06/06/2014

Onde os fracos não têm vez

Shot001

A aliança liderada pelos partidos majoritários PMDB-PT agregou ao exército que está sendo perfilado dois poderosos pelotões de comando: o DEM, presidido pelo deputado Federal Lira Maia, com principal teatro de operações no oeste do Pará e o PR, presidido pelo deputado federal Lúcio Vale, cujo principal teatro de operações é o nordeste do Pará.

O engajamento é um reforço substancial na aliança oposicionista, mas vai além: é uma estocada no fígado do governador Jatene, que tinha ambos na sua linha de resistência e os deixou escapar, revelando que a ponte do Palácio não está devidamente guarnecida.

Simão Jatene acreditou que a liga que lhe mantinha o PR nas bordas não seria quebrada pela envergadura mal fornida do governo, e sorvia serena confiança de que o seu histórico aliado de primeira hora, o DEM, estava devidamente acomodado na antessala, aguardando ser atendido naquilo que o governo achasse por bem lhe prover.

Duplo e ledo engano. A insatisfação das duas presidências com a dança de vampiros que o governador bailava, sem pronto definir o próximo par, oxidou a liga a tal ponto que a galvanização imaginada ruiu sob a ferrugem: os dois pelotões saíram de um exército que já está há algum tempo fora de forma.

Na aliança governista cada soldado está lutando por si, sem a sinergia necessária às grandes guerras. Essa atitude propicia a deserção, pois o combatente, nessa eventualidade, não usa a trincheira para resistir e atacar, mas exclusivamente para se esconder e sobreviver.

O deputado federal Joaquim Lira Maia (DEM) é o pré-candidato a vice-governador do Pará na futura chapa PMDB-PT, que tem Helder Barbalho (PMDB) e Paulo Rocha (PT) como pré-candidatos a governador e senador respectivamente.

O ingresso do DEM e do PR nas colunas que atacarão o Palácio dos Despachos, visando conquistar-lhe o paço pela deposição popular do seu atual senhor, foi o movimento de tropas mais significativo do PMDB desde o ingresso do PT na aliança.

Os detalhes da ação serão oportunamente narrados, inclusive os intempestivos movimentos do governador para abortar a operação, todos debalde, pois não é possível conter tal tipo de ataque, no Pará, desde Paris, mesmo em se estando com o comandante de uma das tropas na ilharga, julgando assim que estaria ele administrado.

66 comentários:

  1. A sua vaidade vai lhe custar caro senhor governador

    ResponderExcluir
  2. Poder e favores.

    ResponderExcluir
  3. E o agora arrogante Marcio Miranda onde fica nessa história ?

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. Mate ou morra?? Mate!!!!!!

      Excluir
    2. O jatene (rolando lero) vai cantar em outra freguesia.

      Excluir
  5. O Maior Cabo Eleitoral do Jader e do Helder é o jornal O liberal. Vamos esperar que neste domingo, o ibope do futuro Governador venha a subir. Parabéns a equipe de coordenação da campanha do Helder pela excelente conquista! Vamos a luta companheiros.

    ResponderExcluir
  6. Diga o fraco, eu sou Forte!

    ResponderExcluir
  7. Diga o fraco. Eu sou forte!

    ResponderExcluir
  8. Tudo isso só vai engrandecer mais a vitória de Jatene. Quanto maior o gigante, maior a queda. Quantidade não quer dizer nada. Jatene ganhará com o voto evangélico capitaneado por Zequinha Marinho. Esperem e verão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então tá ,caboco.

      Excluir
    2. Eis um comentário em que se percebe nitidamente o suor de medo escorrendo pela testa. Tá acabando a mamata!

      Excluir
    3. Ta comprovado que evangélicos não acompanham os líderes em política só acompanham na fé, e quem foi que disse também que todos os líderes evangélicos estão com Jatene e Zequinha? Só aqueles que estão mamando muito nas tetas do governo. Tem gente aí que ganhou até avião.

      Excluir
  9. Lametavelmente nesse pleito eu so votarei na Dilma e no Puty.

    ResponderExcluir
  10. Essa parada vai ser resolvida em primeiro turno.

    ResponderExcluir
  11. Meu nobre blogueiro,

    Acho que a oposição somou a suas fileiras...duas tropas de elite advindas do
    OESTE e NORDESTE do estado, respectivamente DEM e PR, que para mim
    pode politicamente vim a ser o tiro de miseicórdia no governo de desencontros do PSDB.

    tenho a certeza que a queda da BASTILHA PSDBista está próxima...quiça seja esta
    a vontade da maioria do povo deste sofrido Pará.

    Saudações Cabanas.

    ResponderExcluir
  12. Zequinha Marinho? Votei nele quando era o Zequinha do Basa. Depois votei e acompanhei de novo na eleição de Deputado Federal. Entre a eleição e a posse ele mudou de partido a abandonou seus companheiros.

    Eita Zequimha Traidor.

    Mas é capas de no primeiro turno ele apoiar o jatene para pegaro o dinheiro e depois ele se vende de mala e cuia para o helder

    ResponderExcluir
  13. Deputado Parsifal
    Considerando a capacidade do Governador de articulação politica, demonstrada quando articulou e organizou a eleição e reeleição de Almir Gabriel,bem como, a sua própria eleição para o primeiro e segundo mandato, ou ainda, a sua articulação nas ultimas eleições municipais; como explicar tantos erros táticos cometidos por Jatene em sua estratégia para reeleição?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Jatene nunca articulou nada. O Almir foi articulada por Gueiros e articulou a própria reeleição.
      Na primeira eleição de Jatene, Almir fez o serviço. Na segunda eleição de Jatene, Ana Júlia fez o serviço.

      Excluir
  14. Jatene coveiro do PSBD paraense!

    ResponderExcluir
  15. Parsifal;

    Você deixou de fora desse universo de votos contrários ao governador um importante setor formado pelos servidores públicos estduais. De fato só um governo tão perverso quanto o de Simão Jatene para merecer uma derrota cujo fiel da balança seja o servidor público.

    Ninguém garante que haverão resgates de perdas incríveis sofridas pelos servidores públicos. Numa grande coligação de forças como está se formando na oposição, é muito provavel que, administrativamente, signifique a sobrevivência e a continuidade de muitos arrivistas incompetentes ou servis cúmplices das preferências da política do PSDB. Resta apenas ter fé no futuro. Quer dizer: enquanto o Duciomar não entrar para este exército de oposição, senão a coisa vai ficar tão ruim, que será melhor mudar de estado.

    Pessoalmente não acredito no Hélder, embora reconheça que durante o governo Jáder Barbalho o tratamento dispensado aos servidores estaduais foi melhor que o de Simão Jatene, e disso muito se lembram.

    ResponderExcluir
  16. Helder e mais a turma do PT estiveram em Baião. Deve ganhar em Baião, em razão dos programas sociais do governo federal, isto é, se a rejeição do esperto Saci não atrapalhar. Ao longo do trajeto do Círio de Santo Antônio de Pádua alguns fiéis diziam: " àquele ali, alto, não o candidato que quer dividir o Pará?"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não você, devido ao barulho das pistolas e cantos da procissão, ouviu errado. Eles na verdade falavam: poxa, mas como o Sol está quente...

      Excluir
    2. Não, amigo! Não foram pistolas e cânticos religiosos. Realmente o sol estava escaldante mas, quando olhavam aquela estranha coluna, tendo a frente um rapaz com jeito de galã de novela mexicana junto a um séquito mal-intencionados que o acompanhavam, ouvia-se romeiros sussurrarem, assim: "Aquele ali, alto não é o candidato que quer dividir o Pará"?

      Excluir
  17. Do jeito que as coisas vão, só restará Jatene e seu fiel escudeiro ABDON.

    ResponderExcluir
  18. UM MILHÃO PARA O TUMULO

    Meu caro Parsifal, ninguém pode esquecer-se do dito “Só se abandona um barco quando ele esta naufragando” ou será que existe maluco para saltar de uma nau que navegue de forma confortável e segura?

    No caso do DEM onde o Presidente da ALEPA Marcio Miranda colocado no posto com ajuda substancial do governador se não houvesse a certeza que o barco jamais completara o trajeto de navegar até 2018, isso ocorreria?

    O Marcio quer continuar como presidente da ALEPA até ficar concluída a nova sede e sua única chance é estar no outro prato da balança, isso da para notar porque aberta a vaga de deputado federal com a saída da disputa do Lira Maia ele seria o membro do partido com condições para manter o mandato federal, porem disputara a renovação do mandato estadual.

    O mesmo não podemos dizer do ex vereador Carlos Augusto Barbosa esse realmente estava louco para abandonar o barco, ao colocá-lo na CEASA o partido do governador e do prefeito da capital trocou seu “V” de vereador pelo “V” de verdureiro, quando seu desejo era fazer parte dos “S” da prefeitura de Belém com outro “S” de secretario!

    Parsifal será que realmente ninguém notou a ida do Sergio Leão guardião da chave do cofre (do governo do PSDB no passado e no atual) para o TCM de forma prematura?

    Será que ninguém se deu conta que o Jatene no seu primeiro mandato fez a chácara do então deputado Zeca Araujo seu refugio dizendo para o Dr. Almir que só sairia candidato se fosse consenso e agora disputa sua reeleição sem sua habitual sede de harmonia dentro do seu partido?

    Será que ninguém sabe que Jatene ser candidato não é desejo de sua própria família?

    Leão preferiria mandar no dinheiro que fiscalizar seu gasto, o Jatene não quer o Mario como senador, nem o Mario quer Jatene como governador, a família preferiria a Isabela Jatene como deputada federal!

    Claro que todas essas interrogações eu já respondi, porem seus aliados primam em divulgar outros pontos tipo que cento e tantos prefeitos receberam como pessoas físicas um milhão de reais cada um para apoiar a candidatura do PSDB e seus adversários espalham que Jatene foi para a França usando verba do erário para visitar o francês ex marido e já falecido de sua atual esposa!

    Tanto a historia do milhão quanto a do túmulo são surreal, todo político sabe que dinheiro em política é para boca de urna ou tempo em horário eleitoral e conhecer ex marido visitando tumulo não passa de humor negro, porem pasme tem gente que acredita que eleitor é comandado por prefeito e que o Jatene queria conferir se o ex marido realmente estava morto!

    Eu sinceramente estou gostando dessa eleição, nela o humor é o principal, não passa de uma charge política para quem observa de forma atenta, pois o traço é dispensado e tudo se concentra no dito ou em texto!

    Quem tem experiência em política adquirida por observação e um pouco de bom senso sabe que nas tabulas de 2014 muitas mudanças de lado só apareceram quando a lei eleitoral não permitir mais perda de cargos!


    ((((MCB))))

    ResponderExcluir
  19. O balaio do Helder está enchendo e já começa se sentir um forte odor de coisa podre. Tudo serve. Com diz um ditado popular: "Do céu urubu e do chão cururu". Então, me parece, tudo caminha para um desfecho trágico, para o bem do Pará.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conte isso ao Jatene, pois ele está enlouquecido para buscar o DEM de volta. Na Alepa, da tribuna, se você quiser eu conto o tamanho da mala prometida para "urubus e cururus".

      Excluir
  20. Vixe!!!! Se juntar a folha corrida dessa coligação...PCC é fichinha.....estamos fritos....kkkkkkkkkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você ficar lendo certidão de objeto e pé vai ter que anular o voto. Sim, você tem razão: nós estamos fritos com o PSDB no governo.

      Excluir
  21. o PR já realmente fechou com Helder? o DEM não te reviravolta...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em política não ter reviravolta é uma singularidade ímpar pois nela os homens exercem todas as suas paixões.

      Excluir
  22. Boa tarde Dep. Parsifal: Sera que LIRA MAIA e o PR tem votos suficientes para derrotar a maquina de JATENE? Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os votos só serão contados em 5 de outubro. Por enquanto é argumentação e suor.

      Excluir
  23. Deputado. Eu até ia votar no helder. Mas ao saber que o corrupto do Chico da pesca vai ser o secretário de pesca desisti. Sou pescador e nunca tive direito ao seguro defeso, mas a mulher do prefeito daqui tem. E foi esse cidadão que deu a carteira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo por gentileza , qual é o seu município?

      Excluir
  24. Estão comemorando vitória antes do tempo. Já esqueceram da derrota do Almir Gabriel quando tinha o apoio da maioria dos partidos e de mais de 90% dos prefeitos. E a Ana Julia, que fez uma ampla aliança partidária e perdeu para o Simão Jatene. As alianças são importantes, mais é preciso combinar com o eleitor, pois no final é ele quem decide.

    ResponderExcluir
  25. Está na hora de alguém trazer o VIC de volta. Federal ou Estadual em nada atrapalharia e ainda poderíamos melhorar a bancada...

    ResponderExcluir
  26. Anônimo de 12:15, voce está completamente equivocado, pois o Deputado será novamente candidato à Alepa, ,endendo sua revolta com relação ao caso ds esposa dopprefeito de sua cidade, mas neste momento o Hélder precisa de seu voto para que juntos possamos comemorar a queda deste Governo Tucano

    ResponderExcluir
  27. Em Igarape-Miri a coisa vai embolar, pois tanto o Prefeito quanto o presidente da câmara são do DEM, a oposição é capitaneada por PT, PMDB e PSC.
    2014 ano de fortes emoções!
    Parabéns ao Hélder e sua equipe, por mais um pulo do gato, o último havia sido o anuncio de Parsifal como coordenador da campanha, ai Orly quis balancear e costurou o Deputado Megale como coordenador do Tri.kkkkkkkkk sqn!
    #faltapouco!!!

    ResponderExcluir
  28. Ricardo, o Algoz.07/06/2014 20:06

    PRECLARO deputado blogueiro, sem nenhum projeto de lei apresentado nesta legislatura, eu agora sou a favor de dividir o Pará ao meio :
    Tapajós e resto do Pará, sou contra o Carajás, porque neste,só tem oportunista como você e o Deputado falastrão Giovanne Queirós. Caso o Barbalhinho se eleja, vc vai ganhar o que? Quero escutar (ler) o tamanho da sua hipocrisia.

    ResponderExcluir
  29. Se o anônimo das 12:15 estiver certo. O helder perdeu meu voto é da minha família. Esse Chico da pesca deveria ser banido da vida pública

    ResponderExcluir
  30. Como nunca soube de algum prostíbulo onde exista virgem, na política não existe ficha limpa. Todos respondem, responderam ou responderão algum tipo de processo. Faz parte. Tem um até que ja foi condenado por um tribunal, que conhecia a história de perto,mas foi absolvido por outro que só conhece de longe. Assim se faz a política aqui e alhures. Se era, deixou de ser ao entrar.

    ResponderExcluir
  31. Imagina essa turma que vai operar no Estado, com PMDB e PT no poder.....Chico da Pesca? Giovani Queiroz? Paulo "Mensaleiro" Rocha? Ana Judas? Chamon? Cláudio "Manejo Florestal" Puty?????
    Égua.....tedoidé?!?!?!?
    Me inclua fora dessa......pelamordeDeus!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas essas pessoas já operam no Estado.
      Apenas uma observação para o seu juízo: chamar Paulo Rocha de mensaleiro é crime de calúnia, pois no mesmo processo no qual vários réus foram condenados, e cumprem pena, Paulo Rocha foi absolvido, por unanimidade. E quem o absolveu foi o mesmo ministro que condenou os outros: Joaquim Barbosa.
      Portanto, por exemplo, se o Paulo Rocha requerer judicialmente o seu IP, para identificá-lo e processa-lo, eu serei obrigado a dar.

      Excluir
    2. Francisco Marcio09/06/2014 14:07

      Deputado, não diga isso, "absolvido por unanimidade". Que é isso? O que eu sei, houve empate, e ao "Ficha Limpa" do Paulo Rocha foi concedido o "in dúbio pro réu".
      E Vossa Excelência sabe disso, não faça isso com a inteligência alheia.

      Excluir
    3. É o que "pelo que você sabe" ou é assim mesmo? Não, eu não sei disso, e o próprio Paulo alega o que escrevi e nunca tive motivos para desacreditar dele. Vou verificar e, se for o caso, retificar.
      De qualquer forma, por unanimidade ou não, ele está absolvido e chama-lo de mensaleiro é crime de calúnia.

      Excluir
    4. Francisco Márcio09/06/2014 16:09

      É assim mesmo! Não devia ( afinal, como Vossa Excelência não legisla, o salário da Assembléia paga o trabalho exercido no blog), mas vou lhe poupar desse labor, segue informativo do STF, confirmando minha assertiva.
      Pronto. Agora Vossa Excelência tem motivo para desacreditar do seu "novo amigo".
      O difícil é eu acreditar que o Dr. Parsifal não sabia disso.

      INFORMATIVO Nº 683 STF

      TÍTULO
      AP 470/MG - 133

      PROCESSO

      AP - 470

      ARTIGO
      Nesse mesmo sentido votou o Min. Marco Aurélio. Expressou preocupação relativamente à exegese que a Corte estaria conferindo ao tipo lavagem de dinheiro. Realçou que a ocultação da propina seria própria ao crime de corrupção passiva, na modalidade “receber”, e não se confundiria com o vocábulo “ocultar” previsto na Lei 9.613/98, a não ser que essa palavra fosse utilizada de forma polivalente para alcançar, em ato único, ambos os delitos. Asseverou, no ponto, que o direito penal não admitiria sobreposições. Ademais, reputou não demonstrado o conhecimento dos agentes sobre os crimes pressupostos. Repeliu articulação de que a ordem jurídica acolheria o dolo eventual na lavagem de dinheiro e salientou reforma legislativa concernente ao abandono do rol exaustivo referente ao crime anterior. O Min. Luiz Fux, por sua vez, acompanhou o relator. Dessumiu que as condutas perpetradas seriam típicas, pois objetivariam ocultar a origem ilícita de recursos. Acresceu que o legislador, ao tipificar a lavagem, teria exacerbado a criminalização de delitos antecedentes capazes de causar maior gravame à coletividade, como terrorismo, tráfico de drogas e delitos contra a Administração. Explicitou desnecessária a demonstração de manobras extravagantes para a comprovação da lavagem, pois a mera utilização do capital oriundo dos ilícitos precedentes seria suficiente para este fim. A Min. Rosa Weber, por sua vez, acompanhou o revisor. Pontuou a dificuldade em se compreender como lavagem de dinheiro o fato de parlamentares dirigirem-se ao tesoureiro do partido em busca de recursos, atividade considerada corriqueira. Reconheceu ter ocorrido mecanismo de lavagem de dinheiro. Entretanto, pelos elementos de prova constantes dos autos, não teria formado juízo de certeza no sentido de que João Magno, Paulo Rocha e Anderson Adauto estivessem cientes da origem ilícita dos valores a eles repassados e, por isso, aplicável o princípio in dubio pro reo. AP 470/MG, rel. Min. Joaquim Barbosa, 9 a 11.10.2012. (AP-470)


      Excluir
    5. Eu sou um homem caro: a Alepa não tem dinheiro suficiente para me pagar o trabalho do blog: ela só dá conta de me pagar o trabalho de deputado e a única lei que eu adoraria ver aprovada seria uma que revoga 95% das leis já lá votadas que nem eu, nem você é nem a população paraense jamais vai usar na vida.
      Eu já vi o acórdão. Achei um ótimo infográfico que apresenta todos os réus e os votos de cada ministro referente a cada um. Vou postar oportunamente.
      O Paulo Rocha não é meu novo amigo. Não somos amigos e dificilmente seremos: você já sabe a minha definição de amigo.
      E irei "avisa-lo" que, doravante, esclareça que foi absolvido,
      sem o detalhe impróprio, pois vá que o Francisco Márcio esteja na audiência e mostre o acórdão dizendo que foi empate...
      Isso o basta: foi absolvido e nada deve.
      Como a plataforma do Blogger não admite edição de comentários após a publicação, farei a retificação em nota à parte, que deverá aparecer no final do rol.
      Quanto à sua dificuldade de crer, eu já lhe disse mais de uma vez: dizer é problema meu, acreditar é problema seu.

      Excluir
    6. Francisco Marcio09/06/2014 20:08

      Excelência, vamos aos pontos:

      Pode faltar tudo na ALEPA, menos dinheiro.
      Plebeu não participa de audiência com os seus pares.
      Desse jeito, desdizendo amizades, vai acabar perdendo o apoio do PT. E aí seu chefe vai lhe ralhar, ora pois.

      Excluir
    7. Mais uma vez enganado:
      1. Dinheiro nunca é suficiente e sempre falta, pois quanto mais se tem mais se gasta e sempre falta.
      2. Você não foi convidado para audiências.
      3. Apoios políticos não dependem de amizades e sim de convergência de interesses. Em as havendo, inimigos se coligam. Não as havendo, amigos se separam.
      4. O homem que me ralhava já morreu, há muito tempo. Agora quem me ralha são 4 mulheres.

      Excluir
  32. Parsifal,tem momentos que não admites a treplica oposta ao que postas (kkk ate rimou). Ja te disse: PMDB e PIOR do que o PSDB. prefio perder novamente pro jatene a ganhar com Helder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E por que eu tenho que admitir ao quê que não concordo? O importante é admitir o contraditório e não concordar com o que é contradito. Esse seu mantra sempre foi publicado aqui e eu sempre discordei, como discordo agora. Não existe partido melhor ou pior que outro, pois todos são iguais quando chegam ao poder.

      Excluir
    2. se todos são iguais pq mudar?

      Excluir
    3. Porque a democracia se faz com mudança de atores a grupos e a sociedade sempre espera que o mudado faça a diferença. Um dia chegaremos lá.

      Excluir
    4. Se assim é, não vote na Dilma! 12 anos de poder do PT já foram suficientes! mudar é sadio para a democracia!

      Excluir
    5. Boa sugestão...os 12 anos de Pt já botaram pro agua a baixo a economia nacional!! está mais do que na hora de oxigenarmos o país, seja lá com o que for, mas, mais pt nao nao mais!

      Excluir
  33. Sou funcionário da secretaria de pesca. E é verdade o queo anônimo das 12:15 falou. Os funcionários da sepaq estão tensos coma idéia do Chico da pesca ser tornar secretário ou mesmo um indicado por ele. Pois o passado do mesmo é nebuloso. Muitos funcionários que usam votar no helder não vão mais do por medo desta hipótese.
    H.S

    ResponderExcluir
  34. Toda semana sai uma pesquisa de intencao de voto nacional com intenção de sangrar a Dilma e forçar um 2 turno, mas aqui no Para é um silencio só.

    ResponderExcluir
  35. Paulo Roberto08/06/2014 13:30

    Voto no Hélder, não pq ele é bom, pq bom só Deus! O problema é que não aguentamos mas esse governador preguiça e mentiroso. E hora de mudança é agora!

    ResponderExcluir
  36. Os servidores públicos estaduais serão os maiores cabos eleitorais pela derrota do Jatene, em especial os da Seduc e da PM. Aguadem.

    ResponderExcluir
  37. No servico publico sucateado as falas são de decepção e raiva e gigantesca icontra o tratamento dado pelo Jatene e sua fria " dama de ferro" Alice Viana, resultado do arrogante e cruel tratamento dispensados. Os mais antigos dizem que Jader sempre os tratou com mais respeito, já Almir e Jatene a relação foi mais intimidadora e tensa. Os servidores sabem que se Heder ganhar ainda teram muitos problemas, sem contar a questao etica que pesa contra o seu sobrenome, mas uma coisa é certa: Jatene nunca mais.

    ResponderExcluir
  38. O das 7:56 deve tá grilado. Já pensou ter de pagar ulguns milhares de reias por danos morais?!kkkkk

    ResponderExcluir
  39. Li todas as postagens, não deu pra rir, só pra chorar. Quero lembrar que o Almir não perdeu a eleição pra Aninha Toda Pura e sim pro Jatene, e que o Jatene não ganhou da Aninha, ela perdeu pra ela mesma, e não adianta explicar tem que entender.
    Quanto a próxima eleição o jogo está no Senador, e o Jatene já colocou as cartas na mesa, vice não agrega nem pesa.

    ResponderExcluir
  40. RETIFICAÇÃO DO COMENTÁRIO 32.A

    O ex-deputado Paulo Rocha não foi absolvido por unanimidade, como ali afirmado. A absolvição se deu devido a um empate na votação e o princípio "in dubio pro reu" foi aplicado.
    Mantido está o restante do comentário.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.