14/11/2015

Painéis urbanos

Pinturas em 3D em fachadas de prédios, além de arejar os ares de áreas urbanas, são ótimas para estabelecerem referências nas cidades.

Em Belém, houve, em 1985, intervenção do tipo em uma fachada, na esquina da Boulevard Castilhos França com a Avenida Portugal.

O painel, pintado pelo artista plástico paraense Osmar Pinheiro de Souza Jr., denominado “Caza do Povo”, reproduzia como era a esquina em 1900.

A única foto que tenho do painel é a colada abaixo, onde ele aparece no álbum “Crônica fotográfica do universo mágico no mercado do Ver-o-Peso”, de Luiz Braga.

Shot

De longe, o andante desavisado, era enganado pelo painel e achava que na esquina, efetivamente, estava a “Caza do Povo”.

O painel foi violentado pelo mal uso urbano e, em 2000 2010, ao invés de restaurá-lo, a Secretaria de Cultura do Estado, com o consentimento da Prefeitura de Belém, lesou a memória do já falecido Osmar Jr. e apagou-lhe o mural, para dar lugar a outro, desta feita pintado pelo artista plástico paulistano Eduardo Kobra, retratando uma rua do comércio da região na década de 20 do século passado, que se vê abaixo:

Shot 003

O painel de Kobra também já foi maltratado pela pressão urbana mal educada.

Dedilho sobre o assunto porque recebi, por e-mail, algumas fotografias de painéis urbanos espalhados pelo mundo. Infelizmente as fotografias não vieram com os devidos créditos e nem os locais onde foram tomadas, mas mesmo assim postei, pois agradam a vista.

Para ver clique aqui.

4 comentários:

  1. presidente,Q.a.p NO PORTAÕ 17 POIS ALI ,ATÉ BOI PODE VOAR...

    ResponderExcluir
  2. Uma correção : não foi em 2000, mas durante o governo Ana Júlia que o painel do falecido Osmarzinho foi trocado pelo do Cobra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, a data saiu errado. Foi em 2010. Já está corrigido. Obrigado.

      Excluir
  3. Aqui em Belém, o Poder Público deixa que vandalizem qualquer patrimônio edificado.
    Camelôs, cracudos e vândalos mesmo repelem todo nosso potencial turístico.
    Nem a bela decoração natalina colocada há poucas semanas pelas arvores do início da Pres Vargas até o fim da Magalhães Barata foi poupada, já fora puxada e furtada boa parte.
    A população é mal educada, mas custa muito uma fiscalização, policiamento?

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.