13/12/2014

Propina delivery

A novela do Petrolão rendeu mais um capítulo escrito na revista Veja que chega às bancas nesse sábado (13).

Segundo a matéria, Rafael Ângulo Lopez, um dos lugares tenentes do doleiro Alberto Youssef, negociou uma delação premiada com a Procuradoria da República e revelou que era encarregado de entregar propina diretamente à políticos envolvidos no esquema.

Shot 001

Lopez confessou que viajava pelo Brasil com dinheiro em malas e “com o corpo praticamente todo coberto por camadas de notas fixadas com fita adesiva e filme plástico”, e que quando o dinheiro era em maior quantidade, levava “dois ou três comparsas”, que usavam do mesmo expediente para transportas os valores.

Segundo a reportagem da Veja Lopez confessou que, dentre outros, entregava o dinheiro a “ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (PMDB), ao senador Fernando Collor (PTB-AL), ao ex-ministro das Cidades Mário Negromonte (PP-BA), ao ex-deputado cassado André Vargas (ex-PT-PR), ao deputado Luiz Argôlo (PP-BA) e ao tesoureiro do PT, João Vaccari Neto.”.

Segundo a Veja, Rafael “anotava e guardava comprovantes de todas as suas operações”. A expressão “comprovantes”, causa certa espécie: será que esse pessoal passava recibo das propinas? Não creio.

2 comentários:

  1. Muitas das vezes ..quando encomendamos comida delivery, ela chega fria..como será que chega o dinheiro...será que separam o troco...e quanto será a gorjeta da propina entregue..fiquei cheio de dúvidas...oH Brasil... nunca antes neste País...varonil

    ResponderExcluir
  2. Se a polícia e o Ministério Público der uma batida no carro de um vereador, que é professor e policial federal, vão encontrar montanhas de dinheiro, em espécie, fruto de atividade suspeita na camara municipal. É só querer!

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.