01/10/2015

O voo Gol 1468

Shot001

Apesar de viajar muito, nunca consegui comprar aquelas passagens aéreas promocionais, tipo R$ 300, SP-Belém-SP, até que, na semana passada, a tal passagem pulou na tela do meu PC, quando eu fui comprar os trechos para esse final de semana.

Os bilhetes tirados foram para a noite de hoje (01), mas eu consegui adiantar para o voo da tarde.

O 737-800 correu na pista e eu, com uma média de 2 voos por semana, tive a impressão que o comandante, por um segundo, hesitou a decolagem, mas comandou. Tranquilizei-me.

Quando a aeronave converteu à direita e estabilizou, o comandante comunicou que “por motivos técnicos”, retornaríamos para Belém.

Em cinco minutos, todavia, notei que fazíamos círculos. O comandante comunicou novamente que “voaríamos sobre Belém por 40m para consumir combustível”.

Como eu conseguira o que nunca tinha feito (comprar bilhetes promocionais) e aquele não era o meu voo original, pensei por segundos que chegara a hora do acerto de contas.

Não notei anomalia no ruído tradicional das turbinas, quando o comandante as testou, tampouco houve anomalias nos movimentos da aeronave, quando ele perguntou e todos os equipamentos responderam.

A tensão dentro da aeronave foi contagiante. Tentei acalmar os que estavam do meu lado, dando uma de “entendido” no assunto. Eles aquiesceram, mas obviamente, continuaram tensos.

Acreditei que o problema seria em um dos trens de pouso, que talvez não tivesse recolhido, mormente depois do procedimento de queima de combustível.

Depois de 50m em círculos, iniciou-se o procedimento de pouso, e quando o comandante não recomendou nenhum protocolo diferente para o pouso, aliviei.

Pousamos em Belém normalmente e, como sempre (já tive mais de uma inconformidade em voo), a única satisfação foi que houve “problema técnico”.

E vocês não sabem que vasilha ruim não quebra fácil? Não, eu não sou uma vasilha ruim: devia ter alguma, graças a Deus, no mesmo voo.

4 comentários:


  1. 01/10/2015 19h22 - Atualizado em 01/10/2015 19h34
    Voo da Gol é cancelado após cauda de avião bater na pista, em Belém
    Incidente ocorreu em voo que seguia para São Paulo nesta tarde, 1º.
    Segundo a companhia, passageiros serão reacomodados nos próximos voos.

    Do G1 PA
    Facebook

    Um avião da companhia Gol apresentou problemas na decolagem nesta quinta-feira (1º). Os passageiros do voo G3 14468, que seguiria de Belém para São Paulo, às 15h10, contam que sentiram a parte de trás da aeronave bater na pista.

    A informação foi confirmada pela empresa aérea. Por meio de nota, a assessoria de imprensa da Gol informou que "a cauda da aeronave tocou a pista e, por motivos de segurança, o avião retornou ao aeroporto".

    A Gol garantiu que o pouso e o desembarque ocorreram normalmente. Ainda de acordo com a companhia, os passageiros serão reacomodados nos próximos voos. A aeronave já foi encaminhada para manutenção. Entre os passageiros, além do susto, reclamações pela falta de informação.

    ResponderExcluir
  2. Em agosto tive problemas com a TAM. O avião com destino ao RJ deveria passar por uma inspeção, pois haviam detectado um Urubu em uma das turbinas, a sorte foi que o avião não decolou. Porém, somente avisaram os passageiros quando todos estavam embarcados, depois mandaram todos para esteira pegar as malas que haviam despachados e em seguida ao guichê da cia, sim com aquela fila enorme! Meu avião que chegaria ao meio-dia na cidade maravilhosa foi substituído por outro que partiria às 15:00 com parada em SP chegando ao Rio exatamente 23:50. A única coisa que a TAM concedeu foi um voucher para consumo em um restaurante "self-service" no valor de R$ 30,00.

    ResponderExcluir
  3. Hahahahaha! Boa deputado, esses vaos ruins nos salvam!!!!

    ResponderExcluir
  4. Por favor, avise quando fores viajar.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.