03/02/2014

Prédio da Nova Santa Casa: ocorrências a averiguar

Sobre as constantes constatações de problemas no prédio da Nova Santa Casa, declamado pelo governo do Estado como uma das maravilhas da saúde nacional, pelo menos na propaganda, um comentarista enumera 4 avisos:

Shot005Pela redação do comentário, quem o escreveu entende do riscado, portanto, seria prudente que o Ministério Público Federal - já que o Ministério Público Estadual está ocupado com prefeitos de pequenos municípios - pronto instaurasse procedimento para averiguar estas ocorrências antes que seja tarde.

Na mesma postagem, o comentarista MCB chama atenção do CREA para o assunto.

11 comentários:

  1. Francisco Marcio03/02/2014 19:18

    Excelência deixe de encrencar com o MP. Tudo bem, vai lá, que mecheram com o reduto do seu "chefe" e "chefa" em Pirabas. Mas daí a Sua Excelência se danar a espezinhar o MP, é puro partidarismo. Sua capacidade vai além disso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engana-se você ao pensar que “encrenco” com o MPE por partidarismo. E para mim não há problema algum ser partidário.
      Fiz 5 pedidos de providências ao MPE, com robustos indícios de malversação em 3 grandes prefeituras do Estado – uma delas, inclusive, do PMDB, que não mais é hoje – e duas a respeito do governo do Estado (SEDUC e SESPA). Passado um ano, sequer foi instaurado o procedimento administrativo.
      Nesse interim, 3 operações do MPE foram feitas em prefeituras (uma do PMDB, uma do DEM e uma do PP), todas as três com uma característica em comum: minúsculas, onde os prefeitos têm peso político próximo a zero e poder de blindagem zero. Isso não quer dizer que os malfeitos flagrados não procedem, mas quer dizer que o MPE poupa as grandes prefeituras, e o governo do Estado.
      O governo do Estado, através de seus diversos órgãos, até agosto de 2013, executou, sem licitação, cerca de R$ 12 bilhões, todas as dispensas são passíveis de investigação e na metade delas, se investigar, há malversação. A prefeitura de Parauapebas idem.
      Se se for para puxar o novelo é difícil ficar alguém de fora, mas o MPE só cai mantando em prefeituras minúsculas porque a rede que ele lança tem malha menor que um palmo.
      Não se esqueça daqueles 30 anos de estrada que eu tenho, onde já vi de tudo, por dentro e por fora, de cor e salteado. Imagine se eu não vou ficar tirando sarro de quem quer posar de paladino com a estrela cheia de ferrugem.

      Excluir
    2. Francisco Márcio04/02/2014 09:27

      Vossa Excelência já viu quase tudo. Ainda falta boi "avuar".
      A propósito, auxilie este plebeu que vos fala: Não merece nenhuma postagem o empréstimo(?) milionário do nosso rico governo para financiar um porto em Cuba?
      Mas não é só.
      Tudo bem que Vossa Excelência e a Dra. Dilma são pessoas letradas, cultas ( o Lula é inteligente ), por que olhos de suas Excelências brilham pelo Fidel Castro? Como diz um Deputado, eu sou cego. Aprendi que Fidel é um ditador e como toda ditadura, comete tortura, fuzilamento, etc... O que é que eu não estou sabendo?

      Excluir
    3. Você faltou à postagem na qual opino sobre a participação do Brasil nesse clube chamado FMI, que obriga seus membros a comporem a fundo, podendo fazer parte dessa composição “empréstimos” a países referidos, para investimentos em obras estruturais. Isso não é empréstimo e sim doação, pois os países que recebem jamais pagarão.
      E não é somente Cuba que toma dinheiro do Brasil. A Venezuela, Colômbia, Equador, Bolívia, Angola, Zimbabwe, Guiné, Congo, Gabão e Sudão são também clientes. E isso não começou no governo do PT: remonta aos governos militares, que fizeram o pacto com a banca para financiar a infraestrutura nacional (a famosa dívida externa que, aliás, o Lula pagou em seu segundo governo) e no pacto há a ajuda financeira a países subdesenvolvidos. A questão é que, em relação ao Brasil, a banca acha que país subdesenvolvido é aquele dominado por um ditadura. Como não poderia deixar de ser, o pacto é horando por todos os governos, ou então terão que sair do clube: por mim sairíamos, pois o Brasil não tem bola suficiente para exportar recursos que precisamos aqui.
      Quem lhe disse que boi não “avoa”? Já vi vários alçarem as nuvens: basta colocar envergadura de asa suficiente para lhes levantar o peso e eles viram graciosas andorinhas. Aqui no Pará tem um bocado e no Brasil outra penca “avoando”.
      Se o Lula e a Dilma são letrados e cultos há controvérsias, mas que são inteligentes não há dúvida: pessoas desprovidas de inteligência não saem de onde saíram e chegam à presidência da República.
      Não, você não está cego: Cuba é uma ditadura e como toda ditadura comete torturas, mas torturas não são um desvio de caráter das ditaduras (aliás, ditaduras não têm caráter): torturas há nas democracias também e o Brasil, segundo levantamento da ONU, é uma das democracias que mais pratica tortura.
      Os EUA, pasme, instituiu a tortura em lei após o 11 de setembro: uma das maiores democracias do mundo está autorizada por lei a cometer torturas para garantir a segurança do Estado, o que é a mesma justificativa que as ditaduras usam para colocar o pessoal no pau-de-arara: segurança nacional. Para mim é falta de inteligência institucional e ausência de civilidade mesmo.
      Mas você já quer demais: explicar brilho nos olhos?! Paixão não tem explicação, meu caro. Procure e você verá duras críticas minhas a Fidel, a Tito, a Ho Chi Minh e a mais uma penca de ditadores, mas eu adoro todos eles, pois, apesar de terem metido os pés pelas mãos depois de um belíssimo processo de ruptura, e terem sequestrado o poder para si mesmos, eles tiveram a coragem e o destemor de romper um processo. Eu lutaria contra todos eles para apear-lhes do poder usurpado pela ditadura, mas daria um beijo e um abraço apertado em cada antes de mandar-lhes ao exílio, iria visita-los sempre e no enterro jogaria uma rosa sobre o caixão.
      A minha relação com essa turma é como aquele brega: “entre tapas e beijos”.

      Excluir
    4. Francisco Márcio04/02/2014 14:25

      Então, se eu entendi o Brasil teria de apor essa quantia, ou em um país (seguindo o critério estabelido ), ou no FMi, é isso?
      Retificando sua réplica, eu disse que Vossa Excelência e a Dra Dilma são letrados, cultos. O Lula, foi quem eu disse, que é somente inteligente.

      Excluir
    5. Sim, os países que têm carteirinha do FMI têm que fazer aportes. O FMI hoje tem US$ 500 bi para empréstimos, dos quais cerca de US$ 30 bi são compostos pelo Brasil. O último aporte dos BRICs foi de US$ 10 bi para cada um.
      Os países podem fazer estes aportes através de "empréstimos" diretos e alguns preferem porque ficam bem na periferia. O Brasil tem uns US$ 50 bi nessa situação e já perdoou algumas dívidas como gesto de consolidação bilateral, visando posição em filas mais privilegiadas da ONU. Prestígio internacional tem preço e é caro.
      Quanto à retificação, obrigado pela parte que me toca.

      Excluir
  2. Mas parsifal, e o caso ORM AIR? Comente

    ResponderExcluir
  3. É verdade, inclusive, o tal do hospital Jean Bitar não fica atrás. Esta caindo todo os pastilhamentos da fachada do prédio pela Jerônimo Pimentel, imaginem o resto.

    ResponderExcluir
  4. Deputado e o TCE não se manifesta por quê? Estranho esses órgãos todos se omitirem. Algo de podre no ar.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.