09/01/2014

Entre o encardido e o abaçanado

Shot014

O cientista político Marco Antonio Teixeira, professor da FGV (Fundação Getúlio Vargas), arrisca que a eleição de 2014 para presidência da República deverá selar o fim da polarização PT/PSDB no Brasil.

O juízo de Teixeira se elabora na provável chapa pura do PSB, com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, no andor e a ex-ministra Marina Silva carregando o santo, na condição de candidata a vice-presidente.

> Há controvérsias

É um juízo provável, mas controverso. Embora o senador Aécio Neves (PSDB) patine ao norte e ao sul em um patamar sofrível para a tamanho da disputa à qual se coloca, Eduardo Campos não tem envergadura para romper a polarização PT/PSDB nem que Marina Silva lhe coloque nos ombros.

Não creio ainda que o fato de Marina Silva compor a chapa de Campos seja um catalizador da necessária envergadura da cabeça da chapa.

Marina Silva vale o que pesa quando está sozinha: colocando-a como vice, para se valer dela como um quê de candidata moral, não surte tutano suficiente a Campos para romper a polarização da qual o Brasil é acometido há quase 16 20 anos.

> Oposição anêmica e udenista

A presidente Dilma é a franca favorita da sua própria sucessão pela anemia da oposição, que se quedou ao udenismo, sem intuir que o eleitor, ao que se mostra, não trata a eleição com juízo exclusivo na saga falso moralista da oposição: embora ele aprove exemplar punição à corrupção, não estabelece correspondência indestrutível com o sujeito ativo, ou passivo dela a ponto de influenciar em uma eleição presidencial.

Portanto, ainda em 2014, creio que veremos o encardido falando do abaçanado, e o eleitor deverá escolher, preferencialmente, entre um e outro, e a terceira via deverá acabar na terceira posição.

6 comentários:

  1. Caro deputado, não sei se entendi direito um parágrafo da postagem em que o senhor diz que o Brasil é acometido por uma polarização há quase 16 anos, mas se formos falar em polarização no poder (PSDB/PT) lá se vão quase 20 anos: 08 de FHC+08 de Lula e quase 04 de Dilma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está correto. Já corrigi. Obrigado.

      Excluir
  2. E a prostituta PMDB sempre com os mesmos clientes. Vida fácil!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe você não é parte coadjuvante do folhetim. E se você acha que a vida das prostitutas é fácil, experimente um laboratório de 24 horas fazendo-se uma delas e a sua opinião a respeito mudará completamente.

      Excluir
  3. Comentario tipico dos Barbalhistas Sarneizistas e outros istas do PMDB caro deputado

    ResponderExcluir
  4. Os "Totos do O", estao descontraladosssssssss. kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.