13/05/2015

AOL é vendida por US$ 4,4 bilhões e de como eu deixei de ser sócio do Paulo Lemann

Nos primórdios da internet, a America Online (AOL) era a maior provedora do mundo: todos os modens ou gadgets afins que se compravam vinham com um CD da AOL para ser instalado.

Shot003

No ano 2000 a AOL foi uma das primeiras vítimas do “estouro da bolha pontocom”, quando empresas que haviam crescido na rede desapareceram. Para não sucumbir, a AOL foi vendida à a Time Warner.

No Brasil, um arremedo de AOL tupiniquim foi o IG, que na segunda metade dos anos 90 estreou como Internet Grátis e popularizou-se na internet discada.

ig-gratis

Em 2000, Nizan Guanaes, Jorge Paulo Lemann (o bilionário) e Aleksandar Mandic fundaram o Internet Group. Eu conhecia o Mandic desde os tempos do monocromático Bulletin Board System (BBS), única forma de acessar a internet aberta na pré-história (anos 70 a 80): éramos ratos de BBS e a Mandic era a maior BBS do Brasil.

Certa manhã, o Mandic me propôs entrar de sócio em “um grande negócio de futuro”: o Internet Group, que estava sendo fundando pelos personagens acima referidos.

Shot007

“E a gente lá ganha dinheiro com isso, meu amigo. As pontocom estão todas falindo”, retruquei. E foi essa a deixa mais idiota que eu já cometi na vida.

Em 2012, depois de passar pela OI, o IG, o 353º portal em acesso do mundo, foi vendido ao Grupo Ongoing, de Portugal, por R$ 170 milhões. Hoje vale o dobro.

Mas isso é só para dizer a vocês como eu sou idiota. Voltemos à AOL.

A Verizon anunciou ontem (12) que fechou proposta firme de compra da AOL por US$ 4,4 bilhões. Por que esse valor por uma empresa da qual ninguém ouve mais falar nos EUA?

A AOL, a partir de 2005, comprou o Engadget e o TechCrunch, dois dos maiores portais de tecnologia dos EUA, o Huffington Post, um dos maiores portais de notícias dos EUA (que inclusive opera no Brasil como Brasil Post) e o MapQuest, segunda maior empresa de mapas online do mundo.

Esses portais são minas de ouro, pois juntos somam uma média de 200 milhões de acesso por mês, o que resulta em aproximadamente 700 milhões de pageviews, gerando uma receita de publicidade de aproximadamente US$ 100 milhões por mês.

Mas ninguém cisma daquilo que ainda é a maior fonte de receita mensal da AOL: a internet discada (!).

A AOL ainda tem 2,1 milhões de assinantes de internet discada, o que lhe gera uma receita mensal, vinda das operadoras de telefonia, de US$ 43 milhões.

Ah, voltando ao IG: com uma média de 24 milhões de acessos por mês, é o sétimo maior provedor do Brasil.

9 comentários:

  1. Bom dia meu amigo..tem pessoas que podem tem talento e precisam ser milionárias pelo dinheiro .e tem pessoas que tem o talento necessário e muito poucos.... o tem e são milionárias pela vida..e é claro que a conta bancária não é assim tão desprezível..né mesmo?

    ResponderExcluir
  2. Francisco Márcio13/05/2015 10:17

    Não se apoquente. Perdeu a parceria com o Internet Group, mas ficou rico do mesmo jeito. Fez parceria com o PMDB. E não me venha com aquela história de banca de advocacia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não imagina o tanto que eu ganhei dinheiro com advocacia. Não sou idiota apenas por ter deixado passar o IG, mas por ter perdido o controle das bancas. Uma eu vendi e a outra, que mais progrediu, sou um mero minoritário.
      Portanto, se você, na sua esquina vesga, julga que só ganhei dinheiro em política, aqui no meu espelho julgo que sem ela eu estaria 10 vezes mais rico. E isso não é arrependimento. Só me arrependo do que eu deixei de fazer.

      Excluir
  3. Francisco Marcio13/05/2015 13:37

    Calma... olha o fígado... Já, já, seu chefe vai arrumar algo pra Vossa Excelência... Tenha paciência, primeiro a prole, depois os subservientes. Ademais, o balcão de loteamento de cargos em Brasília está movimentadíssimo. Calma...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viu como eu dificilmente erro? Você continua em uma esquina vesga.
      Não tenho fígado, só estômago e paciência é o o que não me falta: estou na política há 24 anos e ainda assino esse blog há 10 anos, todos os dias. Se o Guiness me descobrir o Jó perde o posto.

      Excluir
  4. Parsifal, esse tucano que se diz FM tem muita inveja de de ti. Mas já que estamos falando de empresa de tecnologia, além da Sol, é verdade que tu também tem uma uma parte no Mercado Livre?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem a Sol e nem o ML são empresas de tecnologia. Ambas são empresas de comércio. Aliás, o ML, a rigor, não se classifica também como de comércio, pois ele não negocia os produtos, apenas intermedia através da sua plataforma.
      Pela vontade dos meus adversários, e até de alguns amigos, no meu portfólio tem muito mais empresas do que as duas citadas.

      Excluir
    2. Francisco Márcio13/05/2015 18:29

      Tá vendo? estou cuidando do seu estômago, fígado... Tem até anônimo como seu defensor... Como sempre tem dois lados, como dito alhures: tudo depende do referencial...

      Excluir
    3. Dizem que o político é importante quando vira sigla (ACM, FHC, JB). Veja como esse blog lhe é salutar. Embora você não seja político, já conseguiu ser importante por aqui: virou sigla. FM.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.