09/05/2014

Justiça decreta o sequestro das contas do ex-bilionário Eike Batista

Shot003

Desde meados de 2013, Eike Batista já vinha se desfazendo dos seus bens pessoais.

A “Folha de S. Paulo” publicou, na edição de domingo (4), que Eike doou a casa onde mora, no Rio de Janeiro, e uma mansão em Angra dos Reis (RJ), para os filhos Thor e Olin, respectivamente. Os dois bens valeriam cerca de R$ 50 milhões.

Atolado em dívidas que ultrapassam os R$ 100 milhões, Eike é investigado pela Polícia Federal, a pedido do Ministério Público Federal, para apurar suposto envolvimento em crimes contra o mercado de capitais enquanto controlava a OGX.

Shot001

Com base nas evidências de que as transferências de bens poderiam indicar ânimo de frustrar processos de execução, o MPF do Rio de Janeiro requereu o sequestro das contas bancárias de Eike até o limite de R$ 122 milhões, o que foi deferido, liminarmente, na quarta-feira (7), pela 3ª Vara da Justiça Federal do Rio de Janeiro.

Como o processo corre em segredo de Justiça, a imprensa não conseguiu ainda averiguar se o sequestro, além das contas bancárias, estende-se ao bens em nome de Eike, o que é provável.

Passado mais de um ano da derrocada do império X, que só existia nos papéis e na imprensa, é improvável que Eike tenha ao menos 10% da liquidez a ser sequestrada pela liminar judicial, e a conta do prejuízo, inclusive os empréstimos do BNDES, vão à débito da viúva.

Um comentário:

  1. a justiça tem que cobrar do lula cachaça a conta, foi ele que inventou esse bilhonario das arabias.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.