20/02/2014

Drops de Hortelã

> O Propaz na mira do MPF

pro

O circo do Propaz, principal tutano da reeleição de Simão Jatene, não pode montar a lona no final de semana que passou, pois o Ministério Público Eleitoral está com os olhos voltados para a farta distribuição de benesses, em pleno ano eleitoral, custeada pela erário.

Com receio de ações judiciais por abuso de poder econômico e político, o Palácio dos Despachos determinou que não se levantassem as âncoras da caravana. A população, que receberia os serviços no sábado (15), não foi avisada do cancelamento e ficou sem ver os navios.

Hoje (20) está marcada uma reunião da cúpula do programa para decidir o que fazer.

> Redução da maioridade penal

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado rejeitou ontem (19) a PEC do senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) que reduzia a maioridade penal para 16 anos em casos de crimes hediondos, tráfico de drogas, tortura, terrorismo, reincidência de lesão corporal grave e roubo qualificado. Da decisão da CCJ cabe recurso ao Plenário.

maior

Pesquisas revelam que a redução tem apoio de mais da metade da população, mas é provado que a redução da criminalidade não tem correspondência com o aumento das penas. O que a reduz são efetivas políticas sociais e de segurança pública.

> A Venezuela em transe

As manifestações contra o presidente Nicolas Maduro, que assolam a Venezuela, fez a sua quarta vítima fatal.

Faleceu ontem (19) a bela modelo venezuelana Génesis Carmona, 23 anos, baleada durante protestos ocorridos em Valência, a oeste de Caracas.

carmo

> Na Ucrânia

antes

Mas não é só na Venezuela que as manifestações recrudescem. Em Kiek, na Ucrânia, a Praça da Independência, epicentro do transe que exige a renúncia do presidente Ianukovitch, depois de dois meses de violentas manifestações, transformou-se em cinzas.

depois

Já morreram, em Kiev, 26 pessoas.

> Eduardo Azeredo renuncia ao mandato

Réu no mensalão mineiro, o deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB-MG) renunciou ontem ao seu mandato na Câmara Federal.

azer

Ser julgado “como cidadão comum” não é a vera motivação da renúncia, e sim fazer o processo sair do STF à 1ª instância, pois a PGR já entregou o parecer que lhe pede condenação a 22 anos de prisão.

Mas os tucanos têm esse negócio de querer parecer o que não são...

> Facebook paga R$ 38,2 bilhões pelo WhatsApp

Shot003

O Facebook anunciou ontem (19) a compra do WhatsApp por R$ 38,2 bilhões.

As aplicações continuarão funcionando de forma independente, anunciaram Brian Acton e Jan Koum, que criaram o WhatsApp em 2009 e hoje é o maior case de sucesso da rede: em uma sala com 50 funcionários, conecta aproximadamente 400 milhões de pessoas em todo o mundo.

> Air France-KLM compra 1,5% da Gol

airgol

A Gol anunciou ontem (19) que vendeu à Air France-KLM, por R$ 250 milhões, 1,5% das suas ações preferenciais. O contrato inclui posições da Gol, para que a franco-holandesa opere, três vezes por semana, a rota Paris-Brasília-Paris e, ainda em 2014, uma operação Paris-São Paulo-Paris com o A380, maior avião de passageiros do mundo.

6 comentários:

  1. Deputado: A renuncia do Azeredo não teria a mesmas motivação da ameaçada renumncia do Jatene, baixar para primeira instância processos prestes a serem julgados pelos tribunais superiores???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É possível, pois o processo da Cerpasa está pronto para denúncia.

      Excluir
  2. PROPAZ

    Pela primeira vez o MPF esta no caminho certo outra situação que esta armada,é a
    perseguição que deverá acontecer aos gestores municipais feita pelo TCE E TCM(tucano sempre tucano) que se rebabarem contra o governador e rebentos ligados a estes tribunais que serão
    candidatos nas proximas eleições.

    ResponderExcluir
  3. Interessante Parsifal, você só tem olhos grandes para o Propaz. Quanto ao circo do Helder, intitulado de "Caravana Queremos Ouvir o Pará", que toda semana levanta a lona em um município diferente distribuindo benesses com o único e claro objetivo de inflar o nome do filhote de Jader ao governo do estado você venda os olhos. E mais, o programa do mesmo Helder na rádio Clube que também tem fins eleitoreiros, não é campanha eleitoral antecipada? Neste caso você usa dois pesos e dus medidas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está absolutamente mal informado: o “Queremos ouvir o Pará” não “distribui benesses” de espécie alguma. É um encontro político do PMDB que visa ouvir sugestões para um programa de governo. Se você encontrar alguém que tenha recebido um centavo ou um sabonete do “Queremos ouvir o Pará”, faça-me um favor: leve ao MPF e exija providências.
      Não somente o Helder, mas vários outros políticos, inclusive o governador Simão Jatene, e pré-candidatos, no Pará em todo o Brasil, mantêm programas de rádio e TV. A legislação eleitoral determina que esses programas sejam retirados do ar a partir de 10 de junho de 2014 (Resolução 23.390, do TSE que estabelece o calendário eleitoral de 2014).
      Mesmo que eu usasse dois pesos e duas medidas (sou político e partidário do PMDB), o que não é o caso, isso não soaria estranho pelas razões nos parênteses declaradas. Mas se você tivesse razão, não caberia o comentário a mim, mas ao Ministério Público Federal, pois a ele cabe a tomada de medidas judiciais cabíveis ao abuso.
      Se você acha que o MPF, que com certeza tem total conhecimento do “Queremos ouvir o Pará” e do programa de rádio do Helder, está agindo com dois pesos e duas medidas, represente contra o procurador eleitoral federal ao Conselho Nacional do Ministério Público: é assim que se pratica cidadania.

      Excluir
  4. Já q vc não tem dois pesos e duas medidas, pq q o envolvimento do PSDB com o jogo do bicho foi só motivo político, ninguém fala mais nada sobre isso, pq vc não cobra das autoridades competentes as medidas legais, pq tem bicheiro conhecido amigo de dono de jornal e tv...

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.