21/12/2013

A saideira

Shot005

A homenagem de A. Torres, e André Abreu, para o Rei do Braga, Reginaldo Rossi, publicada hoje no “Diário do Pará”.

"Garçom!
No bar todo mundo é igual
Meu caso é mais um, é banal
Mas preste atenção por favor..."

Reginaldo Rossi foi um dos últimos moicanos daquela leva de menestréis do século XX que arrastava e encantava multidões. Foi através dele que apresentei Ann ao brega, bailando pelos barracões de festas de Tucuruí.

Ouvi de Reginaldo Rossi, quando lhe foi perguntado porque ele não gravava uma leitura da bossa nova, que ele “não gostava de música metida a besta”.

Eu gosto de música metida a besta, mas o brega de Rossi era uma apoteose à singeleza do ritmo: com poucas notas e muitos metais, ele cantou a alma da fossa desbragada do boêmio nacional.

Um comentário:

  1. Great blog you have got here.. It's hard to find good quality writing like yours nowadays.
    I honestly appreciate individuals like you! Take care!!



    Feel free to surf to my web page - read this article

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.