18/11/2015

Culpando o sofá

Shot001

O MPE apresentou hoje, em audiência pública aos prefeitos da zona metropolitana, um anteprojeto de lei que estabelece o fechamento de bares, casas de show e similares às 23h.

O Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Pará (SHRBS) estrilou contra a medida e manifestou-se pelo seu advogado, Fernando Soares, que opinou:

“O projeto é uma confissão expressa de que o poder público se rendeu à bandidagem, porque a medida coloca o cidadão dentro de casa para que o bandido não roube, ou seja, o Estado diz para eu não sair de casa porque não consegue me dar segurança após às 23h. O Estado tem que assumir seu papel, não restringir a vida dos cidadãos, que têm direito a lazer, previsto na Constituição. Não vejo como isso pode reduzir a violência. Nossos associados não são empresas que aglomerem bandidos, isso há na cidade e em qualquer nível”.

O SHRBS estima que cerca de 500 mil pessoas que auferem rendas, direta ou indiretamente, da atividade, serão prejudicadas se a medida legal foi aprovada. O MPE opina que a medida reduzirá a violência e fundamenta a sua asserção em análise feita pelo seu Grupo de Trabalho de Segurança Pública.

Não tenho elementos para avaliar se o número declarado pelo SHRBS está superfaturado, todavia não tenho razões para desacreditar dele. Mas a afirmação do MPE é uma mistura do óbvio com o ululante e é evidente, idem, que se os bares e similares deixassem de existir e fosse estabelecido um toque de recolher às 18h, a violência diminuiria ainda mais.

É a velha mania de culpar o sofá pela traição conjugal perpetrada nele.

5 comentários:

  1. Eu te garanto amigo que muita gente vai ficar RICA na base da vista grossa!

    ResponderExcluir
  2. Gerará mais corrupção nos órgãos fiscalizadores, por outro lado talvez restaure a cultura de receber e conviver em casa,hoje relegada a um cenário de revistas de decoração bela e arrumada porem sem pessoas.

    ResponderExcluir
  3. O ministério público tinha que intimar o Estado a prestar a segurança pública de maneira efetiva e nao virar CAPACHO desse bando de incompetente que governa o estado a décadas!!

    ResponderExcluir
  4. Nobre Deputado,
    Partindo-se desta premissa é bom o MPE redirecionar ou redimensionar sua finalidade, pois uma vez aprovada esta tese encampada pela sua (sem funcionamento de bares e toque de recolher) MPE para quê ?

    ResponderExcluir
  5. Em Florianopolis funciona muito bem os barrs ate as 23 horas. Mas antes de proibir bares, casa de shows e etc ate de funcionar ate as 5 da matina, sugiro, que para reduzir a criminalidade e mais de 50% que façam com as festas de aparelhagem o que fizeram na boate Kiss. É atear fogo com toda a bandidagem dentro.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.