19/03/2015

Cid Gomes, o “Boca do Inferno” do neo realismo nacional

Shot 002

Como se não bastassem os rebojos da crise da presidente com o mundo, o ex-ministro Cid Gomes, da Educação, resolveu alimentar incêndio com dinamite na Câmara Federal, ontem (18).

Cid disse, em Belém, durante visita à UFPA, que na Câmara Federal tem "uns 400 deputados, 300 deputados que quanto pior. Eles querem é que o governo esteja frágil porque é a forma de eles achacarem mais, tomarem mais, tirarem mais dele".

Lula disse isso em 1993, quando acusou que no Congresso há “uma minoria que se preocupa e trabalha pelo país, mas há uma maioria de uns trezentos picaretas que defendem apenas seus próprios interesses”. Mas Lula, à época, não fazia parte de governo algum.

A baixa avaliação do Congresso Nacional - apenas 9% o aprovam, segundo o Datafolha - deve ter reforçado a estratégia de Cid Gomes de ir até o Parlamento, onde foi convocado para dar explicações da sua fala em Belém, vestido de Lampião. Cid deve ter avaliado que se meteu em um labirinto tão intricado que a sua única saída era derrubar as paredes.

O episódio mostrou o despreparo de Cid para gerir crises, coisa que qualquer plenipotenciário presidencial deveria saber fazer, pois governar é gerir crises.

A fala de Cid em Belém foi verdadeira? Arrostar à face da base aliada que “partidos de situação têm o dever de ser situação, ou larga o osso e sai do governo”, é procedente?

As duas afirmações podem proceder ao meu juízo, ao seu ou ao de todos, mas não é conveniente e oportuno a um ministro de Estado assim agir, pois até mesmo a verdade precisa ser embrulhada para presente para poder ser bem recebida.

Dizer que falava como “cidadão” e não como ministro é um clichê roto: o homem é o seu cargo em quaisquer circunstâncias e embora tenha dito Disraeli que “o homem não é produto das circunstâncias, as circunstâncias é que são produto dos homens”, foi Ortega Y Gasset quem deu o certo sentido à frase, ao afirmar: “eu sou eu e minha circunstância. Se não salvo a ela não salvo a mim”.

Nós, portanto, jamais podemos nos apartar das nossas circunstâncias. Quem se esquece disso não as salva, e se não as salva não se salva.

Cid Gomes não se salvou: só mostrou que é cabra-macho sim senhor. E a história do mundo tem dito que a insensatez o fere e a sobriedade o salva. E ser sóbrio não é esconder a verdade, mas saber como, quando e onde dizê-la.

9 comentários:

  1. Me surpreende que o Governo não tenha conversado com ele antes para tentar instruí-lo ou até mesmo saber com antecedência o que ele poderia fazer, até por que ele fala muita besteira e nos momentos mais impróprios.
    Talvez com o objetivo de cortar sua cabeça tenham deixado ele ser ele mesmo, mas ainda assim seria um risco grande, pois a bancada do PT a cada ataque o aplaudia de maneira entusiasmada.
    A tônica da estória, o Eduardo Cunha "demitiu" o Ministro. Segundo Gerson Camarotti da Globo News ele não pediu demissão.

    ResponderExcluir
  2. Francisco Marcio19/03/2015 14:43

    Vossa Excelência que é um político profissional ( só não se aposentou, ainda, porque o Sarney deve ser seu paradigma. Só vai pra casa com 84 anos...), pode me explicar o que leva um dos seus pares - acusado de levar a sogra para Europa, pagar uma fortuna, com dinheiro público, para a Ivete - a esse momento de rompante?
    Afinal, ele não reza pela mesma, viciada, cartilha de Suas Excelências?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está muito benévolo comigo. Não viverei 84 anos. Quanto ao Cid, os Ferreira Gomes quando querem se perder são acometidos por agudos surtos de sinceridade.

      Excluir
  3. Parsifal,procure se informar sobre a familia Ferreira Gomes em Sobral no Ceará.São destemperados e arrogantes,Tanto o Ciro ,ex PDS´,PMDB,PSDB,PPS,PROS, como Cid são oportunistas e mudam de lado como Biruta de Aeroporto.O Cid arrumou um pretexto para largar o Governo. Vejamos : Corte no orçamento do Ministerio,não conseguiu se impor tecnicamente com divergencias internas,FIES fazendo agua ,viagens para os USA para palestras em plena crise,inapeténcia com Brasilia , governo despencando,etc....O que faz o rapaz arranja um motivo e cai fora.Assim se comportam os Ferreira Gomes.

    ResponderExcluir
  4. se o transloucado cid gomes,era o- as- de ouro do governo pra enfrentar o astuto, eduardo cunha .o governo deu com os burros nagua,primeiro; o homem nao tinha conhecimento do cargo que exercia,mal articulado sem noçao nenhuma do que iria responder e por cima de tudo tem um discurso orrivel,eu nao sei como o povo do ceara elegeu esse cidadao duas vezes pra governador daquele estado.mas como aquele estado e rico em humoristas e palhaços ai deve estar a explicaçao.

    ResponderExcluir
  5. Eu gostei, pelo menos alguem disse o que os deputados precisavam ouvir, chega de vossa excelencias, sem verdades.

    ResponderExcluir
  6. Eu aprovo, pelo menos alguem para dizer a verdade na cara desses deputados. Chega de V. Excelências sem verdades.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns ao Cid. Gomes

    ResponderExcluir
  8. parabens ao Cid

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.