15/11/2014

Policial Federal era um dos operadores de Alberto Youssef

Shot001

A sétima etapa da Operação Lava-Jato, além de prender os presidentes das principais empreiteiras do Brasil, teve uma prisão constrangedora para a PF.

Às 6h de ontem (14), policiais federais subiram ao apartamento de um prédio da Zona Sul do Rio de Janeiro e lá prenderam, na presença da esposa e do filho, um colega: o policial federal Jayme Alves de Oliveira Filho, 52 anos, delatado pela doleira Nelma Kodama, ex-namorada de Alberto Youssef, como participante do esquema de transporte de valores que eram movimentados pelo doleiro.

Depois da delação de Kodama, a PF interceptou 66 conversas telefônicas entre Youssef e Jayme Filho, que se valia do cargo na PF para transportar dinheiro sem ser revistado, usando para isso voos comerciais, jatos particulares e carros blindados.

Jayme Filho não só transportava dinheiro para Youssef como também o informava do andamento das investigações sobre ele na PF.

> Pelo menos 70 pessoas com foro no STF

As investigações da Operação Lava-Jato são as mais céleres que já ocorreram até hoje. Informações dão conta de que o ministro Teori Zavascki, relator do inquérito, já analisa os nomes de pelo menos 70 pessoas citadas nas delações premiadas, todas com foro no STF, a maioria parlamentares federais.

As tais informações, que disse Paulo Roberto Costa ter em mente, e que se contasse “não haveria eleição”, já devem estar nas mãos do ministro Zavascki.

As eleições já houveram, mas caso a confusão tenha a metade do tamanho que a pintam, terá outra penca de condestáveis do reino com as vestes rasgadas.

Com o furacão de ontem (14), em Brasília, até quem não deve está temendo.  

Abaixo os executivos de escol atingidos pela sétima etapa da Operação Lava-Jato:

4 comentários:

  1. Aí fico a pensar, se tudo isso rola no plano federal, imagina o que não rola no plano estadual, com os tucanos no comando? Ainda mais quando o gestor mor tucano passa, de uma hora para outra, a arrotar ética e honestidade e mantendo, criteriosamente, um Secretário de Segurança vaselina assim como seus adjuntos e um MPE subserviente, em troca de favores vis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô do PMDB-PT vocês estão enrolados até os dentes no plano federal e vem aqui fazer acusações. Te preocupa com a Polícia Federal. kkkkkkk

      Excluir
    2. Tudo o que ocorre no plano federal se repete nos estados. Em todos.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.