19/09/2013

Preconceito e insensibilidade

O Sindoméstica (Sindicato das Empregadas e Trabalhadores Domésticos da Grande São Paulo) entrou com processo contra a jornalista Micheline Borges, do Rio Grande do Norte.

No final de agosto, quando os médicos cubanos chegaram ao Brasil, Micheline, à guisa de se posicionar contra o “Mais Médicos”, traiu-se ao revelar o preconceito que grassa no Brasil, contra as camadas mais pobres: postou a pérola abaixo no seu facebook:

Shot007

O Sindoméstica pede uma retratação pública e indenização por danos morais de cerca de R$ 27 mil.

Ela despreza os médicos cubanos e discrimina a categoria das empregadas domésticas”, declarou Camila Ferrari, presidente do sindicato.

Não tenho preconceito com ninguém, trato bem as pessoas, sei o valor de cada profissão e realmente peço desculpas aos empregados domésticos, aos jornalistas, aos médicos. As pessoas cometem erros e tenho humildade para reconhecer quando acontece comigo”, afirmou Micheline, que depois da repercussão negativa da postagem, tirou-a do facebook, mas era tarde: já haviam cortado o conteúdo e disseminado pela rede.

Shot005

8 comentários:

  1. Discriminar os medicos ou medicas cubanas pela aparencia e lamentavel porem discrimina-los pelo conhecimento e legalidade e razoavel pois nao se submeteram aos testes de conhecimento exigido para os estrangeiros.Porque?So porque vao atender aos pobres?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao anonimo das 15:09. Assim como ela não pode "discriminar os médicos ou medicas cubanos pela aparência", também não pode discriminá-los pelo conhecimento e legalidade". Discriminação de qualquer natureza no Brasil é proibido. Outra coisa que autoridade ela tem para contestar os conhecimentos médicos dos cubanos, pelo que consta ela é somente jornalista. Quanto "aos testes de conhecimento", os médicos brasileiros não fazem e confiamos(???) em seus conhecimentos.

      Excluir
  2. Belo exemplo de jornalista preconceituosa. Ela e as dondocas deste país afora deveriam se espelhar na rainha do Katar, que recentemente esteve no estado do Pará e deu uma lição de humildade, mesmo sendo multimilionária. Esta rainha poderia ficar em Paris, hospedada em um dos melhores hotéis do mundo, que por obra da vida é seu. Mas, ela serve de exemplo que a elegância e a riqueza devem estar a disposição dos esquecidos. Por aqui ela elegeu os índios, mas muitos "endinheirados" daqui, esquecem que a vida é fugaz e passageira e que não saem dos seus "castelos", nem fazem nada para melhorar a rua em que moram. Isso é pobreza extrema, e dessa pobreza fazem parte os preconceituosos como é o caso dessa jornalista, se é que ela é jornalista mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Com esse nome CAMILA FERRARI mais parece modelo que domestica ou sera que e mais uma pelegona paulista da CUT

    ResponderExcluir
  4. Preconceito é do governo que pensa da seguinte maneira
    "Ah, eles vão atender só os pobres diabos do Brasil, então não importa se eles sabem medicina ou não"

    É a unica conclusão que eu consigo tirar do fato de eles não terem que revalidar o diploma de medico!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espere os médicos trabalharem para depois criticar. Pior que os médicos brasileiros não pode ser. Quem dirá da falta de médicos.

      Excluir
  5. Ao anonimo das 18,07 se se criadas medidas de exceçao para que os cubanos possam vir atender as pessoas pobres sem comprovar competencia como acontece com os demais historicamente isso sim e preconceeito.Quanto a sua discriminaçao com os medicos brasileiros esta bem nitida na sua postagem,So lhe digo va se tratar com os cubanos Provavelmente voce deve ser um profissional nao medico da area de saude que nao conseguiu ser medico ou pelego do PT.Quanto ao medico trabalhar para depois avaliar entao tudo pode .E a saude dos que forem lesados pela incompetencia nao avaliada preventivamente?

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente , o mundo está cheio de pessoas assim, que acham que se vestir bem é tudo. Fazem empréstimos até para comprar roupas. vivem o luxo e morrem o bucho. o que importa é a aparência.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.