16/09/2013

Quem vai de helicóptero chega primeiro

Shot014

Na nota, publicada em “O Diário do Pará”, edição de domingo (15), o jornalista reporta-se ao voo do prefeito de Belém, ocorrido na quinta-feira (12), até Icoaraci, para escapar do trânsito, como a inauguração do “metrô aéreo”.

É, meu caro Guilherme, como diz o “Macaco Simão”, “nós sofre, mas nós goza”.

11 comentários:

  1. Quem é este "macaco simão"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é o governador. É José Simão,um colunista da Folha.

      Excluir
  2. Esta é a face do verdadeiro Zenaldo. Bem-feito pro povo de Belém.

    ResponderExcluir
  3. o reporto do diario deveria esta era hoje na inaguraçao do hospital materno-infantil,alias ate a ex governadora deixou as divergencias politicas de lado e foi la dividir com todos os paraenses a alegria de ver um sonho tranformar em realidade,parabens governador,so faltou tu nobre deputado dar o ar da sua graça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo visto quem não estava lá era você, pois a reportagem de "O Diário do Pará" e da TV RBA estava no local e reportaram a inauguração.
      Será um pouco difícil você me ver em inaugurações: nem nas minhas, quando fui prefeito, eu ia.

      Excluir
    2. Anônimo das 18:25;

      De todos os discursos desta inauguração, o mais lúcido e incrivelmente temperado pelo "humor da sinceridade", foi o do secretário de saúde Dr. Hélio Franco. Parece que o homem tem uma coisa interior que não lhe deixa ser hipócrita como as demais autoridades presentes.

      Em certo trecho o secretário suplicou aos prefeitos do interior (quem estava lá além do Pioneiro?) não 'ficarem mandando gestantes a todo tempo para virem parir na Santa Casa'; que isso 'é responsabilidade da atenção básica nos municípios'. Certamente o Dr. Hélio Franco sabe que - descontados os casos bem caracterizados como de gravidez de alto risco - mais de 90% da lotação da nova maternidade (hoje se chama Neonatologia) vai ficar mesmo no patamar da baixa complexidade. Para quem não sabe, o papel do estado no SUS deveria ser o de promover a alta complexidade, inviável para pequenos, médios e algumas vezes até para os grandes municípios do interior.
      ´
      O complexo Santa Casa agora mais do que nunca passa a ter uma cara de maternidade. O investimento poderia ter sido melhor distribuído entre as várias especialidades que lá têm endereço - tanto na clinica ambulatorial quanto em procedimentos cirúrgicos. Existem problemas de saúde da criança e do adulto, cujo elevado custeio e o reduzidíssimo número de profissionais especializados no assunto praticamente limita a oferta de atendimento à capital do estado.

      Excluir
    3. Mas como utilizar recursos para ação básica, se o governo estadual não faz o repasse desde 2011 aos municípios.Por sinal confirmado por este secretário

      Excluir
  4. Apenas um mauricinho deslumbrado brincando de ser prefeito.Fruto de uma plutocracia.

    ResponderExcluir
  5. Ele, como é esperto, chega na frente. Já os seus eleitores, como são tapados e míopes, sempre serão os fonas.

    ResponderExcluir
  6. Os eleitores desse cara dividem-se em duas categorias: uma é a dos oportunistas formadores de opinião, que vivem atrás de um DAS ou de um fabuloso contrato milionário, de preferência, com dispensa de licitação. A outra, é formada por eleitores desprovidos de consciência política.

    ResponderExcluir
  7. Ele é tão leso que não sabe o risco que correu. Lembram daquele helicóptero que caiu ano passado próximo a BR 316 que foi filmado e tudo. Pois é a tripulação e o tipo de equipamento era o mesmo que virou um liqüidificador na mão de pilotos com pouca habilidade.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.