06/04/2015

As balsas do Rio Moju e o turismo de palestras

Screen 009

Reporta o “Diário do Pará” que o valor já despendido pelo governo do Pará com o aluguel das balsas que fazem a travessia do Rio Moju, foi de R$ 15 milhões, em 2014.

Os contratos, feitos com dispensa de licitação, assinados com a Henvil Transportes Ltda., Navegação Confiança Ltda. e Arapari Navegação, já foram prorrogados para todo o ano de 2015, pelo que receberão mais R$ 20 milhões.

Até o final de 2015, o governo do Pará terá despendido com o serviço, R$ 35 milhões e, segundo a reportagem, o valor da recuperação total da ponte é de R$ 37,8 milhões.

Não entrarei na seara de que e o valor pago aos “balseiros” está alto e corresponde a quase exatamente o custo da recuperação da ponte. O que, novamente, questiono é o que o governo Pará está fazendo para reaver da empresa que tirou a ponte do ramo, os R$ 72,8 milhões de prejuízo. Ou a viúva não será ressarcida da tunga?

> Turismo de palestras

Screen 010

O governador Simão Jatene, anuncia “O Liberal”, ausentar-se-á do Brasil para fazer palestras em Cambridge, na Inglaterra, e no Oriente Médio, sobre a experiência do Pará em segurança pública.

Preliminarmente, mais franco seria se os governantes brasileiros espanassem a hipocrisia e providenciassem respaldo legal para as suas férias, como faz a maioria das democracias constitucionais que se dão respeito e respeitam o cidadão. O presidente dos EUA, por exemplo, tem direito a férias duas vezes ao ano, e as tira.

No mérito, há empresas no Brasil que, devidamente pagas para isso, providenciam palestras no setor educacional, empresarial, ou o que os valha, e agenciar palestras de um governador de Estado não é tarefa difícil, mesmo em universidades de renome internacional, afinal, trata-se de um governador de Estado, ora pois.

Não é possível, idem, afirmar que o governador Simão Jatene (e qualquer outro governador do Brasil) não tem autoridade para falar sobre segurança pública, desde que trate o tema sob o prisma inverso, ou seja, ele tem muito a discorrer sobre o caos no qual vive o tema no Pará, pois a completa falência do seu governo em imprimir sistematização e eficácia à pasta, rende umas boas horas de prosa.

6 comentários:

  1. Deputado, ele deve está orientado pelo ex secretário de insegurança Luiz Fernandes. Deve está com a falsa estatísticas e dirá que o Pará é uma questão pontual.

    ResponderExcluir
  2. Francisco Marcio06/04/2015 21:33

    Há essa inveja... Isso ainda mata um... Tenha paciência, 2018 se avizinha e, se Vossa Excelência seguir a cartilha do seu chefe, o cargo de primeiro-ministro é seu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma representação do Pará em Londres seria melhor para mim do que premier. Já que o governador do Pará já faz palestra em Cambridge, acho que o governo deveria alugar logo um palacete na Trafalgar Square e abrir o Pará Bureau Authority, para divulgar as nossas potencialidades a partir de 2018, quando, segundo você, o PMDB terá condições de nomear um premier, cargo do qual eu declinaria de bom grado para me mudar para a City.

      Excluir
  3. Segurança? só se o tema da palestra for a segurança no Condomínio Itororó, onde mora o senhor governador lá, desde de quando ele se abancou, é zero a criminalidade.
    E o turismo? vai falar sobre o que mesmo? Marajó, vai mostrar as reais condições da viagem da confortável balsa? Vai mostrar as reais condições do porto do Camará onde aportam as balsas? ai mostrar as prais de alter do chão, impróprias para o banho? e por ai vai, realmente falando no bordão do Simão "falar é fácil difícil e fazer". Acho que ele faz a barba com óleo de peroba.
    Uma perguntinha a Secretária do Pro Pai vai?

    ResponderExcluir
  4. Segurança? só se o tema da palestra for a segurança no Condomínio Itororó, onde mora o senhor governador lá, desde de quando ele se abancou, é zero a criminalidade.
    E o turismo? vai falar sobre o que mesmo? Marajó, vai mostrar as reais condições da viagem da confortável balsa? Vai mostrar as reais condições do porto do Camará onde aportam as balsas? ai mostrar as prais de alter do chão, impróprias para o banho? e por ai vai, realmente falando no bordão do Simão "falar é fácil difícil e fazer". Acho que ele faz a barba com óleo de peroba.
    Uma perguntinha a Secretária do Pro Pai vai?

    ResponderExcluir
  5. Parsifal;

    Mande um e-mail para os 'applicants' destas palestras arriscando os temas e o 'palaver' do governador. Primeiro Tema (requentadíssimo" "A federação brasileira senhores... está falida - o governo federal retém tudo"...; segundo: "O governo anterior senhores... quebrou o Pará"... "O que não der para concluir do orçamento senhores, eu ponho na 'janela de transferência' para o outro ano"... e assim o desenvolvimento do estado do Pará vai sendo transferido para o futuro... mas não por culpa minha!

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.