08/10/2013

A nova composição das bancadas federal e estadual

balan

O troca-troca partidário, pelo menos para aqueles que pretendem se candidatar em 2014, chegou ao fim em 05.10, um ano antes da eleição.

Na Câmara Federal ocorreu a maior dança de cadeiras desde a criação do PSD, do ex-prefeito de S. Paulo Gilberto Kassab: 52 parlamentares mudaram de sigla com a mesma facilidade com que mudam as gravatas.

O dois recém criados partidos, Solidariedade e PROS, inauguram a sessão desta terça-feira (08) com 19 e 13 deputados respectivamente.

O PT, PMDB e PSDB, embora tenham perdido deputados federais para o Solidariedade ou PROS, continuam sendo as três maiores bancadas da Câmara Federal.

Abaixo, o novo quadro partidário da Câmara Federal até ontem (7) à noite:

A soma das bancadas é menor que 513 porque há deputados sem partido exercendo o mandato.

Na dança das cadeiras, o PDT perdeu 9 deputados, o PR 7, o PMDB 6, o PSDB 6, o PSD 5, o PSB 5, o PP 4, o DEM 4, o PPS 3, o PTB 2, e o PRB, PEN, PV,PHS,PRTB,PT,PSL e o PSC perderam um cada.

Dois senadores também mudaram de partido: o senador Vincetinho Alves (TO), trocou o PR pelo Solidariedade e a senadora Katia Abreu (TO), trocou o PSD pelo PMDB.

> No Pará

O deputado federal Wladimir Costa trocou o PMDB pelo Solidariedade. Também para o Solidariedade migraram, do PR, o deputado estadual Eliel Faustino, e do PSC o deputado estadual Hilton Aguiar.

O PSDB teve uma baixa na sua bancada federal do Pará: o deputado federal Dudimar Paxiúba deixou o ninho tucano e pousou no PROS.

O deputado estadual Sidney Rosa, secretário especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção do Estado, teria deixado o PSDB e se filiado ao PSB. A informação, embora dada por uma fonte do próprio PSB, carece ainda de ratificação e, em sendo verdadeira, pode significar, em um futuro mediato, a tomada do PSB do Pará, até então manejado por Ademir Andrade, pelo grupo político de Paragominas que se alinha a Simão Jatene.

12 comentários:

  1. Confirmada a mudança de Sidney Rosas pro PSB. Na verdade o indicado era o secretario de promocão social Adnam Demasky, que declinou e a opçào passou a ser o secretario de produção Sidney Rosas. Lembrando que os dois foram Prefeitos de Paragominas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A política continua cheia de oportunistas. Alguns se candidatam para fazer alguma coisa outros se candidatam apenas para ser alguma coisa.

      Excluir
  2. Vale ressaltar que faz parte desse grupo político o atual Prefeito de BELÉM, que comemorou muito essa rasteira dada em Ademir Andrade, mais quero fazer uma observação EDUARDO CAMPOS não é um socialista e sim um Democrata disfarçado, vai se perder logo, logo o BRASIL quer uma terceira via mais que se identifique com o povo e não com a ELITE.

    ResponderExcluir
  3. Parsifal, caso o PSB venha eleger Eduardo Campos, como ficaria sua governabilidade? Vai ter que se juntar ao PMDB ou com o PT?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com os dois, ou ir para o varejo com os 29 partidos restantes.

      Excluir
    2. Embora como no futebol a política não tem muita lógica. Na sua opinião como vai ser essa disputa em busca do senado, Sidney pelo PSB (que tirou o democrata e ficou apenas socialista) e Mário Couto ( que já foi democrata e se tornou social-democrata).; ambos aliados do governador, que já foi somente democrata e depois se tornou social-democrata?

      Excluir
    3. Como qualquer outra disputa eleitoral: acirrada.

      Excluir
  4. o nobre deputado agora quer da uma,de vidente ou pai de santo!porque mais 50 deputados mudou de partido, qual o problema do sydnei rosa tambem faze lo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Onde você leu que é um problema o Sidney Rosa mudar de partido?

      Excluir
  5. É notória a lealdade, ao Governador Jatene, dos políticos Sidney Rosa e Adnam Demarcker, ex-Prefeitos de Paragominas e Lideranças festejadas pelo povo daquele Município. Ficaram 16 anos no Poder e elegeram o atual Prefeito com expressiva maioria de votos. "A Boca Miúda" comenta-se a enfermidade do Governador Simão Jatene, que estaria a inviabilizar, por recomendação médica, a"aventura" do seu engajamento numa desgastante campanha eleitoral em prol da sua possível reeleição. Porém, ressalte-se, o contexto retro traçado resulta de "mera especulação". Bom, em sendo verdade a especulação, o super-Secretário do Governo Jatene, Deputado Estadual - licenciado - Sidney Rosa, não seria a opção de Simão Jatene ao Governo do Estado nas próximas eleições, no caso do candidato do PSDB, vencedor na Convenção Partidária, não seja do agrado de Sua Excelência, como ocorreu em Castanhal, no qual o PSDB local contrariando a vontade do Governador Jatene que queria o PSDB (Castanha) aliado ao então Líder do Governo na Assembleia Legislativa, Deputado Márcio Miranda, que perdeu a mais recente eleição a Prefeito de Castanhal para Paulo Titan do PMDB, cujo Vice-Prefeito - a contragosto do Governador Jatene - é do PSDB? Simão Jatene é filho de Castanhal. Premiou a derrota do seu Líder de Governo, Deputado MÁRCIO MIRANDA, com a Presidência do Poder Legislativo.

    Deputado Parsifal Pontes, com a experiência dos seus muitos anos no exercício de mandatos eletivos, de disputas eleitorais, de estratégias partidárias para definição de candidaturas majoritárias do seu Partido, o Senhor vislumbra no Governador Jatene a qualidade de um estrategista político-partidário "visionário", que pense a disputa eleitoral sucessória ao mandato de Governador com a característica de "vencer a qualquer custo"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pergunta de vestibular!

      Excluir
  6. Alguns desses estão se revirando no tumulo por terem alugado o PSB para o Jatene Cleo Bernardes,João Mangabeira, Domingos Vellasco, Hermes Lima, Rubem Braga, Osório Borba, Joel Silveira, José Lins do Rego, Jader de Carvalho, Sergio Buarque de Hollanda e Antonio Candido.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.