03/07/2015

Mudança da base produtiva

Shot 009

A lógica narrada na nota é o fado e o fardo de quem se acomoda na mera exportação de commodities. No Pará, até boi virou commodity, pois não temos sido capazes de verticalizar nem uma vara para cutucar os nossos pecados.

Mas eis que o Pará caminha para 16 anos de governos do PSDB e agora constata-se que, pelo menos na madeira, efetivou-se aquele discurso que eu sempre ouviu de Simão Jatene, de que ele mudaria a base produtiva do Estado.

De fato mudou, do Pará, para a China.

5 comentários:

  1. É sempre dito e natural que um país sem educação e sem indústrias apesar de suas riquezas naturais nunca terá um povo rico. Sem educação ouve sem protestar os engodos dos mandantes, ficando apenas a lamentar pelos cantos. Cai no canto da sereia de governos e poderosos que acreditam em suas bravatas e bazófias. Uma delas ditada pelo governador é o discurso surrado da mudança na cadeia produtiva que nunca foi realizada. Um governo que não trata da verticalização de suas riquezas naturais transforma seu povo em colono, que passa ao colonizador de forma natura os produtos que poderiam ser industrializados, onde ali poderiam agregar valores e aumentar a geração de empregos.

    ResponderExcluir
  2. Verdadeiro deboche culpar o governador pelo processo de exportação, vamos trabalhar gente, todos os projetos de exportação são controlados pelo governo federal, olha a carne bovina. Cadê os politicos do Pará no governo federal, quietos e mudos como sempre!

    ResponderExcluir
  3. Não se está falando, ou culpando ninguém aqui, por processo de exportação. O que está postado é a negligência e a falta de política produtiva vertical do governo do Estado.

    ResponderExcluir
  4. Já vi de tudo de politica menos um Estado fazer um processo produtivo por conta própria, só na cabeça de opositores medíocres.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não. Isso foi prometido, há 12 anos, por um candidato a governador medíocre, que já se elegeu três vezes e não cumpriu a mediocridade prometida.
      Como a mediocridade tomou conta da hora e dos acontecimentos, inclusive dos comentaristas que acham que cobrar compromissos, ou desvelá-los falaciosos é mediocridade, acabamos todos vivendo uma mediocridade só nos últimos 20 anos. Os nossos índices medíocres demonstram isso.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.