13/04/2015

السياحة العربية

Shot 001

O turismo é um elixir para o corpo e um descanso para a alma: o ser humano é um andarilho por essência.

O mais prazeroso turismo é o que se faz por conta da viúva, pois além de ser tudo bancado pelo erário (pelo trecho S. Paulo-Doha-S. Paulo paga-se, em business class, R$ 28.568,39 pela Qatar Airways), o turista ainda é recebido com honras oficiais.

Melhor do que isso só sorvete de doce de leite da Häagen-Dazs, tomado, na primavera, naquelas mesas do Hôtel Ritz que dão vista para a Place Vendôme, em Paris, ao lado de quem você ama.

12 comentários:

  1. Que chique!!! Deixa a primeira filhinha trabalhar e descansar, ela merece já que acumula, extraoficialmente, tantas pastas.

    ResponderExcluir
  2. Wilson - Tucuruí13/04/2015 10:04

    Não é só Turismo Árabe, como diz o título. È turi$mo para árabe nenhum botar defeito!

    ResponderExcluir
  3. Caro Parsifal senti uma ponta de inveja na tua postagem .Se o Baby Barbalho tivesse vencido seria tu que estaria no Turismo não e ?

    ResponderExcluir
  4. Ele é o Governador, por isso vai para o tal congresso. Agora o ministro da pesca tem que explicar porque utilizou o jato da FAB mesmo com a proibição:

    "No mesmo dia em que o governo federal publicou um decreto assinado pela presidente Dilma Rousseff, que restringe o uso de aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) por seus 39 ministros, Helder Barbalho (PMDB-PA), ministro da Secretaria da Pesca e Aquicultura, cortava, ontem, os céus do Pará a bordo do jatinho prefixo 2583 para desembarcar na Base Aérea de Belém, Val-de-Cães, por volta das 15h45, onde vai passar mais um fim de semana.

    A decisão tomada pela presidente da República, sem grande alarde, proibindo que os 39 ministros usem os jatinhos da FAB para passar os fins de semana em seus Estados de origem, atingiu em cheio o filho de Jader Barbalho.

    Desde que foi empossado no cargo, Helder Barbalho passou praticamente todos os fins de semana no Pará, em flagrante campanha eleitoral antecipada, usando não apenas os jatinhos da Força Aérea Brasileira, mas também a estrutura da Secretaria da Pesca e Aquicultura, como carros e diárias. Antes de desembarcar em Belém, ele visitou colônias de pescadores em Santarém, no Baixo Amazonas.

    Viajar nos jatinhos da FAB toda sexta-feira havia se tornado uma alegre rotina para os ministros do governo, prática agora proibida por Dilma. Usualmente, os ministros marcam reuniões em sua cidade de origem às sextas ou segundas-feiras somente para usufruir da mordomia. Os gastos com combustível e diárias com o uso dos jatinhos da FAB somaram mais de R$ 100 milhões em 2014. "

    Fonte: http://www.ormnews.com.br/noticia/helder-burla-proibicao

    ResponderExcluir
  5. Acho que a viagem de jatinho de Helder de santarem pra ca com 12 asseclas foi mais caro. So acho! São todos iguais

    ResponderExcluir
  6. A coisa vai piorar depois que o governador deixar de receber como ex-governador, vai chorar com a perda de alguns centavos no seu salário.

    ResponderExcluir
  7. Francisco Marcio13/04/2015 13:54

    Mais uma vez cometendo injustiça com nosso honrado pescador, (ops!) governador. O homem até já cancelou a viajem ( segundo o imparcial / O LIBERAL)...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que a Universidade de Cambridge o desconvidou?

      Excluir
  8. Francisco Marcio13/04/2015 22:25

    Plebeu, assim como eu, não tem acesso a essas informações. Só o alto clero sabe, e, como Vossa Excelência comunga nesta sucia, responda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada um tem a sua própria súcia, inclusive os plebeus. No caso, a minha súcia não se comunica com a súcia do pescador.

      Excluir
  9. Melhor ainda é o sorvete de macadâmia.......ou o de araçá, da Cairú;

    kenneth

    ResponderExcluir
  10. ooo, doce de leite

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.