02/01/2016

Drops de ano novo

Impostos de ano novo

Shot006

A partir de ontem (01) está majorada a tributação sobre bebidas alcoólicas e itens de informática como smartphones, tablets e notebooks.

Com o aumento da carga tributária sobre esses itens, o governo espera aumentar a arrecadação em R$ 7,7 bilhões em 2016.

No caso de bebidas, mudou também a forma de tributação de alguns goles. O vinho nacional, por exemplo, pagava, independentemente do preço da garrafa, R$ 0,73 por garrafa produzida, um valor simbólico para enfrentar a concorrência das importações. Agora, o IPI sobre os vinhos nacionais passa a ser de 10% sobre o valor do produto na saída da indústria.

No caso dos itens de informática, acabou a isenção do PIS/Pasep e do Cofins sobre smartphones, tablets, roteadores e notebooks, que faziam parte do programa de inclusão digital do governo federal. Com a volta da tributação, caso o varejo não a absorva, esses itens serão majorados em cerca de 10% em média.

linha

Tem propina pra situação, pra oposição, pra todo mundo

Shot007

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) volta à baila como receptor de propina. O excerto acima é da delação premiada de Carlos Rocha, vulgo Ceará, que também entregou o senador Collor de Mello como freguês do doleiro Alberto Yousseff.

Aécio Neves teria recebido R$ 300 mil “de um diretor da UTC Engenharia”. A propina teria sido entregue por Rocha, no Rio de Janeiro, a um interlocutor chamado Miranda, que lhe teria dito que “não aguentava mais a pessoa lhe cobrando tanto". Rocha disse que perguntou quem seria, e Miranda teria respondido "Aécio Neves".

"E o Aécio Neves não é da oposição?", teria perguntado Rocha ao diretor da UTC que lhe mandou entregar o dinheiro, ao que ouviu de resposta: "aqui a gente dá dinheiro pra todo mundo: situação, oposição, todo mundo".

linha

Dilma Rousseff 2016

Shot003

As frases acima são da presidente Dilma Rousseff, escritas em artigo de sua autoria publicado ontem (01) na Folha de S. Paulo, onde a presidente faz um rápido balanço do seu primeiro ano de governo e aponta perspectivas para o 2016 que já vivemos.

Para ler o artigo clique aqui.

linha

Morre Natalie Cole

Shot009

Anunciou ontem (01), o site TMZ, que no último dia de 2015 (31) a cantora Natalie Cole, filha da lenda do jazz Nat King Cole, morreu, aos 65 anos.

Natalie Cole já lutava contra complicações graves devido a um transplante de rim e quimioterapia devido a hepatite C.

A cantora venceu nove prêmios Grammy e uma das suas mais célebres intepretações foi um dueto virtual que fez com o pai, já morto, de “Unforgettable”, que você pode apreciar abaixo:

4 comentários:

  1. Sou a favor de maior tributação de bebidas alcoolicas.
    A respeito de produtos de informatica, eu preferiria pagar menos imposto, mas penso que o aumento é cabivel. Como gera muito lixo, é bom que pague mais imposto.

    Continuando o assunto dolar, no terceiro trimestre o dolar aumentou um pouco mais de 27%.
    Dependendo do quanto vai ser repassado para a inflação e para salarios, a balança comercial daqui a um ou dois anos poderá ter um resultado fantastico, mas a custa de carestia, mortes desnecessarias e um estelionato eleitoral, pois a promessa eleitoral não foi arrochar os salarios.
    Quando o governo permite ou incentiva o aumento rapido do dolar como foi o caso, geralmente há interesses escusos por tras.

    Falei com um taxista aposentado, talvez ele represente bem a maioria ignorante da população: "cotação do dolar é assunto dos ricaços, eu quero que meu salario de aposentado acompanhe a inflação, o resto não interessa" ele disse. Ele estava bem a par dos aumentos de preços. Não consegui convence-lo de que o aumento do dolar está entre as causas do aumento do pão e da carne.
    Mas o pessoal do falar empolado de brasiliia que está mergulhado em conflitos entre si representa bem a republica de weimar, eu penso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existe "maioria ignorante da população". Os taxistas são mestres nos seus ofícios e têm perfeita noção do ambiente em que vivem,além de termômetros do humor popular.
      Só é ignorante aquele que desconhece os seus próprios limites e isso é uma característica pessoal e não "da população".

      Excluir
    2. eu não acredito que o nobre politico não perceba o impacto inflacionario de uma valorização cambial, penso que rechaça a ideia devido ao alinhamento politico.
      Reconheço que não fui elegane ao me expressar, isso acontece por ter raiva da situação, raiva das coiss de terceiro mundo.
      Eu coloquei a opinião do taxista por também achar que representam uma parte da população. essa parte da população é maior do que a representada pelos intelectuais, mas é só uma parte, talvez os politicos valorizam demais a opinião dos taxistas.

      Desvalorização cambial rápida é tipico terceiro mundismo, só vi acontecer em pais do primeiro mundo uma vez.

      Excluir
    3. Tente não deixar a raiva contaminar suas opiniões. Quem tem raiva sempre perde.
      Não sei se os políticos valorizam demais a opinião dos taxistas. Eu valorizo demais a opinião de todo mundo que tem uma. Opinião é liberdade de expressão e por isso deve ser valorizada demais, mesmo que se discorde dela.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.