18/12/2014

A teoria do caos

Shot 012

A Alepa aprovou ontem (17) o que o governo chama de reforma administrativa: um entulho autoritário sem pés ou cabeça, apenas estômago, onde processou o que lhe vitaminará o centralismo.

É um entulho porque despejada no Parlamento sem tempo para discussões que espanassem os seus escaninhos empoeirados. É autoritária porque o governo não admitiu emendas substanciais e com ela concentrou o Estado nos estritos limites do paço governamental.

Para escrever o estorvo o governo encarnou Luís XIV, rei de França e Navarra, cujo absolutismo traduziu a imagem perfeita do déspota. A Luís XIV, embora haja controvérsias, atribuiu-se a frase "L'État c'est moi", no vernáculo, “O Estado sou eu”.

Shot 009

A reforma é conceitualmente equivocada e tecnicamente falaciosa. Nada mais faz do que embaralhar o que já existe. Como se fora uma dona de casa entediada com a cor das paredes e o layout da mobília, o governo lixou a tinta, passou massa corrida nos enrugamentos e mudou a cor da parede.

Não bastado, na solidão da sua apreciação, mudou os móveis de lugar. Mas a tinta não vai secar e alguém vai tropeçar nos móveis deixados no meio da sala.

O mal enjambrado maneirismo não seria trágico se verdade fosse a principal alegação da balbúrdia: uma economia anual de R$ 15 milhões. É isso que o governo tem a oferecer com a reforma? Nos R$ 80 bilhões dos seus quatro anos uma economia de R$ 60 milhões? Algo mais inteligente acrescentaria mais zeros nesses 60.

Mas não é verdade que a reforma trará economia. Ela Inturgesce a máquina mais ainda, pois ao invés de suprimir despesas as aumenta: foram extintos 13 órgãos, mas foram criados 15; foram extintos 263 cargos, mas foram criados 499. Claro que a aritmética da economia é falsa.

O orçamento, que será votado hoje, castiga as mesorregiões do Pará com dotações famélicas. Qual a resposta do governo para as desigualdades regionais? A reforma trouxe uma engraçadíssima, se não fosse trágica: criaram-se núcleos regionais, cabides de empregos de luxo.

O nomeado para cada núcleo terá remuneração similar a de um secretário de Estado e uma estrutura para chamar de sua na sede do seu vice-reino. As sedes serão as cidades polo de cada uma das regiões que o governo escolheu para instalar a sinecura.

O que farão esses núcleos? Absolutamente nada. Não terão resposta efetiva para as demandas regionais, pois não terão instrumentos para tal. Serão apêndices supurados de uma estrutura que já nasce pustulenta.

O Pará não precisa reformar a sua estrutura orgânica, mas encontrar alguém que tenha a disposição de gerencia-la, imprimindo-lhe a eficácia, a eficiência e a expediência que o Estado exige para sair da maldita inércia que o coloca nas piores posições em todas as medições de desenvolvimento que são feitas no Brasil.

Somos uns boçais.

17 comentários:

  1. Parsifal;

    Reforma de governo: menos gorduras e mais hidrogel.

    A comentada reforma de governo em curso, está parecendo mais a uma cirurgia plástica levada ao fim e ao cabo pelo mago Simão Jatene; onde especula-se que ocorram extinções de órgãos e remanejamento de pessoal nas áreas outrora criadas em nome do 'desenvolvimento estratégico da produção estadual' (um monumental fracasso); para em ato seguinte ser injetado um bom volume de hidrogel na carcaça do Propaz; do qual se diga ser mais um a cuidar de 'agravos sociais', o que bem indica a quantas anda a qualidade da maioria da população.

    p.s. A propósito, em cada conversa de rua ou em locais públicos, eu venho percebendo ser mais frequente nas pessoas uma espécie de 'cultura do agravo', um tipo de pessimismo que a mídia, as produções artísticas nacionais, ajudam a propagar. Parece que a cada dia mais gente espera que aconteça o pior.

    ResponderExcluir
  2. O sr. poderia disponibilizar um link para analise dessa Lei?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A lei estará disponível assim que for sancionada. Tenho em meio físico, mas é muito extensa e ainda não digitalizei. Assim que puder o farei e farei o link.

      Excluir
  3. O único acerto que o governo Jatene fez foi colocar a expertise de Helenilson Pontes para retirar o Estado do Pará da rabeta na Educação, e colocá -lo a curtíssimo prazo entre as 3 melhores do país. Helenilson Pontes dará aula de gestão na Seduc e por tabela se credenciará para suceder Jatene. Quem viver verá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaahaah!!! hahahahahahaha! hahahahaahaha! hahahahaah! curto prazo? 3 melhores do país?? meu querido puxa saco, qualquer "revolução" na educação é de longo prazo, qualquer resultado(se é que acontecerá) só poderá ser vislumbrado daqui a algum tempo. portanto, garanta seu DAS mas nao exagere na purpurina.

      parsifal, esses nucleos regionais terão orçamento para as demandas?? terão alguma função especifica??
      abs

      Excluir
    2. Os núcleos não terão orçamento além do cafezinho. Funções terão: fazer política eleitoral.

      Excluir
    3. Os núcleos não terão orçamento além do cafezinho. Funções terão: fazer política eleitoral.

      Excluir
    4. Medidas simples que resolve. Para Helenilson,

      Na escola estadual Pedro 2º, líder de Belo Horizonte no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), os alunos bem avaliados são incentivados a ajudar os colegas da própria sala, e todos ganham pontos com isso.

      A colaboração virou uma marca da escola, localizada na região central de Belo Horizonte. O colégio é um dos primeiros colocados de Minas na Prova Brasil, que avalia alunos em português e em matemática.

      Os adolescentes fazem a sua parte. Alunos do ensino médio bem avaliados recebem uma bolsa mensal de R$ 100, financiada por duas empresas privadas, para atuarem como monitores das crianças do fundamental.

      Excluir
    5. Helenilson Pontes será com toda certeza o melhor Secretário da equipe de Jatene. O homem já mostrou competência de sobra e irá colocar em prática o maior salto educacional que esse estado já sentiu. Já captou 280 milhões de dólares do BID para investir nos primeiros 3 meses de sua gestão na SEDUC. Jatene não é bobo, colocou Helenilson Pontes porque ele é o unuco que sabe como e onde buscar recursos. Ele irá revolucionar a educação do povo paraense e será o sucessor de Jatene.

      Excluir
    6. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Excluir
  4. Jovem ex-deputado Parsifal, ex-lider do PMDB, quase super secretário de estado e quase conselheiro do tribunal de contas. No seu último parágrafo, Vossa ex-Excelência diz que o Pará não precisa reformar a sua estrutura orgânica, mas encontrar alguém que tenha a disposição de gerencia-la, imprimindo-lhe a eficácia, a eficiência e a expediência que o Estado exige para sair da maldita inércia que o coloca nas piores posições. Ao dizer isto faltou ao nobre paladino a humildade dos pseudos intelectuais para reconhecer que o Governo Jatene III, fez exatamente o que sugere o parágrafo derradeiro do seu texto, ao conduzir o já testado e super qualificado Helenilson Pontes ao posto de Secretário de Educação. Outrossim, além de eficiente e da dita expediência que V. ex-Exa. exige, Helenilson Pontes trás na bagagem o no curriculo o selo da probidade e moralidade, algo muito esquecido na politica paraense e brasileira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não percebeu ainda que o Helenilson já está entrando em sofrimento ao invés de sentir prazer?

      Excluir
    2. Esse é o grande problema de vocês do PMDB, só querem sentir o prazer do poder. Trabalhar pra vocês é sinônimo de sofrimento. Por isso que se tornaram coadjuvante da política estadual e nacional.

      Excluir
    3. Não se esqueça que coadjuvante ganha uma estatueta igual a do ator principal.
      Mas reinterprete a resposta. O prazer e o sofrimento não se referem a trabalho, mas a sua excessiva e mal toada bajulação.
      Se ainda não entendeu talvez o seu herói possa lhe ajudar na Seduc.

      Excluir
    4. ao Anonimo insistente..KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Excluir
    5. Essa foi a maneira mais pai-d'égua que eu já vi alguém chamar outro de puxa-saco. Agora eu já sei, quando estiverem puxando muito o meu saco eu vou dizer: ei cara, tá bom de puxar que ao invés de prazer eu já estou sentindo dor.

      Excluir
  5. https://www.facebook.com/armando.sobral/posts/772863746118193?fref=nf

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.