  1. Meu irmão de tucurui
    não contamine seu blog com o estadão - ele manipula descaradamente- veja materia abaixo www.tijolaco.com.br

    seu blogo éo mais acessado no Pará tem credibilidade e analizes precisas


    Estadão dá aula de como manipular um título

    Vejam o que faz o Estadão sobre a Mossack Fonseca, estrela dos Panamá Papers.

    Título: Moro manda para o STF investigação da Mossack que cita Lula.

    E 22 demoradas linhas depois: Não há relação da offshore com o apartamento atribuído ao ex-presidente Lula.

    A investigação da Mossack cita Lula em que, então?

    Ou a Mossack apareceu na ânsia frustrada de “pegar” o Lula.

    Porque os jornais brasileiros não se interessam pela farta documentação, mostrada aqui, no Viomundo e em outros blogs, que mostram que a polêmica mansão irregular de Paraty, objeto de processo na Justiça Federal pertence a um empresa organizada pela Mossack Fonseca?

    Por que a tentativa de ligar Lula a ela se, linhas adiante, se dirá que nada têm a ver?

    Porque, lamentavelmente, não se faz jornalismo, faz-se uma campanha política de desmoralização que não conhece nem os limites da verdade nem os da ética.

    ResponderExcluir
  2. Nossos Deputados do PMDB que estão indecisos, espero que não decepcionem os seus eleitores, por interesses próprios; pois tenho
    certeza que se votarem a favor Dilma, adeus reeleição.

    ResponderExcluir
  3. Mais corrupção e atraso para um país que não basta:

    ANVISA interfere equivocadamente em mais um segmento da saúde; desta vez o alvo dos lobistas à serviço do poderoso cartel estrangeiro que está aportando no Brasil, foi o tradicional laboratório Belém-Jardim (Belo Horizonte, MG) que processa plantas e ervas largamente empregadas pela milenar cultura popular.

    A face técnica do problema infelizmente tem retardado a assimilação popular de que os escândalos de corrupção no Brasil se interligam num grande labirinto, e no qual há lugar para um balcão de negócios envolvendo o cartel da indústria farmacêutica sob controle do capital estrangeiro e instâncias federais cooptadas - no caso a ANVISA, a quem cabe dissimuladamente tecer 'notas técnicas' que contrariam séculos da história e da cultura do uso de fitoterápicos em nossa população.

    Conheço pessoas que fazem uso dos produtos Belém-Jardim há anos e delas até hoje só tenho ouvido elogios. A perseguição está apenas no início, e onde se lê 'suspensão temporária', deve se entender que vão chegar ao mote da 'falta de estudos sobre o assunto' para interditar permanentemente, como já estão fazendo ao decretar a desesperança aos pacientes portadores de câncer, que ao tomarem a fosfoetanolamina obtém melhora geral no quadro de saúde.

    O Brasil não investe em pesquisa fitoterápica nem em remédio para câncer (só investe em propinas); os nacionalistas não querem que outras nações pesquisem as nossas plantas e ... danem-se os necessitados.

    ResponderExcluir
  4. enquanto as atenções se concentram na disputa pelo poder, veja o que faz o oligopolio financeiro:
    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/04/1758651-caixa-economica-elevou-juros-sob-pressao-de-bancos-privados.shtml

    ResponderExcluir
  5. vê nosso pais dividido em "coxinhas e mortadela" é triste.

    ResponderExcluir
  6. O Capital ejetou a Dilma. E o vil metal detonou com o Lula.
    Dilma é fator de travamento da engrenagem de produção e circulação de riquezas no Brasil e , nessa condição, não tem quem a segure em sua cadeira. Com tantas denuncias de corrupção pipocando de todos os lados, Lula já não convence ninguém de sua inocência. Como dizia Flávio Cavalcante: nossos comerciais, por favor. Já Chacrinha, o Velho Guerreiro: roda, roda, roda e avisa, um minuto pros comerciais!! É a Economia, estúpidos! Sem produção não há distribuição. Seguimos em frente, até a próxima crise.

    ResponderExcluir
  7. Dilma confiscou o patrimonio de acionistas de empresas eletricas. Infelizmente ninguém sugeriu sua renuncia para o bem do brasil na época.
    Mas também cabe observar que há alguma incopetencia dos lideres empresariais para o dialogo, e algum fingimento. Reclamam da burocracia, mas não indicam algum Beltrão, reclamam dos juros altos, mas não pedem liberdade para abrir bancos.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.