07/02/2014

Bandeira de Melo foi um dos doadores a Genoino e reage às declarações de Gilmar Mendes

É frustrante assistir ministros do STF amarrotarem a toga no comezinho cotidiano de questões que, ao cabo, lhes caberá julgar.

Nas democracias, ouvir a voz de um juiz da Suprema Corte é raro: eles zelam a coluna que sustenta a imparcialidade dos julgados que é a manifestação exclusiva através do autos.

> Dúvidas

Shot016

Estranhei a rápida arrecadação, de quase R$ 2 milhões, feita através da internet, para liquidar as multas do ex-deputado José Genoino e do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, pois poderia ali estar havendo uma simulação.

Quando vi o número de doadores recuei na precipitação de emitir opinião: como combinar um crime (lavagem de dinheiro) com mais de 2 mil pessoas em tempo tão curto? 

Preferi aguardar pela manifestação do MPF que intuí estar com a mesma dúvida e a quem caberia averiguar a lidimidade dos depósitos.

> Gilmar Mendes fala

Mas o ministro Gilmar Mendes resolver bancar o Joaquim Barbosa e distribuiu as balas fornidas nas suas suposições, adiantando-se a um papel que não lhe pertence: não cabe ao magistrado provocar, pois ele é que julgará as provocações de quem de direito, no caso, o Ministério Público Federal.

mendes

> Bandeira de Mello reage

A declaração de Mendes mais uma vez, no repisado episódio do mensalão, trouxe a luz a voz do professor Celso Antônio Bandeira de Mello, que eu já tive a oportunidade de apresentar aqui.

Bandeira de Mello, que sem favor algum de governos e por seus próprios méritos galgou o lugar que tem hoje na vida jurídica nacional, revelou-se um dos doadores ao ex-deputado José Genoino, seu amigo de priscas datas, quando ambos, em campos diversos, lutavam contra a ditadura militar.

O jurista doou R$ 10 mil à campanha de arrecadação de Genoino e do alto da sua autoridade repreendeu o ministro Gilmar Mendes:

melo

Como disse Oscar Wilde, "os juízes, como as classes criminais, têm os seus momentos de leviandade."

12 comentários:

  1. O fato do renomado Jurista ter contribuído para o pagamento da dívida oriunda de multas imputadas pelo STF a um criminoso condenado, não faz da arrecadação, como um todo, legal. Deve-se verificar a procedência do dinheiro, sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Correetisimo. Não é isso que está em pauta. O MPF , inclusive, já está investigando as doações. O que está posto é que um ministro do STF não deve sair por aí narrando jogo de futebol ou emitindo opiniões sobre o que, se houver indícios de fraudes, ele julgará.

      Excluir
  2. Francisco Márcio07/02/2014 11:40

    É preciso reconhecer que o MPF só passou a investigar após ser provocado, essa provocação partiu de um cidadão: Gilmar Ferreira Mendes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não. O MPF já estava investigando antes da propaganda do Gilmar Mendes. E se não estivesse, e o ministro desejaria fazer a investigação, o procedimento sensato seria chamar o procurador-geral reservadamente e pedir que ele a fizesse.

      Excluir
  3. Prezado,
    Mudando de assunto. Em um ano eleitoral é estranho, estranhíssimo, que o Zenaldo dê a chave do cofre do Tesouro Municipal à Dama de Copas do Simão Jatene, sra. Tereza Cativo. Hum, hum......

    ResponderExcluir
  4. Eu doei e doei por 20 Petistas. tendo o PT algo em torno de 1,5 milhão de filiados e tendo varios doado por muitos,dá e sobra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. como bem comentou o ratinho voce e um cavalo paga a maior garga tributaria e alem disso ainda faz doação,depois quer fazer manifestação,a policia tem e que chegar a taka nesta cambada.

      Excluir
  5. Acho que vou aceitar o resto das doações do mensalão... vou abrir uma conta, já, já. Quanto ao compartamento do Juiz Gilmar concordo plenamente com o Blog...e acrescento todos agora não querem fazer, querem aparecer.... daí....

    ResponderExcluir
  6. Uma correção Parsifal, nada obstante a expertise reconhecida do douto Bandeirinha, este já mamou nas tetas do governo sem dispensa de licitação.

    ResponderExcluir
  7. Ao anônimo 15:20,
    Como dizia o Nosso (teu) Guia Lula: Menas, menas pessoas. O total de doadores da "dupra" foi de 4.288. Genoino: 2.620; Delúbio: 1.668. Fontes: Miruna, filha do primeiro e a advogada do segundo.

    ResponderExcluir
  8. Caro Dep. médicos não tem nojo de doenças e por analogia juízes também não deveriam ter nojo de crimes, porém alguns juízes do Supremo estão enojados e indignados, parece que estamos chegando ao insuportável. Particularmente penso que mais autoridades deveriam estar se sentindo assim, principalmente os militares.

    ResponderExcluir
  9. Gilmar Mendes paga cotidianamente seu óbulo ao PSDB que o colocou no STF. O episódio só comprova que Ministros da Corte devem ter mandatos fixos, até longos para dar estabilidade às decisões da Corte, talvez 10 anos, mas com data certa para sair e remuneração vitalícia a partir de então com proibição de advogar.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.