01/09/2013

Secretário de Cultura está proibido de falar com a cultura

Shot008

No Pará, bois se fazem em elefantes, e os paquidermes também voam.

Shot002

4 comentários:

  1. Esta deve ser a ética propagada pelo governador em matéria possivelmente muito bem paga através do erário.A ética simplesmente estuda a conduta, enquanto que a moral avalia a qualidade da conduta sob o ponto de vista do Bem ou do Mal.Neste caso o comportamento do governo é ético ou está mal avaliado na sua conduta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a ética da responsabilidade (Weber) muito mal conduzida, portanto, de moral tortuosa.

      Excluir
  2. A FORÇA DO NILSON CHAVES “ SOS”, SURFISTA OU SANÇÃO!

    “Ópera que por ser acima dos caracteres permitidos terá dois atos”

    “PRIMEIRO ATO”

    Meu Caro Parsifal

    O Nilson Chaves está com muita moral, subordinado ao secretario de cultura ele fez uma colocação onde por sua capacidade assumiu mais duas funções, primeiro de porta voz do governador quando o tema é esdrúxulo e segundo de relações publicas do secretario de cultura tornando-se o cara impostado nessa gestão do PSDB , o impostado aqui não se refere a cantor em sua plenitude e sim ao figurante sem tremor embora externe vacilo governamental!

    Eu e amigos ouvimos da boca do Jatene longe da luz dos holofotes que o marco do atual governo na cultura envolvera a secretaria de meio ambiente do estado e será também um marco no turismo paraense , o aquário em forma de Nautilus que será construído entre o batalhão de policia ambiental e as instalações da Cosanpa no Itinga que não teve ainda a pedra inicial lançada até agora porque ainda esta na fase de pesquisa sobre como reproduzir os animais que serão expostos em cativeiro dado que para não infringir a lei repondo as mortes com animais capturados na natureza isso se faz necessário, o mais interessante é que tal marco da cultura não tenha essa pesquisa que consome milhões dos cofres do estado feita pelo Parque Zoobotânico Museu Emilio Goeldi que começou sua pesquisa no tema em 1871 ou seja cinco anos após seu nascimento e tem 142 de experiência, acho que isso não aconteceu porque o dinheiro em projetos ligado a cultura não deve ficar no estado !

    Todos os paraenses deveriam saber que o único espaço no estado do Pará supostamente apto para trabalhar com as mais variadas formas de cultura, notadamente musica , dança, artes plásticas , teatro e livros é a Fundação Cultural Tancredo Neves presidida pelo Nilson Chaves, se soubessem saberiam também em que estagio a cultura paraense se encontra!

    Vamos tomar como exemplo uma pesquisa em um simples jornal armazenado em suas dependências quem isto fizer terá que manusear um calhamaço mensal em fase de deterioração que chegara as suas mãos amarrado com barbantes e não um computador com o material digitalizado, se quiserem um exemplo de incompetência maior também posso fornecer, o idoso ou cadeirante só podem ter acesso ao que buscam se Deus for complacente , primeiro só existem três vagas destinadas a eles no estacionamento que fica no subsolo , não existe rampa de acesso nem aos andares superiores nem ao elevador , porem mesmo com a complacência divina de não deixar faltar luz nem quem auxilie , o elevador que nem sempre tem a presença garantida do ascensorista , imagine a felicidade de um cadeirante que tenha que pesquisar um jornal no Centur, cego do seu cotidiano o presidente colocou como “META” implantar uma rádio web, uma TV web e uma grande cyber comunidade artística, que já batizou de Comunart, da para acreditar que alguém incapaz de digitalizar uma simples publicação matutina seja capaz de concretizar tal meta sem ser para fazer a comunidade paraense dançar ao som de seu canto moda sereia, isso tem um agravante porque saiu da cabeça do Nilson a promessa de oferecer um fluxo constante de notícias que mantenha a sociedade sempre “ BEM INFORMADA”, no seu caso só se o jornal for o do dia!

    FIM DO PRIMEIRO ATO

    ResponderExcluir
  3. A FORÇA DO NILSON CHAVES “ SOS”, SURFISTA OU SANÇÃO!


    “SEGUNDO ATO”


    A justificativa mais plausível do Nilson ter falado tal inaudito seja que o secretario de cultura oficial tendo seu precioso tempo gasto com o “Projeto Nautilus” onde 95% da estrutura é em vidros , tempo esse comprometido por lembrar-se do que aconteceu no seu projeto do Hangar onde houve falha no tamanhos dos vidros da fachada que não eram compatíveis com a estrutura viviam quebrando e fornecendo espaço para infiltrações em dias de chuva não lhe sobre espaço no seu dia a dia para tratar com quem possa lhe cobrar algo de concreto por não se interessar pelo que é em quase ¾ de governo apenas abstrato!

    O Nautilus será construído no Itinga onde as meninas churuminga, churuminga, imagino então que serão contratadas as meninas do “Bonde das Maravilhas” na festa de inauguração , alguém pode se questionar “como o MCB pode ser tão idiota , as meninas do Bonde das Maravilhas são todas menores de idade assim qualquer juiz da infância e juventude pode proibir essa apresentação “ antecipadamente eu respondo , se algum dia for inaugurado tal aquário elas serão todas no mínimo avós mas continuaram a cantar músicas que fazem apologia ao sexo e à violência acompanhadas de danças com forte apelo sexual!

    Uma coisa bastante relevante é que toda a classe artística esperava que o secretário de cultura fosse indicado pelo Jordy , mas não sabem até hoje porque cargas d’água ele preferiu ser queimado indicando o secretario de saúde!

    Essa moral do Nilson que é a moral da historia está fadada pelos seus cabelos a levar o governo ao drope de um surfista ou se ele mantiver a força do Sansão derrubara as duas colunas que sustentam o mesmo governo com sua capacidade acima exposta!

    Uma mulher muito charmosa e atraente que esta num bar, gesticula
    charmosamente para o barman que imediatamente se aproxima. Quando ele chega, ela, muito sedutora, faz sinal para que ele aproxime seu rosto ao
    dela. Ela começa a gentilmente acariciar seu cabelo e barba, passando os
    dedos carinhosamente.
    Ela pergunta: "Você e o proprietário?", passando vagarosamente as duas
    mãos em seu rosto.
    "Não", responde ele.
    "Você poderia chamá-lo? Preciso falar com ele!", diz ela afagando os
    cabelos do barman. "Acho que não poderei ajudá-la. Ele não esta na casa
    hoje." diz o barman, já profundamente excitado com a situação.
    "Posso fazer algo por você?"
    "Claro que pode. Preciso que você lhe de um recado.", diz ela,massageando
    sua barba, e enfiando dois dedos na boca do barman, deixando-o chupá-los
    levemente.
    "Diga-lhe, que não tem papel higiênico no toalete das senhoras!"

    FIM DA ÓPERA

    ((((MCB))))





    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.